Doces Mentiras – Capítulo 10

 

Carla está certa que irá entrar no evento mesmo sem convite.

Carla: – Espera só um pouco viu seu insolente, você não sabe com quem está falando, sou amiga de infância do Dr. Eduardo Brito de Carvalho. –ela ameaça o segurança enquanto finge fazer uma ligação.

Quem observa a cena e chega mais perto para conferir é Maurício.

Maurício: – Algum problema aqui? –dirigindo-se ao segurança.

Segurança: – Doutor, essa moça não trouxe convite e alega ser amiga da família Brito de Carvalho.

Carla olha Maurício dos pés a cabeça e ele faz a mesma coisa.

Maurício: – Com licença senhorita? –ele se dirige a ela com bastante simpatia.

Carla já vai retirando o celular do ouvido.

Carla: – Oi, você é o chefe da segurança daqui?

Maurício ri e balança a cabeça negativamente.

Maurício: – Sou diretor executivo da BC Construtora e estou aqui a representando também. Você é amiga da família?

Carla: – Sim, do Eduardo! –responde com certo temor.

Maurício: – Se é amiga do Eduardo, é minha amiga também. Ô amigo, ela está comigo agora. –sinaliza para o segurança.

O executivo estende a mão para Carla e os dois entram de braços dados no evento. Nesse momento ela sorri e fica surpresa com a elegância e atitude daquele homem.

 

Num hospital público próximo ao centro da cidade…

Ligia aguardava ao lado da tia que estava sendo medicada no corredor do hospital.

Ligia: – Só mais um pouco tia e a gente vai falar com o médico novamente.

Dulce: – Só você minha sobrinha querida pra cuidar de mim.

Ligia: – Que é isso tia, quantas noites a senhora não perdeu quando eu era criança e adoecia.

Dulce: – Porque sua prima não é como você filha?

Ligia: – Não sei. Deixa a Carla naquele mundo dela tia, um dia ela acorda e cai de lá.

 

Devido ao movimento fraco, Domingos e Margarida fecham a Elvis mais cedo e sentam à mesa para jantar.

Domingos: – Mia bella Donna! Têm mãos de fada, essa massa tá divina! Fiz uma vera viagem aos campos da Sicilia onde cresci.

Margarida: – Que bom que gostou meu velho! Fiz bastante, se você quiser repetir.

Domingos: – Ainda bem que fez muito porque ele veio também para jantar.

Margarida: – Ele quem homem?

Billy está atrás da mãe de braços abertos pronto para o abraço.

Domingos: – Ele! –apontando para a direção do filho.

Margarida: – Filho! – emocionada, ela abraça Billy.

Billy: – Mamma. Perdoa-me, a senhora é mais importante que tudo.

Margarida: – Você também filho, você também, eu te perdoo, senta aqui, vem, vamos jantar comigo e teu pai.

Por hora parece que a família ítalo-brasileira voltou a se acertar…

 

 

 

 

 

De volta ao evento de lançamento do shopping…

Ingrid, Marcelo, Eduardo e Graziela dividem a mesma mesa próxima ao palco onde as modelos desfilam as peças da Boutique 16.

Ingrid: – Ai Marcelo é cada peça mais linda que a outra.

Marcelo: – As mais lindas ficaram pro final, as que a Ligia fotografou.

Ingrid: – Pois é, pena ela não poder ter vindo.

Marcelo: – Falar nisso, você ligou para ela?

Ingrid: – Liguei sim, estava no hospital ainda aguardando falar com o médico.

Marcelo: – Se Deus e Nossa Senhora quiser tudo vai ficar bem.

Ingrid: – Vai sim.

 

Do outro lado, numa parte reservada aos representantes da construtora, Maurício dá uma entrevista para uns repórteres de uma revista e um jornal importante.

Repórter: – Bom, encerramos aqui a entrevista com o querido Maurício Muniz executivo da BC construtora, parabenizamos a todos os envolvidos pelo sucesso do empreendimento, obrigado Maurício! –finaliza o repórter.

Maurício: – Eu que agradeço! – o executivo procura Carla e logo a encontra tomando um champanhe e conversando com um fotógrafo de uma revista.

Maurício se aproxima e puxa delicadamente Carla.

Maurício: – Quem é você hein? Você não é nem a faxineira da família do Eduardo.

Carla: – Eu tenho mesmo cara de faxineira querido?

Maurício: – Não, tem cara de uma mulher esperta e que sabe muito bem o que quer.

Carla: – Acertou então eu te agradeço por me ajudar e não ficar no meu caminho também.

