logo

Episódio 6 – Viva a Vida

CENA 01.HOSPITAL.QUARTO.NOITE

Mauricio está convulsionando e é levado às pressas para uma sala de emergência, enquanto quem estava no quarto ficam aflitos com a cena que viram.

 

CENA 02

O dia amanhece, mostrando o sol nascendo e a pequena cidade ficando clara em alguns segundos.

 

CENA 03.HOSPITAL.RECEPÇÃO.DIA

Ilda está tomando café, quando nota que um rapaz com o uniforme da escola de dança entra e vai até o balcão.

Ilda: Deve ser algum amigo do Samuel.

Ela caminha até Carlos, antes que ele peça informações no balcão.

Ilda: Oi, sou a mãe do Samuel.

Carlos: Ah sim, tudo bem com a senhora?

Ilda: Comigo sim, notei que está com o uniforme da escola de dança. Veio visitar meu filho?

Carlos: Isso, ele está podendo receber visita?

Ilda: Sim, o quarto dele é o 211.

Carlos: Ok, vou lá rapidinho. Obrigado!

Ele vai em direção ao quartos e Ilda olha a beleza dele, admirada.

 

CENA 04.HOSPITAL.QUARTO/SAMUEL.DIA

Samuel está pensativo, quando Carlos entra e ele estranha a presença do rival ali.

Samuel: Você?

Carlos: Bom dia pra você também.

Samuel: O que você está fazendo aqui? Veio debochar da minha cara machucada?

Carlos: Para com isso vai, eu sei que somos competitivos um com outro, mas por conta do teste. Você é um cara bacana, e apesar de querermos a mesma coisa, eu gosto de você.

Samuel: Vou fingir que acredito!

Carlos se aproxima e pega na mão de Samuel, e os dois se olham.

 

CENA 05.CARRO DE ROBERTO.DIA

Ele está deitado, depois de uma longa noite na estrada. Ele acorda confere o celular, e percebe que há várias ligações de um número desconhecido.

Roberto: Estranho!

 

CENA 06.HOSPITAL.QUARTO/CLARA.DIA

Clara já está acordada e sua mãe vai acordando aos poucos.

Isabel: Filha? Já acordada? Que horas são?

Clara: Deve ser umas oito e pouco. Será que vou ser liberada hoje?

Isabel: Depende, como você está sentindo?

Clara: Bem, muito bem. Boa o suficiente pra sair daqui e dar na cara daquela vadia!

Isabel: Chega de brigas filha, olha só no que deu essa discussão de vocês. E eu duvido que você vai querer encontrar suas amigas com esse galo enorme.

Clara: Resolvo isso com maquiagem, mas que aquela ordinária vai ter o troco vai!

 

CENA 07.HOSPITAL.QUARTO/SAMUEL.DIA

Samuel tira a mão rapidamente, e Carlos fica sem graça.

Samuel: Enfim, eu estou bem. Um pouco machucado mas bem, e se prepara porque vou arrasar no teste.

Carlos: Veremos (risos).

De repente Samuel começa a sentir câimbras na panturrilha e Carlos tenta ajudar esticando a perna dele. Logo depois passa, os dois trocam olhares, e Carlos vai se aproximando aos poucos e eles se beijam. Ilda abre a porta e flagra o momento dos dois espantada.

 

CENA 08.ESTRADA.CARRO DE ROBERTO.DIA

Roberto está dirigindo e o celular dele toca e dessa vez ele atende.

Roberto: Alô?

Sim, sou o pai dele por que?

Ah eu não acredito nisso!

Eu preciso entregar uma encomenda e depois vou, obrigado por avisar.

Ele desliga o celular e bate com a mão no volante revoltado.

Roberto: Mais uma que esse imprestável me apronta!

A cena mostra o exterior do carro que começa a andar mais rápido na estrada.

 

CENA 09.HOSPITAL.QUARTO/SAMUEL.DIA

Samuel percebe que sua mãe está vendo a cena e para de beijar Carlos, que também se assusta.

Samuel: Mãe calma, não é nada disso que a senhora está pensando!

Carlos: É melhor eu ir, melhoras Samuel. Até mais!

Ele sai sem graça e Ilda encara o filho.

Samuel: Mãe eu posso explicar.

Ilda: Você não tem que explicar nada, mas sua sorte que não era seu pai. Você iria dessa cama pra um caixão.

Samuel: Você não vai ficar brava?

Ilda: E por que eu deveria? Nós mães sabemos os filhos que temos, mas não me importa de quem você gosta ou deixa de gostar. Vou te apoiar e sempre estarei ao seu lado, e esse rapaz além de bonito me parece ser gente boa.

Samuel solta um suspiro de alívio e abraça a mãe.

Samuel: Te amo!

 

CENA 10.HOSPITAL.RECEPÇÃO.DIA

Os avós de Lauro chegam aflitos buscando por informações do neto, que logo depois são levados ao quarto em que Lauro se encontra.

Lauro: Vó, que bom que você veio.

Sueli: Como que você está meu querido? Seu avô e eu estamos muito preocupados. Já avisamos seus pais, mas você sabe eles não podem vir.

Lauro: Claro eu sei, vir do outro lado do mundo só pra me ver, já já estou em casa se Deus quiser.

Sueli: Como foi que isso aconteceu meu neto?

Lauro começa a contar como tudo ocorreu, e ao lado Zuzu dorme em uma poltrona segurando a mão de Maria que também dorme.

 

CENA 11

A cena é uma junção de tela mostrando o médico dando alta para Clara e Samuel.

 

CENA 12.HOSPITAL

Roberto chega apressado e é levado até Mauricio que permanece em coma. Saindo da sala ele se encontra com os avós de Lauro, que comentam sobre o acidente e culpando Mauricio. Ao perceber que estão falando do filho, Roberto se intromete.

Roberto: Era meu filho sim que estava dirigindo, mas pelo que eu entendi segundo o médico eles só estavam lá porque seu neto pediu pra ir. Então se tem algum culpado aqui é o neto de vocês!

Os avós de Lauro se olham e Roberto os encara com expressão de nervoso.

 

FIM DO EPISÓDIO

padrao


Este conteúdo pertence ao seu respectivo autor e sua exposição está autorizada apenas para a Cyber TV.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr