Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

CONTA + – ENTREVISTA COM ÉRIKA G.

PROGRAMA CONTA +

                EDIÇÃO 6

Estamos aqui com uma personalidade muito autêntica, respeitada por uns, ignorada por outros, é um prazer tê-la aqui: Érika G.

ÉRIKA: Fico agradecida e devo dizer que admiro muito o site da Cyber TV!

Nos sentimos lisonjeados (Sim, estou falando por todos da CYBER) Posso dizer que te considero uma subcelebridade e seu conteúdo comprova essa consideração, pois, você critica webs menos conhecidas e de certa forma dá visibilidade á elas, porém, muitos acusam sua coluna de ter inúmeros erros ortográficos, o que torna as críticas “amadoras´´. Visando isso, você se considera uma crítica séria ou podemos concluir que você é uma humorista nata?

ÉRIKA:Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Amador é quando fazemos algo de forma menos eficiente ou profissional. Meu intuito é a critica da narrativa e isso faço muito bem, modestia à parte. Agora, ter o conhecimento específico em pontuação, não qualifica ninguém para ser um crítico, pois uma pessoa pode saber tudo sobre gramática, mas não conseguir identificar erros básicos em uma trama. Por isso, afirmar que uma critica é menos valiosa, não pelo o que diz em si, mas por um ponto ou outro errado, é simplesmente ingenuidade ignorante.

Quanto à ortografia, como todo o brasileiro que estudou em escola pública e nunca se especializou no assunto, aprendi tudo com os livros. E pretendo estudar mais sobre um dia. Já aos que se sentem incomodados, fico feliz. Pois, por não ter qualquer argumentos contra o que digo, focam em pontinhos e acentos aqui ou ali. Patético! 

Sobre ser celebridade, nunca foi meu intento alcançar fama alguma,a não ser a que venha pelas pessoas que me admiram, e só o que me interessa é encontrar boas histórias! Mas pelo visto, chamei a atenção dessa coluna, nada mal para uma sub, não é mesmo? Sendo assim, pode me chamar de crítica bem humorada! 

Uma subcelebridade muito modesta, não acham, mores? Em novembro de 2018, você publicou uma nota no seu programa ADORO WEB com o seguinte título “Como contar uma história´´ e você assume que sua web era muito ruim no começo mas que no fim você tinha melhorado. Eu li o último capítulo da segunda temporada de “THE REASON´´ e sinceramente vi pouca evolução. Você não acha que é muita hipocrisia da sua parte criticar webs, sendo que o que você escreve às vezes é até pior do que as que você critica?

ÉRIKA: Comecei a escrever The reason em 2009, ou seja, eu tinha 15 anos na época, e a terminei em 2013. Ela sofria de falta de profundidade, infantilidade de diálogos, ambientação, e afins, e com o tempo, tudo isso foi melhorado, e o texto foi ficando mais maduro. Por isso, quando me refiro á evolução, quero dizer a diferença entre o começo e o fim da história. 

The reason está longe de ser perfeita, e hoje já escrevo de forma totalmente diferente, mas ela serviu ao propósito de entreter bem com uma proposta adolescente, e é engraçado como ela, mesmo com seus erros, é superior a muitas que li em minha coluna!

Levando isso em conta, então, eu não somente sei do que falo, como tenho todo o direito de exigir a evolução de todos em minhas criticas, pois eu também evolui e evoluo todos os dias!

O Alter-ego faz isso, queridos. Podemos afirmar que você é o grande nome da DIGG TV, inclusive, conheci essa emissora por sua causa. Como se sente diante de tanta repercussão?

ÉRIKA:Embora o “ADOROWEB” seja uma criação minha e pertença à um blog meu, ele, na verdade, surgiu no blog Digg tv, em um momento em que, dois colaboradores haviam decidido sair e a grade tinha ficado completamente vazia. Fiquei bastante mal por eles, pois eles haviam acabado de começar aquele site e estavam perto de perdê-lo. Então, eu surgi com essa ideia e eles amaram e me apoiaram muito! 

Eles sempre me deram total liberdade para criar e mesmo quando o blog era atacado, nunca me censuraram, mas se mostram verdadeiros fãs. Então, sempre que vejo que o “ADOROWEB” está trazendo pessoas para o blog fico muito feliz por eles, que são verdadeiros parceiros! Principalmente a minha querida amiga Shaiane, verdadeira fada madrinha, que me fez voltar a escrever! 

