Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

A visita da jovem senhora – chamada

— Essa não é a direção da casa do seu pai — Menezes sinaliza depois de notar o caminho tomado por Fernanda.
— Se nada mudou nessa cidade, e tenho quase certeza disso… — ela se volta rapidamente para medir o delegado de cima a baixo e, ato contínuo, retoma o seu trajeto — Estou no caminho certo da pensão de dona Miranda — Fernanda devolve, sem se virar — Ainda existe uma pensão por lá, não existe?
— Para alguém que anunciou à família que estaria retornando para matar saudades, se hospedar em uma pensão é bem contraditório, não, acha?
Fernanda estaca de imediato, contudo, permanece de costas para o delegado.
— Por que você voltou menina? — Menezes não se contém — Depois desses doze anos sem nenhuma notícia sua, você decide aparecer assim, do nada? E completamente na defensiva? E vai saber porquê, retardando o encontro com sua família… Tem certeza de que está aqui para matar saudades?

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Francisco Siqueira

Francisco Siqueira

>