Maurício: – Mas eu sou o teu caminho para o sucesso.

Carla: – Mas tu é convencido hein?

Maurício: – Só um pouco. Eu já saquei qual é a tua, veio atrás do Eduardo porque ele é herdeiro do império não é isso?

Carla: – Digamos que fosse, o que você tem a ver com isso?

Maurício ri debochando da resposta de Carla.

Maurício: – Eu vou desfazer seus sonhos juvenis então, Eduardo Brito de Carvalho é um zero a esquerda, não se dá bem com o pai, é apenas um advogado com um sobrenome de sucesso. Porque você acha que eu estava dando entrevistas e estou aqui representando a empresa?

Carla: – Sim e daí? Ainda assim ele é mais rico e vai herdar tudo aquilo.

Maurício: – Não se depender de mim. E eu sei que você é uma mulher esperta e acho que a gente pensa parecido até.

Carla: – Tem razão! E porque eu me uniria a você?

Maurício: – Porque tem muito dinheiro em jogo, tem um império em jogo e logo, logo eu vou substituir Inácio Brito de Carvalho, o presidente da empresa. Você só tem a ganhar.

Carla: – Acho que você é um cara legal!

Maurício: – Amigos? –ergue a taça para um brinde.

Carla: – Parceiros! –responde em tom de ironia.

 

Na mansão Brito de Carvalho quase todos saíram menos Maria Estela e tia Leonor.

Maria Estela olhava umas fotos do falecido marido.

Maria Estela: – Ernesto, como eu te amei como eu gastei meu tempo com você. Para que? Para você me trair com ela… Eu não me arrependo de nada do que fiz… –falava com as fotos do falecido.

Neste momento tia Leonor aparece…

Leonor: – Meu irmão querido. Meu único irmão. Ernesto. Ele vem te buscar Estelinha, ele disse que a culpa é sua toda sua!

Maria Estela fica nervosa ao ver Leonor ali parada, guarda as fotos e expulsa a idosa de seu quarto.

Maria Estela: – O que você faz aqui Leonor? Fora do meu quarto! Vou começar a te trancar no seu quarto, era isso que seu irmão queria! – ela leva a idosa pelo braço para fora de seu quarto.

 

Sônia e Inácio chegam naquela hora, escutam a voz alterada de Maria Estela e sobem até o primeiro andar.

Inácio: – Mas o que está havendo mamãe?

Maria Estela: – Leonor me deu um susto mais uma vez!

Sônia: – Não é motivo pra se exaltar tanto com ela Maria Estela.

Maria Estela: – Inácio diga a sua mulher que não me dirija à palavra, pois o homem da casa é você!

Sônia: – Acho que o homem da casa é a senhora na verdade! –responde desafiando a megera.

Inácio: – Controlem-se as duas! Eu não quero saber de discussão entre minha mulher e minha mãe! Mãe volte para o seu quarto e depois conversamos. E você Sônia, o que deu em você para falar assim?

Sônia: – A sua mãe não pode tratar as pessoas como bem quer! Eu sou sua esposa e tenho direitos sobre essa casa e essa família!

Sônia sai deixando o empresário sem resposta.

 

De volta ao evento de lançamento do shopping:

O apresentador do desfile da Boutique 16 anuncia as últimas e mais elegantes peças da nova coleção e no telão aparece a primeira foto de Ligia usando as peças.

Nesta hora Eduardo  se levanta bastante surpreso.

Eduardo: – É ela. –aponta com os olhos vidrados nas fotos que vão passando.

Graziela: – Ela quem Eduardo. –a moça pergunta desconfiada.

Marcelo e Ingrid olham para Eduardo.

Eduardo: – É ela Ingrid, a moça que eu quase atropelei, é ela ali no telão. Mas porque ela não veio? Será que se machucou?

Ingrid: – Nossa que coincidência Edu, essa é a mais nova modelo do Marcelo. Ela é linda mesmo, o nome dela é Ligia. Ela tá bem, foi a tia dela que passou mal hoje e por isso ela não pode vir ao evento.

Graziela não disfarça o ciúme e sai dali deixando todos sem saber o que dizer depois da reação de Eduardo.

Marcelo: – Eduardo querido, não sei se você percebeu, mas sua noiva saiu correndo daqui.

Eduardo se levanta e vai atrás de Graziela após cair em si.

 

 

 

Fim do Capítulo

-” ”>-‘.’ ”>

padrao


Este conteúdo pertence ao seu respectivo autor e sua exposição está autorizada apenas para a Cyber TV.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr

LEIA TAMBÉM