Uma iniciativa plausível. Traz o confete, produção. Você é muito sincera em suas críticas e em alguns momentos, esculacha as webs de forma crua. Até que ponto pode se impor a opinião pessoal, na sua percepção?

ÉRIKA:Eu não traço qualquer limite, porque o limite está implícito no que faço: critico obras. Ou seja, tudo o que diz respeito à obra. Às vezes de forma satírica ou irônica, às vezes, mais criteriosa, o que eu considerar que vá ajudar a todos a compreenderem e ao mesmo tempo se divertirem, mas nunca, nunca digo qualquer coisa sobre a pessoa do autor, suas ideias, sua personalidade, jamais, apenas a obra em si.

Como estou aqui para entrevistar pessoas, não simplesmente falar sobre obras, critico as pessoas e as suas atitudes rs Eu li alguns comentários em suas críticas e você tem muitos fãs que te enaltece, aliás, muitos autores a agradece pela crítica feita. Com uma importância tão grande no submundo virtual, você não acha que precisa de uma capacitação maior ou você já se acha capacitada?

ÉRIKA: Minha proposta na coluna é a de analisar histórias virtuais, de escritores amadores, como eu e você, e nisso, sim, sou capacitada! Leio uma trama e sou capaz de analisar seus problemas, desde externos até os detalhes mais imperceptíveis. Estudo literatura há mais de um ano, leio todos os dias criticas literárias e livros clássicos e sempre estou me aprimorando para melhorar. E a prova disso, são as pessoas que leem meus artigos e veem a verdade no que falo. Muitos dizem aprender muito e, de fato, consigo ver evoluções incriveis, outros apontam ter percebidos erros que nunca tinham notado antes e todos saem ganhando no final, pois eu também aprendo muito com eles.

Exatamente por aprenderem contigo que eu bato na tecla da capacitação mas a convidada entende a pergunta como quiser. Irônica, ácida, suas críticas são divertidas exatamente por esse tom que você imprime. Qual foi a sua inspiração?

ÉRIKA: Muito vem da minha personalidade, sempre gostei da verdade sem rodeios, acho que por isso, sempre fui muita fã da crítica, principalmente a crítica de cinema. E os vídeos eram sempre em tom leve e divertido, com tiradas irônicas que eu gostava muito. Junte à isso, o interesse pela literatura, e temos a Érika G. Haha.

Nesse aspecto confesso que sou seu fã. Me divirto muito rs Ainda falando sobre críticas, qual foi o melhor ADOROWEB que você escreveu? E qual o pior?

ÉRIKA: Sou uma pessoa que se cobra muito, por isso, sempre tendo a julgar meus começos de forma preconceituosa, mas minhas primeiras resenhas eram muito rasas e não possua o conhecimento que tenho hoje.

Já a melhor que fiz, eu sinceramente teria que perguntar à meus leitores, mas a que mais gostei de fazer foi a de “Destino”, pelo fato de ter realmente me apaixonado pela história e pelo feedback incrível da autora!

Voltando às polêmicas, você e Erivan Mandella protagonizaram um verdadeiro barraco após esse não concordar com uma crítica sua. Após todo esse tempo, o que você tem á dizer sobre esse caso?

ÉRIKA: Isso foi uma das coisas mais legais que aconteceram na coluna, pelo jeito como tudo terminou! Eu lembro de ter feito um artigo até bem leve se comparado aos que normalmente faço, quando uma torrente de comentários começou a surgir! Geralmente, era um comentário maldoso, que eu respondia e era só, mas desta vez, o autor simplesmente não desistia kkkk

Só sei que discutimos por um dia inteiro, enchendo a página com farpas e xingamentos, quando eu resolvi fazer algo que nunca havia feito e chamei ele para conversar no twitter! Conversamos e, foi como se nossa máscaras caíssem, pois nenhum dos dois era o que o outro imaginava antes, tinhamos até muito em comum. Enfim, terminou tudo bem, e hoje não temos qualquer divergência! Ele escreve bem e o desejo sucesso! 

Hummmmm sinal de que houve flerte entre os dois kkkk Adoro um casal s2 Zoeira rs No último capítulo da segunda temporada de THE REASON tem uma “licença poética´´ na parte em que um personagem afirma que compôs uma música, porém, até onde eu sei essa música já existia bem antes e para piorar, você introduz a letra no meio do capítulo. Você como crítica o que acha disso tudo? 

ÉRIKA: Espero que não estejam levando isso a sério, porque isso seria pra lá de engraçado. Acontece que, eu nunca disse que a música era minha, meu deus, ela é super conhecida e de fato, ela foi uma das minhas inspirações para a história, não é atoa que ela leva o título. No blog original, feito somente para a novela, eu tinha até uma playlist com todas as músicas da trilha sonora, com os nomes dos artistas e o link do youtube. Eu somente fiz de conta, na história, que um dos personagens a tinha escrito, da mesma forma como pegamos a foto de um famoso e dizemos que é o rosto do nosso personagem. Ninguém vai dizer que o autor está declarando que aquele rosto é criação dele né. Kkkk

Olhando por esse lado, compreendi rs Criadora de nomes como “lixeratura´´, troféu Joel Santana de pior diálogo, troféu miojo de pior casal, enfim, o Tomate Awards é um dos melhores acontecimentos da DIGG TV. De onde surgiu a idéia de adaptar essa premiação clássica do cinema para o MV?

ÉRIKA: Obrigada haha! Fico feliz, eu também amo este quadro!Eu somente pensei que eu devia dar a homenagem não apenas às boas histórias que nos fazem chorar e torcer, mas também, àquelas que nos fazem rir, ainda que não intencionalmente.

E as pessoas amam rir das cenas insanas, diálogos fora da casinha e casais “miojo”, é por isso que o tomate chega a ser mais famoso até que o AdorowebAwards! Mas longe de ser um quadro de esculacho, ele é um quadro de humor, com o fim de que todos nós possamos rir dos nossos tropeços!

Aprenda, Renata Landeros. É assim que se faz humor no MV. KKKKKKK Beijão, Renata s2 Pra todos os convidados eu faço uma brincadeirinha exclusiva e contigo, meu bem, não será diferente. Tendo noção de que você é uma pessoa extremamente criativa na criação de nomes, peço que você dê um troféu para cada personalidade abaixo:

ERIVAN MANDELLA – Troféu “brigão do ano” haha

PAULINHO PERIGOSO – Troféu “melhor quando escreve”

DIEGO TEIXEIRA – Troféu “melhor evolução”

CRISTINA RAVELA – Troféu “melhor escritora”, que inclusive já dei a ela, no adorowebawards!

RICARDO AZEVEDO – Troféu “melhor brisada em uma web”, vulgo, “Torre inversa” ;p

Ricardo, querido, “Torre inversa´´ é ruim mesmo kk Eu pesquisei um pouco e não vi nenhuma crítica sua à webs da DIGG TV. Como você explica isso? A direção da DIGG não permite tais críticas?

ÉRIKA: De maneira alguma, como disse, eles sempre me deram total liberdade para tudo, e, no começo, uns dos autores me chegou a pedir review, no entanto eu estabeleci desde o início que não faria, pois isso poderia causar problemas dentro do site que estava apenas começando, tendo em vista também que eles não conheciam ainda o estilo que eu iria apresentar e uma das coisas que me preocupava na época era em não deixar que os xingamentos a mim afetassem algum deles, dessa forma optei por não fazer.

Hoje, no entanto, que eles já conhecem meu estilo e gostam, sei que entenderiam, então estou aberta a isso, somente não ocorreu o pedido ainda, visto que atendo à sugestões dos leitores.

Nossa! Meus parabéns pela sinceridade, realmente se você criticasse qualquer obra lá haveria divergências internas, ambas são péssimas. Desculpem! Sou tão sincero quanto à Érika s2 Enfim, vamos para o quadro “vai e volta´´ que tive que deixar para manter a essência do antigo apresentador. (Mentira, só estou sendo polêmico mesmo kkk). 

PIOR WEB SUA: A única web que escrevi até hoje foi ”The reason, mesmo que tenha autor mentiroso afirmando ouvir pessoas falando mal das minhas “webs” kkkk

PIOR WEB: Até hoje, seria “Holofotes”, minha última resenha!

MELHOR WEB SUA: Até o momento, The reason!

MELHOR WEB: A web que mais gostei até hoje em termos de técnica foi “Ovelha negra” e, em termos de carisma, “Destino”.

EMBUSTE DO MV: Nem sei o que significa embuste haha

UM ARREPENDIMENTO: Ter há muito tempo, criticado o lado pessoal de uma autora. Nunca mais!

