Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

6 Desempregados e um Hostel – Episódio 10 – “Inauguração”

FADE IN:

1    INT. HOSTEL – RECEPÇÃO – SALA

Mike e Andy estão sentados em banquinhos ao lado do sofá. Jasmim sendo consolado por Angel. Suzi com um espanador passando sobre o balcão.

MIKE

(fala sussurrando com Andy)

Não sei por que ela ainda tenta!… Só fracassa nessa carreira.

JASMIM

(chorando)

Eu ouvi isso, Mike…

ANGEL

Mike, por favor. Criancice tem hora!

MIKE

Gente, eu só to falando a verdade.

ANDY

Nem tudo se diz, Mike… Jasmim é uma excelente atriz, tenho certeza que esse teste é um de muitos!

JASMIM

(chora ainda mais)

Não tenho tanta certeza assim, Andy. Eu sou um fracasso mesmo, comecei no teatro achando que conseguiria algo melhor… que nada, essa vida nunca me apoio nesse sonho!

SUZI

Não se torture, querida. Outras oportunidades virão!

MIKE

O engraçado que você só contracena com pessoas ruins. Você só atrai gente assim, Jasmim… tem que tomar um banho de sal grosso.

SUZI

Que horrível. O sal vai enrugar a pele dela toda. Vai ficar mais murcha que maracujá!

Todos sorriem.

JASMIM

Oh, amiga. Obrigada pelo apoio…, mas sei lá, acho que vou desistir dessa vida!

ANGEL

Claro que não, tá doida? Esse não é seu sonho?

MIKE

Sonhos são feitos para serem realizados mesmo.

Todos olham pasmos para Mike.

MIKE(CONT.)

Que é? Eu também tenho sonhos… tenho sonho de um dia ser CEO de uma empresa de automóveis!

SUZI

No máximo uma empresa de esquina de seminovos!

ANDY

No máximo… ah, cara, não sei zuar…

JASMIM

No máximo um emprego num hostel!

Todos olham para Mike que sai enfurecido.

CORTA PARA

 

 

6 DESEMPREGADOS E UM HOSTEL

 

 

Por

MARCUS COSTA

 

SEASON 1 EPISODE 10

S1E10 – 6D1H

“INAUGURAÇÃO”

2    INT. PREFEITURA – GABINETE – DIA

Assessor insiste em algo e o Prefeito relutante, sentado em sua cadeira com um charuto em sua mão. Ele engasga, tosse, pega um pouco d’água. Começa a falar ainda antes de terminar o gole.

PREFEITO PAÇOCA

Eu não falei que não quero aquele lugar aberto? Onde se viu, ora bolas! Meu querido amigo, companheiro de horas a fio em reuniões… companheiro em negócios promissores além fronteiras “prefeiturísticas”, você deve me conhecer melhor que minha mulher… melhor que aquele imprestável do meu calo, o José Antunes. Ou até daquele mané do meu filho e futuro candidato a prefeito… ele sim, ele segurará sua vaga aqui, meu querido. Ele, e só ele pode te garantir anos no futuro gabinete dele e uma grana boa em suas contas… muita vitamina c para seus filhos, muita fruta boa pra crescerem saudáveis. Numa escola boa, num cardápio beirando os netos da rainha Elisabete! Impossível não ter melhor! E agora, agora não pode fazer um misero favor… Algo tão pouco…

ASSESSOR

(acuado e envergonhado, com medo das palavras do prefeito)

Me desculpe, Prefeito. Eu não tinha o que fazer! Eles compraram, estão legais e vão inaugurar! Qual o problema?

PREFEITO PAÇOCA

Se eles inaugurarem, meus negócios com José Antunes vão findar!

ASSESSOR

Talvez o senhor possa conversar com ele. Não há o que possamos fazer!

PREFEITO PAÇOCA

(com raiva, bate na mesa)

Tudo bem! Já que não podemos legalmente, podemos ilegalmente!

