Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

4 Lições que o arco das bodas de sangue nos deixará para toda a vida.

Chegamos ao fim do temido “arco das bodas de sangue” em Vale Dicere que iniciou ali no final da segunda temporada e foi até os três primeiros capítulos dessa terceira. Além de ter sido um dos eventos mais dolorosos e traumáticos da série desde a sua primeira temporada, podemos tirar várias lições sobre o que aconteceu.

 

  1. O INIMIGO SEMPRE SERÁ VOCÊ MESMO.

Esqueça isso de que é preciso um vírus, uma “invasão alienígena”, um “poltergeist” ou coisas sobrenaturais pra construírem uma ameaça para nós, o inimigo sempre será aquilo que menos levamos a sério: O próprio ser humano. Tudo o que ocorreu foi obra de pura manipulação criminosa do Dr. Addan ao lado de seu braço direito Petter Krueger, pessoas “normais” como eu e você, nada “sobrenatural” ou do outro mundo, simplesmente a maldade humana ganhando vida.

2. A UNIÃO FAZ A FORÇA.

Apesar de parecer contraditório, o que vemos nesse arco é que ainda em meio a tanta dor e catástrofe, os personagens procuravam um meio de se unirem de uma certa forma, e quando falamos em “união”, não quer dizer que é necessário estar 100% presente ou do lado da pessoa em questão, mas sim ter um propósito aliançado com aquela pessoa, seja um amigo, um parente, um colega de trabalho… Os personagens nos ensinaram que a união deles foi o que os tornou fortes, ainda que diante da dor e da perda.

3. O LUTO NUNCA VAI PEDIR LICENÇA.

Não importa qual seja a sua idade, sexo, biotipo ou crenças… O luto e/ou a dor da perda não faz escolhas específicas, vimos principalmente nessa temporada o quanto que a “tal morte” pegou personagens extremamente fortes que jamais passaria pelas nossas cabeças e outros que sofreram as consequências por conta disso. Não pense que na vida real é diferente e desculpe a franqueza, mas você vai passar por isso cedo ou tarde, essa dor é inevitável, porém é com ela que você vai ganhar forças lá na frente.

4. AME ANTES QUE O MUNDO SE ACABE.

Quando falamos “amor”, imediatamente pensamos em apenas uma relação conjugal, mas como já foi dita uma vez pelo autor de “Incognoscível”: Hugo Martins… Vale Dicere é movida por laços. E são esses laços entre os personagens que nos dá a maior lição entre essas citadas: Você precisa amar mais. Os dias estão se abreviando, o mundo está entrando em colapso, o egoísmo humano está crescendo por ideologias políticas ou caprichos pessoais e fica a questão: Será que o seu próximo está tendo o amor merecido?

Não confunda “mendigar atenção” ou “dar atenção demais a ponto de se esquecer de si mesmo”, seja natural. Ás vezes uma mensagem, um telefonema, um áudio por whatsapp, e claro, um abraço pode mudar a vida de alguém… Será que você realmente está impactando a vida de alguém ou está no mundo apenas por estar?

 

Guardem essas lições em vossos corações, porque o que foi dito acima está muito além da ficção.

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Melqui Rodrigues

Melqui Rodrigues

>