UM SONHO: Ser escritora.

CRÍTICAS: No ADOROWEB você encontra as melhores, haha

FUTURO NO MV: Escrever outra história, quem sabe?

Aaaaaaaah, web lovers acabou essa entrevista maravilhosa rs Quero dizer que gosto muito das críticas da Érika G., sempre quando estou triste procuro logo uma crítica dela e me esbaldo. É uma humorista nata, queridos. Muito obrigado, querida. Desejo sucesso e mais críticas rs. Um beijão do Samuka s2 

ÉRIKA: Eu que agradeço, a você, ao Digg TV, e aos meus weblovers queridos, pois se não fossem por eles a coluna nem existiria para começar! E para todos que correm da verdade, ou àqueles que se atraem por ela, deixo o convite a coluna que não teme dizê-la, doa a quem doer! Espero por vocês! Um beijoo e bye bye!

E pra quem quiser saber mais sobre a Érika, vá na DIGG TV e aguarde uma nova edição do ADORO WEB, se você for autor dê uma olhadinha lá, vai que sua obra já foi criticada por ela kkkk Até mais, amores. 

DISCURSO:

E estamos encerrando mais uma temporada do CONTA +, foi um prazer pra mim entrevistar cada convidado que aqui esteve, houve polêmicas, houve convidado que recusou a entrevista kkk mas também houve muita demonstração de carinho. Aos meus leitores, sou grato pela leitura e por terem contribuído para que esse programa tenha se tornado um sucesso. Não sei se estarei aqui na próxima temporada, minha agenda está apertada, enfim rs Obrigado! Obrigado! Obrigado! Até mais, amores s2 Um beijão do Samuka s2 

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Samuel Brito

Samuel Brito

  • Eu ri muito com essa entrevista kkkkkkkk
    Duas pessoas super sinceras no mesmo lugar… só podia resultar nessa pérola <3
    Eu tenho aprendido muito com as críticas e espero conseguir colocar as minhas ideias em uma trama que seja "agradável"

    Parabéns por esse programa 😍eu gosto muito da sua forma de entrevistar. Sucesso na sua jornada Samuel

  • Não considero a Érika G. uma sub-celebridade. Pelo contrário. Pode ser que pra ‘panelinha’ do Facebook ela não tenha muita importância, mas pelo menos no lado das emissoras/blogs do Twitter ela é muito famosa sim. Tá na boca do povo. Teve uma vez que eu até pensei que ela estava nos Trending Topics do Twitter, mas era outra Érika kk. Admiro sua coragem em tocar na ferida e falar o que pensa (falta isso em mim). Sem dúvidas uma das maiores críticas que esse mundo virtual já teve.

    • Sou fã das críticas dela, não no sentido de crítica, não no sentido de aprender algo, leio para me entreter, acho ela engraçada e é isso que me cativa nas críticas dela. Sobre ser subcelebridade, vejo nela todas as características de uma. Por mais, obrigado pelo comentário, amigo s2

    • Já tinha ouvido falar nela por alto por causa da Shaiane, que é minha amiga no Face. Li uma resenha ou outra como leio a do Hugo ou a da Zih, ou seja, uma crítica literária. Aí, algum tempo depois, várias pessoas comentavam sobre ela num grupo do zap do MV e me perguntaram o que eu achava das resenhas da Erika. Resultado: fiz uma resenha no Observatório e deixei minhas impressões. Algumas semanas depois, ela leu e indicou meu programa, assim como indiquei algumas obras para ela criticar. Hoje ela pode ser considerada por alguns uma “subcelebridade”, mas acho que ela ainda vai ficar bem em ênfase daqui pra frente pelo jeito ácido e pela crítica detalhada que faz das obras dentro de sua percepção como leitora.

      • Também acredito que sim…Acho que com o tempo, ela vai se tornar mais expert no que faz mas por enquanto é uma subcelebridade s2 E não num sentido ruim, por exemplo, amo Inês Brasil e ela é uma subcelebridade muito mais interessante que algumas celebridades. Me refiro assim, pois, acho ela muito fraca em comparação com Zih que é uma crítica renomada, que possui obras memoravéis, que possui roteiros que é realmente uma aula para quem tá começando.

  • Estreia dia 19 de Outubro

    Estreia dia 20 de Outubro

    >