ASSESSOR

Prefeito, eu aconselho ao senhor não tentar nada baixo pra cima de pessoas que conhecem seus direitos. Esse pessoal não é pessoal daqui prefeito., alguém com pouca escolaridade, com escolas péssimas as quais somos responsáveis…

PREFEITO PAÇOCA

Não ponha em minha conta dívida que não seja minha. Outros que passaram também não deram a devida atenção, então, não sou eu que vou mudar o mundo, não é mesmo?

ASSESSOR

E o senhor está pensando em ir na inauguração?

PREFEITO PAÇOCA

De jeito nenhum!

ASSESSOR

Mas prefeito…

PREFEITO PAÇOCA

Mas nada! Não irei, isso abalará estruturas de séculos desse gabinete. Jamais iria ser tão baixo assim. Seria uma apunhalada nas costas, seria um completo trairá, um X-9.

ASSESSOR

Senhor, seria de bom grado o senhor acompanhar a noite que seu filho irá pedir a mão da Suzi.

PREFEITO PAÇOCA

Ele não quer só a mão dela, meu querido. Quer seu nome, só pra votos!

ASSESSOR

Não foi isso que vi, prefeito.

PREFEITO PAÇOCA

Já disse a você, que aqui nada se ouve, nada se vê. Nunca sabemos de nada. Nada!

ASSESSOR

Eu insisto que o senhor vá. Isso aumentará as chances do seu filho conseguir o mandato que o senhor tanto sonha!

PREFEITO PAÇOCA

Não é isso que sonho, meu querido e estimado assessor… sonho com mulheres e o caribe, nada mais que isso! Ter meu filho como futuro prefeito é um objetivo de vida, e será o que farei… eu irei nessa festa!

ASSESSOR

Fez uma excelente escolha, prefeito.

PREFEITO PAÇOCA

Não posso ficar na mão de ninguém, preciso tê-los nas minhas mãos. Se não tenho, melhor mostrar que não comecei o jogo para perder!

ASSESSOR

Do que está falando, prefeito?

PREFEITO PAÇOCA

Quem está assistindo desde o início, sabe de quem estou falando!

Assessor olha confuso para o Prefeito, que sorri confiante em seu discurso.

CORTA PARA

3    INT. HOSTEL – RECEPÇÃO – DIA

Andy no computador, ignorando a cena. Jasmim, Angel olhando apaixonadas, Mike com a cara fechada. Brutus entra e se depara com Paçoca Filho segurando a mão de Suzi. Paçoca Filho pega em sua mão e a beija. Ela sorri envergonha, faz um gesto de sim com a cabeça, ele se despede. Passa do lado de Brutus. Um misto de sentimentos passa na mente de Brutus, raiva de Paçoca Filho, se sente desafiado e ao mesmo tempo vê Suzi com todo respeito e carinho. Seus olhos perpassam por todo o salão, como se estivesse desnorteado.

BRUTUS

O que esse mané veio fazer aqui de novo?

SUZI

(suspirando)

Ah, ele veio me convidar para a inauguração do novo restaurante da cidade. Não é demais?

BRUTUS

E você aceitou?

SUZI

Claro, por que não?

MIKE

Porque foi um roceiro que te convidou… palavras suas!

SUZI

Ah, não, gente. Hoje… hoje ele foi diferente. Ainda acho um babaca, mas quem não acha político assim, né… bom, vou pro meu quarto ver a roupa que vou hoje, to tão mal acostumada a me vestir bem nessa cidadezinha que nem sei se tenho roupa adequada pra hoje! Licença, tchau!

Suzi sobe as escadas empolgada, cantarola uma música.

MIKE

Sério que ela vai fazer isso?

JASMIM

Ah, Mike. Deixa a menina! Ela precisa se divertir, e usar suas roupas caras.

ANGEL

Ela tem cada brinco que é uma graça!

JASMIM

Eu precisava de roupas melhores!

MIKE

Melhor frase sua, Hippie! Até hoje, desde o colégio, nunca vi você usar uma roupa descente!

ANDY

E que tal usarmos hoje, galera?

