Capítulo 09 | As Canções que Você Fez Pra Mim – Minha Canção

[CENA 01 – CASA DE DÁCIO/ Q. DE DÁCIO/ DIA]
(Dácio levanta da cama rapidamente, ao ouvir a voz de Daniel)
DÁCIO – Como você estar? Onde você está?
DANIEL – Eu estou bem, não se preocupa. Estou em um lugar que estão cuidando bem de mim.
DÁCIO – Cuidando? Como assim cuidando? O que aconteceu, Daniel?
DANIEL – Não aconteceu nada, relaxa. Só estou ligando para dizer que está tudo bem comigo, tá! E pra dizer também que eu estou com saudade.
DÁCIO – (sorri) Eu também. Seu pai está preocupado…
DANIEL – Eu não quero falar dele.
DÁCIO – Está bem.
DANIEL – Eu fui até a sua casa, mas acabei não tocando a campainha.
DÁCIO – Minha família e eu nos mudamos. Não moramos mais lá.
DANIEL – E onde vocês estão morando agora?
DÁCIO – Mudamos para um bairro mais simples. Uma casa menor também, enfim… eu te passo o endereço depois. Importa que agora você deu notícia. Não vai sumir de novo não, né?
DANIEL – Não. Garanto que não.
DÁCIO – Ótimo! (senta-se, feliz) Queria te ver agora.
DANIEL – Eu também… mas no momento, eu não estou podendo sair.
DÁCIO – Como assim?
DANIEL – Não é nada demais, é que preciso resolver uns assuntos, mas te garanto que em breve combinamos um encontro.
DÁCIO – (desconfiado) Por que estou achando que você está me escondendo alguma coisa?
DANIEL – Bem, daí você terá que confiar em mim. (os dois ficam alguns segundos em silêncio) Então, você vai me passar ou não seu endereço?
DÁCIO – (ri) Vou te enviar, mas para isso você precisa desligar.
DANIEL – Desliga você primeiro.
DÁCIO – E que tal desligarmos depois e continuarmos nossa conversa. (deita-se na cama)
DANIEL – (deita-se também, sorrindo) Gostei dessa ideia!

[CENA 02 – CASA DELLE ROSE/ Q. DE LARISSA/ DIA]
(Nathaniel e Larissa foram para o quarto, os dois estão sentados um de frente para o outro na cama, Larissa está encarando-o, um pouco apreensiva)
NATHANIEL – Conta logo, Larissa! Estou morrendo de curiosidade aqui com esse seu suspense!
LARISSA – Eu estou nervosa com uma coisa.
NATHANIEL – Com o que?
LARISSA – O Júlio marcou um jantar com alguns amigos produtores dele, e ele quer me apresentar para eles.
NATHANIEL – Ué, mas isso não é bom? (Larissa levanta da cama e caminha pelo quarto)
LARISSA – Sim, é. Ele disse que quanto mais pessoas desse nível eu conhecer melhor para mim e para a gravadora. Ele poderá fazer parcerias, só que eu tenho medo de nesse jantar eu decepcioná-lo. E se eles não gostarem de mim, quando souberem que eu trabalho em um cabaré?
NATHANIEL – (levanta, caminha até ela) É só você mostrar essa potência que é a sua voz, e duvido eles reclamarem de alguma coisa. E outra, você é incrível, se não gostarem de você por fazer o que faz, eles estarão perdendo uma tremenda cantora. (Larissa sorri, mas seu medo não sumiu) Então, você vai se aprontar, ficar linda para esse jantar, e impressionar todos eles.
LARISSA – Falar assim é fácil, Nathan. Quero ver é na hora, com esses caras me olhando.
NATHANIEL – Vem cá, me diz uma coisa. (a puxa para cama, os dois sentam-se) Você sente vergonha quando está cantando no palco, com dezenas de outros caras olhando para você?
LARISSA – Não. Quando eu estou cantando naquele palco, eu me sinto bem. Me sinto a vontade, como se aquele fosse meu lugar.
NATHANIEL – Pois então, querida, imagina que no lugar de dezenas de outros caras, você está cantando apenas para alguns. Sem contar, que o gato do Júlio vai está ao seu lado o tempo todo. Tenho certeza que ele não deixaria que algum desses caras, te desrespeitasse.
LARISSA – Se isso acontecer saberei me defender, minha vida sempre foi assim. Só tenho medo de decepcionar o Júlio na frente desses amigos. Eu quero ajudá-lo, quero alavancar a gravadora dele.
NATHANIEL – E você vai boba, tenha pensamento positivo. Dentre todas as garotas que trabalham nesta casa, você sem dúvida é uma das que mais ficará famosa. (segura as mãos dela, sorri. Larissa sorri também, tentando se manter confiante)

Anoitecendo…

[CENA 03 – CASA DE PEDRO/ SALA/ NOITE]
(Frederico e Pedro chegam em casa, Miguel está na sala vendo TV)
FREDERICO – Chegamos.
MIGUEL – Opa. (levanta, desliga a TV e ajuda-os com suas mochilas) Por que não avisaram que chegaram na rodoviária, tinha ido ajudar vocês.
FREDERICO – Não precisava. De lá mesmo, já pedimos um carro e viemos para cá.
MIGUEL – (pegando uma mochila de Frederico) Vou ajudá-los a menos levar para o quarto. (tenta pegar a que Pedro estava carregando, porém Pedro não deixa)
PEDRO – Não precisa, consigo levar sozinho. Bem, eu vou subindo. Preciso arrumar isso lá em cima. Boa noite. (sobe para o quarto, Frederico e Miguel ficam na sala, se entreolham)
MIGUEL – Tudo bem com ele?
FREDERICO – Parece que ele e a Carol terminaram.
MIGUEL – Ué, mas por quê?
FREDERICO – Não sei, ele não quis me dizer. Eu também vou subir. Vou arrumar minhas coisas no quarto da Paula.
MIGUEL – Eu vou subir também com você, mas antes queria te contar algo. (deixa a mochila que pegou de Frederico no chão, e chega mais perto dele) Aproveitando que o Pedro subiu, preciso te contar o que eu encontrei nas coisas da Carla.
FREDERICO – (tira sua mochila das costas, atento a Miguel) Você encontrou alguma pista sobre o pai de Pedro?
MIGUEL – (sério) Encontrei!

[CENA 04 – LANCHONETE DO IVO/ NOITE]
(Larissa e Júlio entram na lanchonete de Ivo, vendo que o ambiente é bem simples e agradável, Larissa se tranquiliza)
LARISSA – O jantar será aqui?
JÚLIO – Sim, será. Por quê, algum problema?
LARISSA – Não, nenhum. É que como você disse que iria me apresentar para alguns amigos produtores seus, imaginei que fosse em um lugar mais chique.
JÚLIO – Nada, meus amigos são super gente simples, igual eu. E, além do mais, aqui é o único lugar que rola karaokê.
LARISSA – Karaokê! Sério?
JÚLIO – Ahan. (aponta para a máquina) Estou vendo meus amigos ali, vem. (pega na mão dela, e caminha até uma mesa próxima ao palco, onde estão dois outros caras sentados, conversando) E aê, pessoal?! (os dois levantam e o cumprimentam) Júlia, esses são os meus amigos, também trabalham como produtores musicais, Cássio e Anderson. E pessoal, essa é a Larissa, a garoto que falei pra vocês, que tem a garganta de ouro.
LARISSA – Que é isso, Júlio. Também não sou tudo isso.
JÚLIO – É sim, e daqui pouco todos verão que não estou exagerando. (a beija no rosto, todos sentam-se)

[CENA 05 – CASA DELLE ROSE/ Q. DE DANIEL/ NOITE]
(Salete entra no quarto de Daniel, e o encontra sentado na cama, mexendo no celular)
SALETE – Oi, vim ver como você estar!
DANIEL – Estou bem. Estou conversando com um amigo.
SALETE – Um amigo. Você contou onde você está?
DANIEL – Não. Até porque, não sei onde eu estou.
SALETE – Um pequeno passarinho me contou, que viu você andando pelo salão ontem à noite.
DANIEL – Eu ouvi uma música, e decidi ver o que era.
SALETE – E você viu de onde veio a música?
DANIEL – Sim. Do Nathan.
SALETE – E viu mais alguma coisa?
DANIEL – Sim, mas como eu falei para o Nathan, eu não ligo. Vocês me ajudaram, na verdade, se eu não tivesse encontrado você naquele dia, não sei o que teria acontecido.
SALETE – Aliás, foi muita coincidência ter te encontrado em frente daquela casa.
DANIEL – Pois é…
SALETE – Bem, já que você está bem, eu preciso voltar para receber os clientes. Vim pedir dessa vez que você não saísse do quarto, por favor. Você é menor de idade, e se alguém ao menos supor que você esteja trabalhando ou que meu estabelecimento recebe menores, pode trazer problema para mim.
DANIEL – Não se preocupa, vou ficar aqui no quarto, conversando com esse amigo.
SALETE – Amigo especial esse, hein.
DANIEL – É.
SALETE – Pois bem, deixa eu voltar para o salão. (sorri e sai do quarto, Daniel volta a trocar mensagens com Dácio)

[CENA 06 – CASA DE PEDRO/ SALA/ NOITE]
(Frederico e Miguel continuam se encarando)
FREDERICO – Anda, Miguel… o que você descobriu?
MIGUEL – Eu não sei ao certo, mas encontrei uma foto da Carla com um outro cara. (volta até o sofá, pega um caderninho, o abre e retira uma foto de lá, volta para perto de Frederico) Essa aqui. (entrega para Frederico, que observa a foto, atentamente) Tem ideia de quem seja?
FREDERICO – Não faço ideia de que é. Se bem que não tem nada demais nessa foto, os dois estão apenas um do lado do outro, nem se tocando estão.
MIGUEL – É, também pensei que não fosse nada, que fosse apenas um amigo, mas olha só o que está escrito no verso.
FREDERICO – (vira a foto, e ler a mensagem escrita) “Que o momento que tivemos, dure tanto na memória quanto está foto”. Momento que tivemos!
MIGUEL – Talvez, está seja a única pista que temos até então.
FREDERICO – A única que poderia nos dar uma resposta seria a Paula. Alguma notícia dela?
MIGUEL – Paula continua na mesma.
FREDERICO – Espero que minha filha saia logo desse coma e volte para gente.
MIGUEL – Sem contar que ela talvez seja a única que possa resolver esse mistério.

[CENA 07 – LANCHONETE DO IVO/ NOITE]
(na mesa, apenas Júlio e seus amigos estão conversando, animados. Larissa está tomando seu suco, quietinha. Se o objetivo era apresentá-la para os amigos de Júlio, não está parecendo)
JÚLIO – (rindo) Eu não sabia o que fazer. O cara cantava ruim demais.
CÁSSIO – Pior que aparece cada um pra gente, acreditando que uma gravadora, tem o poder de tornar qualquer um cantor.
JÚLIO – Sei como é. Vez ou outra aparece esse tipo de gente, que acham que cantam alguma coisa.
CÁSSIO – Mas, parece que agora você encontrou alguém talentoso. (olha para Larissa) Se tiver de talento, o tanto que tem de beleza… (Larissa não curtiu o comentário, da mesma forma que não curtiu o jeito que ele olhou para ela)
JÚLIO – Porque não mostra para ele, querida. (Larissa termina seu suco, caminha até a máquina de karaokê, escolhe uma música e sobe para o palco. Todos prestam atenção nela)

[CENA DE MÚSICA – AS CANÇÕES QUE VOCÊ FEZ PRA MIM (ROBERTO CARLOS versão MARIA BETHÂNIA)]

Hoje, eu ouço as canções que você fez pra mim 1
Não sei por que razão tudo mudou assim
Ficaram as canções e você não ficou

Esqueceu de tanta coisa que um dia me falou 2
Tanta coisa que somente entre nós dois ficou
Eu acho que você já nem se lembra mais

É tão difícil olhar o mundo e ver 3
O que ainda existe
Pois sem você meu mundo é diferente
Minha alegria é triste

Quantas vezes você disse que me amava tanto 4
Tantas vezes eu enxuguei o seu pranto
E agora eu choro só sem ter você aquí

1. Larissa sobe no palco, se posiciona no meio dele, enquanto é observando por Júlio e seus amigos na mesa. Começa a cantar, olhando para o pessoal da lanchonete ao redor.
2. Os amigos de Júlio estão fascinado com a voz de Larissa, Júlio a observa orgulhoso.
3. Ivo a observa, junto com a irmã, e tem a sensação de já ter ouvido a voz de Larissa.
4. Larissa encerra a música, e em nenhum momento olhou para a mesa onde Júlio e os amigos deles estavam.

[CENA 08 – CASA DA ALICE/ SALA – Q. DE ALICE/ NOITE]
(Paulo está na sala vendo TV, Felipe chega em casa, cansado)
PAULO – Chegou, chefe!
FELIPE – Cadê todo mundo? (jogando-se no outro sofá)
PAULO – Mamãe está na cozinha, Alice no quarto.
FELIPE – Por falar em Alice, preciso conversar com ela sobre esses shows que ela vai fazer.
PAULO – Algum problema?
FELIPE – Recebi a agenda dos shows, e as datas próximas uma da outra, não gostei. Ela precisa de um tempo, para estudar quando as aulas começarem.
PAULO – Bem, se você quer conversar com ela, melhor ir agora. Daqui a pouco iremos jantar. (volta a prestar atenção na TV, Felipe levanta do sofá e sobe para o quarto)
[Q. DE ALICE]
(Alice está sentada em sua cama, tocando seu violão, Felipe entra no quarto)
FELIPE – Oi, filha… posso entrar?
ALICE – Claro, pai. O senhor recebeu a agenda que os produtores mandaram?
FELIPE – Recebi e queria falar justamente sobre isso com você.
ALICE – Por favor, não me diga que o senhor não gostou?
FELIPE – Não gostei mesmo, filha. As datas estão muito próximas uma da outra. Não vi nenhum intervalo longo, para o período quando as aulas voltarem.
ALICE – (coloca o violão ao lado, levanta-se e caminha até Felipe) Pai, me escuta… a agenda está ótima. Não seria bom alterá-la, porque imagina só o trabalho que os produtores tiveram para conseguir agendar aquelas datas.
FELIPE – Eu não vou aprovar aquelas datas. Se não for feita uma outra agenda, eu não vou autorizar seus shows.
ALICE – Ah, não. Qual é pai, eu prometo para o senhor que não terá problema nenhum, eu vou conseguir me sair bem na escola e nos shows.
FELIPE – Está decidido, Alice. Ou eles alteram a agenda ou nada de shows. (sai do quarto. Enfurecida, Alice pega um objeto em cima de sua mesinha e joga na parede, volta para a cama, furiosa)

Amanhecendo…

[CENA 09 – CASA DE RAMON/ GARAGEM/ DIA]
(Ramon, Pedro e o pessoal da banda, estão na garagem preparando-se para o ensaio)
PEDRO – (ajustando as cordas do baixo) Temos que arrebentar nessa primeira fase.
RAMON – E vamos, cara. Que bom que você chegou a tempo, vamos poder ensaiar muito nesses 4 dias antes do programa.
PEDRO – Só não garanto que irie dar 100% de mim, pessoal. Vocês sabem que tenho que ir atrás de alguém. Então, algo importante aparecer…
RAMON – Fica tranquilo, que a gente entende. Por enquanto, você estando com a gente, é o que importa. (senta-se em frente a bateria) E bora parar de conversa, que temos que ensaiar. Aquele prêmio não virá pra gente sozinho!
PEDRO – Pode ter certeza. Vamos lá… 1, 2, 3… (começa a tocar, sendo acompanhado pelo pessoal da banda)

Dias Depois…

[CENA 10 – ESTÚDIO BAND NIGHT (ao vivo)/ NOITE]
(a plateia está eufórica com a abertura do programa, todos estão em pé batendo palmas. Luciana, a apresentadora do programa, vem caminhando até o centro do palco. Os 7 jurados que irão dar as notas durante o programa, estão sentados, batendo palmas)
LUCIANA – (animada) Boa noite a todos! Boa noite, plateia. A você que está nos acompanhando, seja pela TV, pelo nosso site ou pelo nosso aplicativo. Está no ar, a 3° temporada de Band Night. (plateia batem palmas) Aquele seu programa de banda semanal, que te faz grudar em frente da telinha, durante suas noites de Quinta-feira. Boa noite querido jurados! (jurados respondem) Tudo bem com vocês? (alguns confirmam com a cabeça, outros respondem com sim) Ótimo. Bem, vamos lá. Antes de apresentar a primeira banda desta noite, vamos saber o que a banda vencedora desta temporada irá levar para a casa. Além dos 300 mil reais e o nosso lindo troféu. (uma assistente está segurando o troféu que é exibido pela câmera) Bonito este troféu, oh. Além de tudo isso, a banda vencedora assinará um contrato com a gravadora Disc Pop, com direito a “single” e tudo. Quem já conhece o programa sabe como funciona esta primeira fase. As 12 bandas selecionadas, irão se apresentar para os nossos jurados, e cada um deles dará uma nota de 0 a 10, que será acumulativa durantes os próximos 3 programas. As 6 bandas mais votadas, avançam para a próxima fase. E temos novidades nesta temporada, algo que só irei contar, quando chegarmos na próxima fase. Sem mais delongas, vamos conhecer a primeira banda da noite. (é exibido um VT da primeira banda, longo se encerra, Luciana saiu do palco, a banda está pronta, sendo anunciada) E com vocês, os Raios de Sol! (plateia batem palmas, a banda começa sua apresentação)

[CENA 11 – CASA DELLE ROSE/ SALÃO/ NOITE]
(Salete e as meninas estão vendo o programa no salão do cabaré, Nathaniel está ao lado dela)
NATHANIEL – Esses raios de sol até que cantam bem.
SALETE – Geralmente neste tipo de programa, os melhores eles colocam no início ou no final. Você vai ver, como essa banda vai longe. (Daniel entra no salão, ao lado dele Dácio)
DANIEL – (se aproximando de Salete e Nathaniel) Oi, gente. Desculpem o atraso. É que eu estava com meu amigo. (Salete olha para Dácio e fica surpresa ao ver o filho)
SALETE – (levanta-se rapidamente) Dácio! (sorri) Meu filho.
DANIEL – Filho? (olha para Dácio surpreso, igualmente Dácio, olhando para a sua mãe)

[CENA 12 – CASA DE ALICE/ SALA/ NOITE]
(Alice está na sala, junto com Felipe e Paulo. Ambos estão vendo o programa)
PAULO – Quer dizer que o filho da Carla, também canta?
ALICE – (mexendo no celular) Sim. E muito, inclusive.
PAULO – Nossa. Coincidência, não?
FELIPE – O que tem de coincidência?
PAULO – Sei lá… Carla foi importante em seu passado, não duvido que…
FELIPE – (interrompendo-o, antes que falasse besteira) Carla e eu éramos irmão, Paulo. E vamos prestar atenção no programa, que a banda do Pedro vai se apresentar agora. (Paulo fica em silêncio, presta atenção na TV assim como Felipe, Alice continua mexendo no celular)

[CENA 13 – ESTÚDIO BAND NIGHT/ NOITE]
(é exibido um VT contando um pouco a história da banda de Ramon, Órbita Três. Assim que termina, a banda já está no palco)
PEDRO – (olha para Ramon, sorri) Boa sorte pra nós! (Ramon retribui, começa a bater suas baquetas, indicando que irão começar)
RAMON – Um, dois, três… (a banda começa a tocar)

Contínua no Capítulo 10…

padrao


Este conteúdo pertence ao seu respectivo autor e sua exposição está autorizada apenas para a Cyber TV.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr