Doces Mentiras – Capítulo 11

 

 

Após a cena que fez ao ver as fotos de Ligia no lançamento da grife de joias, Eduardo vai atrás de Graziela que saiu bastante brava do local.

Eduardo: – Graziela! Graziela! Me escuta!

Graziela: – O que foi aquilo Eduardo?

Eduardo: – Eu que te pergunto isso. Você esqueceu que a gente…

Graziela: – Não, eu não esqueci, mas pelo visto você sim! Ficar admirando outra mulher que você conheceu aí pela rua na frente dos outros? O que vão achar?

Eduardo: – Você tem razão. Mas você interpretou bem hein?!

Graziela sorri meio sem graça, mas a vontade é de chorar.

Graziela: – Sim, se eu não fizesse isso sua irmã ia desconfiar.

Eduardo: – Então vamos voltar e fingir que nos reconciliamos. –o advogado sorri.

Os dois voltam para perto de Marcelo e Ingrid.

 

Do outro lado do evento Carla e Maurício conversam como se já se conhecessem há muito tempo.

Maurício: – Carla, eu já cumpri minhas obrigações profissionais por aqui e tava pensando que a gente poderia ir pra um lugar que a gente possa ficar mais a vontade.

Carla: – Olha aqui eu não sou nenhuma garota de programa não viu.

Maurício: – Eu também não estou interessado em uma. Só quero que a gente converse melhor, se conheça melhor.

Carla: – Tá certo vai, afinal de contas um grande executivo não vai me raptar, ou vai?

Maurício: – Não, não vou. –sorri maliciosamente o executivo.

Os dois saem juntos do evento sem se despedir de ninguém.

 

No hospital Ligia e Dulce conversam com o médico…

Médico: – Então senhoras, não há motivo para mais preocupações, o que a dona Dulce teve foi apenas um quadro viral que está bastante comum nos últimos meses.

Ligia: – Nossa, pensei que fosse algo mais grave, ela parecia bem debilitada doutor.

Médico: – Isso por conta de outros fatores como baixa imunidade ou alguma outra doença crônica que não foi detectada nesses exames. De qualquer forma vou pedir uns exames mais elaborados e se a senhora tiver alguma atividade que demande esforço, por favor, suspenda.

Dulce: – E meus doces quem vai fazer? Preciso trabalhar doutor.

Ligia: – Não senhora, já conversamos sobre isso dona Dulce, sua saúde em primeiro lugar.

Tia e sobrinha saem do consultório médico e seguem para casa.

 

O evento de lançamento do shopping chega ao fim e foi um grande sucesso. E no caminho de volta pra casa…

Ingrid: – Marcelo, que tirooo foi esse evento, adorei!

Marcelo: – Eu também adorei, ficou tudo além do esperado, minhas fotos, a produção, a cobertura da mídia, amei!

Ingrid: – E aquela cena do Edu quando viu as fotos da Ligia , a cara da sonsa da minha cunhada! –risos

Marcelo: – Menina nem me fale, que mundo pequeno viu. Mas tadinha da Graziela vai.

Ingrid: – Tadinha? Por mim o Edu já casava com a Ligia.

Marcelo: – Ah Ingrid, mas você também tá sonhando hein? Teu irmão só viu a Ligia uma vez, duas agora por foto!

Ingrid: – Você tá dizendo isso porque não ouviu o relato dele falando da Ligia depois que quase atropelou ela. Disse que ela era linda, uma deusa e essas coisas que homem diz quando fica bobo pela gente.

Marcelo: – Sei bem com é. –risos

Ingrid: – Pois é não sei não viu, mas eu acho que dessa vez a chatiela dança.

Os dois seguem de táxi para suas casas.

 

No flat de Maurício…

Maurício e Carla já conversavam há um bom tempo e o  celular do executivo estava cheio de mensagens e ligações perdidas de Suzana.

Carla: – Então Maurício, adorei a conversa, sua companhia, mas acho que tá na minha hora.

Maurício: – Já? Relaxa vai, a noite é uma criança, você nem bebeu muito. –responde colocando mais vinho na taça dela.

Carla: – Sabe o que é? É que eu acho que você tá me escondendo mais alguma coisa.

Maurício: – Não tenho filhos, nem sou casado.

Carla: – Casado pode não ser, mas deve ter uma namorada.

Maurício: – Não, não tenho juro!

Carla: – Assim você me insulta, eu percebi que seu celular não parou de receber ligações e notificações de mensagens.

Maurício: – Olha Carla eu sou um homem interessante e convencido como você mesmo disse. –risos. Então é provável que eu já tenha tido algumas aventuras e eventualmente alguma dessas me ligue ou mande mensagem, mas só isso.

Carla: – Não precisa se explicar tanto, não temos nada.

Maurício: – Vamos mudar de assunto?

Carla: – Concordo plenamente.

Maurício: – Então um brinde a nossa noite maravilhosa. –o executivo aproxima sua taça para um brinde.

Carla: – Um brinde. –os dois brindam.

Após o brinde os dois se beijam…

 

O táxi deixa Ingrid em casa e quando ela pensa que todos já estariam dormindo…

Eduardo: – Ingrid! –o advogado levanta-se rapidamente do sofá ao ver a irmã.

Ingrid: – Ai que susto Edu! Que foi?

Eduardo: – Pegou muito mal o que eu fiz hoje lá no evento?

Ingrid: – Se você tá falando da sua reação quando viu a Ligia eu adorei. –risos.

Eduardo: – Acho que a Graziela ficou chateada.

Ingrid: – Se eu fosse sua noiva eu também ficaria.

Eduardo: – Pois é, fiquei pensando depois, que bola fora que eu dei.

Ingrid: – Mas já foi né? Enfim, me deixa subir que meus pés tão me matando.

Eduardo: – Ingrid só mais uma coisa, você acha que seria uma boa ideia eu levar umas flores pra Ligia lá na agência, sei lá, pra me desculpar pelo quase atropelamento.

Ingrid: – Mano se a intenção for essa eu acho ótimo, mas decide logo o que você quer tá? Manda umas flores pra tua noiva antes pra se desculpar e me deixa dormir, beijos, te amo!

 

Eduardo fica pensativo, mas sabe que Ingrid tem razão. O advogado não entendeu o ciúmes de Graziela pois os dois sabem que o casamento é de fachada e que não há sentimento, ou há?

 

 

Fim do Capítulo

-” ”>-‘.’ ”>

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr
Rolar para o topo