ANGEL

Do que você está falando, Andy?

ANDY

Que tal todos nós irmos para a inauguração do restaurante… por conta do Hostel!

MIKE

Você não disse que o Hostel ainda não ta dando lucro?

ANDY

Não, mas não é por isso que vamos deixar de nos divertir um pouco… então, vocês topam?

JASMIM

Como o jantar que me convidou não saiu, Andy, eu aceito sim!

ANGEL

Ele te chamou pra jantar, amiga? Tô chocada!

MIKE

Aê, Andy. Vacilou, podia ter chamado só a mina!

ANDY

É um jantar de amigos, Mike. Vamos todos?… Brutus, você vai com a gente?

BRUTUS

Acho que não vai dá, Andy, desculpa. Não to muito bem hoje, desde cedo com dor de cabeço. Acho que vou deitar um pouco!

ANDY

Tudo bem!

Brutus sobe a escada cabisbaixo.

ANGEL

Ih, gente. O que aconteceu com ele?

JASMIM

Tá na cara que ele tá afim da Suzi, não tá vendo?

ANGEL

Amiga, eu já pensei na mesma coisa, acredita? Mas como ele trata todo mundo bem, não achei que fosse algo exclusivo da Suzi.

MIKE

Tadinho, mal sabe que o que manda no relacionamento chama-se dinheiro! Algo que ele não tem!

ANGEL

Nem você, oh roceiro! Vai lá lavar a louça, que hoje não sou eu!

MIKE

Brincadeira!

JASMIM

Você é babaca assim ou leu algum manual?

MIKE

Li mais livros do que você leu em roteiros!

JASMIM

Ah é? Leu o que nessa vida: como deixar de ser um completo babaca para ser um totalmente babaca?

ANDY

Gente…

ANGEL

Não amiga, ele deve ter feito curso! Curso de como ser idiota com mulher dois ponto zero!

MIKE

Bom, se o curso existe, você deve tá patrocinando! E a Jasmim tá auxiliando com papéis meia boca, que é o que ela faz até hoje!

JASMIM

(revoltada)

Olha aqui, seu moleque…

ANDY

Gente, por favor…

Mike, Angel e Jasmim discutem. Andy entra no meio tentado apaziguar a briga.

CORTA PARA

4    INT. POUSADA – RECEPÇÃO – DIA

José Antunes joga os papéis no chão. Sua expressão assusta qualquer um. O prefeito da um passo para trás. José Antunes respira ofegante, nada mais o faz perder sua paciência do que a traição.

PREFEITO PAÇOCA

(gaguejando)

Escute José Antunes… Eu-eu preciso acompanhar meu filho, nos precisamo continuar no controle da Prefeitura!

JOSÉ ANTUNES

Nós? Que nós, seu safado! Você nunca cumpriu nada do que combinamos. Não conseguiu tirar aqueles imbecis daquele lugar, agora isso? Tudo acabado, tudo!

PREFEITO PAÇOCA

Podemos conversar com calma, José Antunes. Nossa parceria não é de hoje, veja por esse lado. Te ajudei a expandir além destas terras e ainda há rancor no seu coração! Quanto bobagem, meu amado José Antunes. Volto quando estivermos mais calmos e tudo se resolverá!

JOSÉ ANTUNES

A partir de agora vou agir sozinho! Não conte comigo mais para nada! Ouviu, prefeito?

PREFEITO PAÇOCA

Não é assim que se resolve a vida José Antunes. Não somos mais moleques, não somos mais crianças pra vencer as coisas no grito. Somos maduros o suficiente pra entendermos que a vida joga as peças e nos temos que dar um jeito para jogar com o que temos!

JOSÉ ANTUNES

Pois serei um peão sozinho diante da luta contra o rei!

PREFEITO PAÇOCA

Ninguém vence tão fácil o rei, José Antunes. Ainda mais andando sozinho, sempre precisa de alguém para andar lado a lado, até o fim.

JOSÉ ANTUNES

Você jogou sujo comigo! Tá desfeito tudo que planejamos até hoje! Não quero mais você entrando nessas portas, ouviu? Cai fora daqui!

PREFEITO PAÇOCA

Meu caro, não vamos resolver nada assim… Olha, passa mais tarde lá no gabinete, talvez a gente consiga molhar mais um pouco sua mão, o que acha?

JOSÉ ANTUNES

Você é um ordinário mesmo não é, prefeito? Tudo que eu mais queria era um restaurante ao lado da minha pousada. Agora, agora a prefeitura vendeu um lote e estão fazendo de restaurante, como pôde! Isso é traição, doutor! Não admito isso. A partir de agora vou brigar sozinho. Já tenho armas sem você. Queira se retirar, por favor!

PREFEITO PAÇOCA

Armas de nada servem, se não prepararem o alvo para o atirador!

JOSÉ ANTUNES

Eu já tenho o alvo preparado, e as armas. Elas agora faltam ser letais!

PREFEITO PAÇOCA

Que cruel, meu caro José Antunes. Tem andado muito comigo, não ande mais… Passar bem, querido. Não voltarei nessa espelunca!

Prefeito Paçoca sai, sem saber como reagir a tudo com tudo o que aconteceu. José Antunes retira de suas costas um revólver 38, bem antigo, com marcas do tempo.

JOSÉ ANTUNES

A série é de humor, mas ninguém nunca disse que não se podia libertar alguém dessa vida!

CORTA PARA

5    EXT. RESTAURANTE – NOITE

A fachada bem iluminada, cadeiras e mesas fora do recinto. Garçons por toda parte, clientes chegando, conhecidos se abraçam, cumprimentam. Andy, Mike e Brutus todos de terno, bem elegantes, como se fossem para um filme de espiões. Angel com um vestido deslumbrante, maquiada, cabelo bem arrumado, segura uma mini bolsa. Jasmim surpreende com um vestido colorido, florido, não deixando de ser sua cara, mas com um toque de elegância.

CORTA PARA

6    INT. RESTAURANTE – NOITE

Um lugar digno de salão de festa mesmo. Bem espaçoso, com colunas no meio. Um palco central muito bem posicionado, mesas dispostas de forma a ter uma boa passagem dos garçons. Luzes, um ambiente agradável, pessoas educadas, sorrindo.

Já sentado estão: Andy ao lado de Jasmim, Angel com Mike e Brutus sozinho. Em mesa para seis cadeiras, está uma ao lado de Brutus vazia.

O lugar é grande, cabem muitas mesas. O pessoal vai chegando, a recepção é impecável, digno de restaurante cinco estrelas de cidades turísticas.

ANGEL

Amei esse lugar gente! Vai acrescentar muito pra cidade e pro nosso negócio!

MIKE

Cadê a comida?

ANDY

Calma, Mike. Parece que ainda vai ter uma apresentação!

JASMIM

Gente, tem um palco que chique. Eu poderia cantar, ninguém nunca falou que seria um restaurante assim!

BRUTUS

Não sei se um lugar assim cabe no bolso da população! É mais para os barões e turistas.

ANGEL

Ah, Brutus. É necessário ter todos os níveis de restaurante na cidade. As pessoas tem liberdade para escolher.

BRUTUS

Não há liberdade se não existe outro com comida mais em conta, caseira, algo que um interiorano gostaria de ir.

ANDY

Silêncio, pessoal. Vai começar.

Andy muito feliz por estar ali e ao lado de Jasmim. Sobe no palco uma mulher, parece ser uma mestre de cerimônia.

MESTRE DE CERIMÔNIA

Boa noite a todos! É com muita satisfação e alegria que anunciamos a abertura do Restaurante Menos Propina!

As pessoas batem palmas.

MIKE

Vou nem fazer piada, já tá é pronta com esse nome!

JASMIM

Criativo!

ANGEL

Inovador!

ANDY

Ridículo!

BRUTUS

Não acho que famílias mais pobres entrariam num lugar chique desses…

ANGEL

Ih, Brutus, vai continuar com esse discurso?

MESTRE DE CERIMÔNIA (CONT.)

Antes de darmos início aos pedidos, temos a honra de chamar ao palco para dar as boas-vindas ao Restaurante, o Prefeito Paçoca!

A mestre de cerimônia bate palmas e sai. No salão se escutam algumas vaias, mas a maioria se cala.

PREFEITO PAÇOCA

Que grande honra fazer parte deste momento! É com grande alegria e com lágrimas saltando pelos olhos que anuncio a inauguração de um restaurante digno de cidade grande! Digno de lugar que só gringo vai. Digno, isso. Dignidade… é isso que tenho trago para essa cidade deste os meus dezoito anos…

MIKE(V.O)

Tempo pra burro pra tá numa prefeitura!

PREFEITO PAÇOCA (CONT.)

… Não poderia eu deixar meu povo desamparado. Não deixaria eu meu povo desalojado de cultura! De riqueza… isso que queremos para todos, desde o mais humilde, até o mais rico… queremos trazer acesso a todos os que quiserem algo diferente… por que isso, isso meu governo tem trazido até hoje…

MIKE (V.O)

Não seria trago? Trazido tá certo?

BRUTUS (V.O)

Esse cara é um safado. Minha avó sempre disse que ele não vale um centavo!

Suzi entra, vestido longo, vermelho, cabelos alisados, mas com cachos nas pontas. Maquiada, se sentindo poderosa.

MIKE

Quem é viva sempre aparece!

Brutus olha encantado com a beleza de Suzi. Ao longe, Paçoca Filho a chama com um sorriso no rosto. Alguns fotógrafos profissionais seguem Suzi até dar mão para Paçoca Filho. Sentam mais à frente do local.

Brutus olha para o lugar ao lado vazio.

PREFEITO PAÇOCA (CONT.)

E é por isso, é isso que nos motiva a caminhar! É isso que me motiva até hoje a estar na prefeitura!… Bom, é com tristeza que anuncio minha saída esse ano…, mas hoje, hoje vamos oficializar o candidato que me substituirá e contará com meu apoio!… vem pra cá, meu filho, Paçoca Filho!

Alguns aplaudem, outro ignoram o que está acontecendo e conversam. Suzi animada bate palmas, olha para trás não vê muitos animados e deixa de bater palmas.

PREFEITO PAÇOCA

Ele, este homem honrará meu nome, e o nome dessa cidade!

PAÇOCA FILHO

Bom, boa noite. Fico alegre de estar aqui e estar com uma companhia melhor ainda. Suzi, a linda garota da cidade que caiu de paraquedas aqui e encanta a cada dia  os meus olhos!

Suzi sorri envergonhada.

PAÇOCA FILHO

Quero lhe dizer, meu pai…

Prefeito Paçoca tira um lenço do bolso e encena choro. Paçoca Filho coloca sua mão no ombro de seu pai.

PAÇOCA FILHO (CONT.)

Obrigado! Obrigado por não desistir de mim. Por tantas vezes eu não querer ser igual ao peixe. Ser o filhinho do peixe…

MIKE (V.O)

Do que ele tá falando?

PAÇOCA FILHO (CONT.)

Então hoje, anuncio que meu pai estará me apoiando para a Prefeitura esse ano e conta com vocês para continuarmos mudando o futuro da nossa cidade!

Alguns aplaudem. Fotógrafos se aproximam. Paçoca Filho estende a mão para Suzi subir. Ela indica não com mão e nega com a cabeça.

PAÇOCA FILHO

Queria chamar a minha companheira dessa noite, você pode vir aqui, Suzi?

SUZI

Não, por favor. Não! Ah, gente, não!

O assessor se aproxima de Suzi e fala a seu ouvido.

ASSESSOR

O que ele prometeu ainda tá de pé, menina. Eu se fosse você não perdia essa oportunidade. É para poucos!

O assessor pega a mão de Suzi e a conduz até o palco. Ela muito envergonhada, sobe sorrindo forçadamente.

PAÇOCA FILHO

Suzi, minha querida Suzi. Quantos momentos quis que se igualassem a esse. Quantos momentos em meus pensamentos veio esse momento de estar contigo, e na frente de todos os meus eleitores, eu tenho algo a dizer!

SUZI

(fala com os dentes serrados)

Fala logo e me tira daqui, agora!

Paçoca Filho pega uma caixinha azul claro do seu bolso de trás. Abre, é uma aliança. Suzi espantada. Ele se ajoelha.

PAÇOCA FILHO

Suzi, aceita se casar comigo?

MIKE (V.O)

Agora a festa tá animada!

SUZI

(fala sussurando)

Não, não.

Todos os fotógrafos vão pra cima, muito flash, Suzi fica confusa. Ela pega a aliança, quer jogar em Paçoca Filho e ele percebe. Se levanta e força um beijo nela.

O Prefeito entende a recusa do casamento e pega o microfone.

PREFEITO PAÇOCA

Que belo casal, gente! Parabéns, meu filho.

Paçoca Filho segura forte em Suzi e desce com ela para o fundo do restaurante.

PREFEITO PAÇOCA

Aproveitem a inauguração, pessoal! Pode soltar o som, DJ.

Começa a tocar música ambiente. Prefeito Paçoca desce do palco.

MIKE

O que meus olhos viram agora?!

ANGEL

Gente, eu não ouvi ela dizer sim. Aquele povo no meio, não deu pra ver!

JASMIM

Que bom pra ela, é um partido e tanto! Se ganhar a eleição então, ela vai estar em casa!

BRUTUS

Vou atrás da Suzi!

MIKE

Quietinho aí, garanhão! Ela agora tá com outro! Vamos jantar, fica de boa. Tem muitas mulheres nessa cidade, vai arrumar alguém pra você!

Brutus fica incomodado com o que acabou de ver. Sente que algo não está certo!

CORTA PARA

7    INT. RESTAURANTE – FUNDO – DIA

Paçoca Filho leva Suzi pro fundo do restaurante.

SUZI

Me solta, seu ridículo. Você acabou com minha noite! Eu não te permiti me beijar! Nunca mais faça isso.

PAÇOCA FILHO

Agora eu tenho uma imagem a zelar. Eu te dou tudo, tudo. Diga, o que quer?

Suzi limpa sua boca, olha para a aliança.

CORTA PARA

8    INT. RESTAURANTE – DIA

Todos os quatro, exceto Brutus, comentam do acontecido. Ainda não acreditam no que viram. Terminaram de jantar.

ANDY

Gostaram do jantar, pessoal? Muito legal aqui, né? Gostou, Jasmim?

JASMIM

Obrigada, Andy. Tudo está muito delicioso. Só achei estranho a Suzi não voltar com o futuro prefeito.

ANGEL

Brutus, por que está assim? Não comeu direito… nem disse que estava bom.

BRUTUS

Está ótimo, Angel. Obrigado, Andy. Mas já vou indo pessoal! Ainda não estou muito bem!

MIKE

Diz logo a verdade, Brutus!

ANDY

Que verdade, Mike? Deixa o Brutus em paz, por favor.

MIKE

Diz, diz que você gosta dela!

ANGEL

Você gosta da Suzi, Brutus?

JASMIM

É verdade? Amaria que fosse verdade! Você é melhor que esse cara!

MIKE

Brutus, diga. Fala.

BRUTUS

Pessoal, a vida não funciona assim.

Mike toma um gole d’água.

ANGEL

Você está apaixonado pela Suzi?

BRUTUS

SIM!

Mike cospe a água que estava tomando.

MIKE

Como é que é?

Todos surpresos, Jasmim feliz, Angel tentando consolar Brutus. E Mike se limpando, rindo da situação.

FADE OUT:

FIM

 

“Esta é uma obra de ficção baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade.”

POSTADO POR

Marcus Costa

Marcus Costa

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo