logo

Episódio 8 – Viva a Vida

CENA 01.HOSPITAL.QUARTO.DIA

Roberto está com Mauricio no quarto, e entra um delegado.

Roberto: Pois não.

Delegado: Sou o delegado Ricardo, e vim colher o depoimento desse jovem infrator. Vendo a ficha dele, não é a primeira vez que ele se envolve em acidente. E então, o que tem a me dizer Mauricio Rodrigues?

Ele olha com olhar preocupado para o pai, que abaixa a cabeça.

Delegado: E então? Não adianta olhar pro seu pai, porque quem estava dirigindo aquela moto era você. E eu preciso de uma explicação.

Mauricio: Tá, tá bom, já entendi!

Roberto: Olha o jeito que você fala com ele em seu moleque.

O delegado percebe que pai e filho não tem uma boa relação.

Delegado: O senhor poderia me deixar a sós com o rapaz?

Roberto acena com a cabeça e sai.

Delegado: E então?

Mauricio e o delegado se encaram.

 

CENA 02.ESCOLA DE DANÇA.VESTIÁRIO.DIA

Samuel está sentado exausto preocupado e ansioso para saber o resultado, Carlos chega e senta ao seu lado.

Carlos: Você tá bem?

Samuel: Angustiado pra saber o resultado, não gosto de ficar assim.

Carlos segura a mão de Samuel e os dois se olham e Carlos vai se aproximando para beijá-lo.

Samuel: Não, melhor não.

Carlos: Pensei que tivesse gostado.

Samuel: Mas não aqui.

Carlos: Tá, ok. Você é quem sabe. Bom se precisar de algo vou estar lá fora.

Samuel: Beleza, até depois.

Carlos se levanta e Samuel ficha olhando ele com olhar admirado.

 

CENA 03.CASA DE LAURO.QUARTO.DIA

Lauro está sentado na cama lembrando quando entrou na mata, olha para o celular.

Lauro: Acho que depois daquilo, ela não vai mais querer investigar.

Ele se levanta sai do quarto, mas depois volta e liga para Maria.

 

CENA 04.CASA DE MARIA.QUARTO.DIA

Maria ainda está deitada, e ouve o celular tocando e atende.

Maria: Oi.

Lauro: Maria? É o Lauro, como você está?

Maria: Me recuperando ainda, mas bem. E você?

Lauro: Bem também, preciso falar de um assunto com você. E acho que você deve imaginar qual é.

Maria: Você não acha melhor darmos um tempo nesse assunto?

Lauro: Eu tenho certeza que tem animais sofrendo naquela mata, e quando formos pode ser tarde demais. Se você não quiser ir comigo tudo bem, eu me arrisco sozinho.

Maria respira fundo.

Maria: Tá beleza, nos encontramos às quatro então. De boa pra você?

Lauro: Combinado, até depois!

Ambos desligam o celular, Maria fica pensativa e Lauro comemora.

 

CENA 06.HOSPITAL.QUARTO.DIA

Delegado: Vou te ajudar então, o que estavam fazendo naquele lugar?

Mauricio: Um amigo meu, o que estava na moto, me pediu pra levar ele lá pra investigar algo dentro da mata.

Delegado: Investigar? O quê?

Mauricio: Eu não sei direito, mas ele diz que quando passou lá uma vez ouviu barulhos estranhos.

Delegado: Que tipo de barulho?

Mauricio: Não me lembro direito, mas sei que depois que ele e a Maria entraram na mata, eu fui atrás pra convencê-los a voltar.

Delegado: E de onde essa Maria conhece vocês? Me disse que levou apenas o Lauro.

Mauricio: Ela estava passando por lá, e ouviu o Lauro comentando e disse que também ouve sons estranhos dentro da mata.

Delegado: Hum, então os dois entraram e em seguida você também para irem embora. E o que houve depois?

Mauricio: Eu convenci eles a voltarem, e logo depois escutamos uma sirene. Vimos os seguranças do local e corremos, eu e o Lauro subimos na moto e ela correu sozinha.

Delegado: E como ela foi parar em cima da moto com vocês dois?

Mauricio: Não achei justo deixar ela lá sozinha, dai tive a ideia de fazer ela subir.

Delegado: Que brilhante ideia em garoto.

Mauricio: O senhor já foi adolescente, aposto que também já fez muita burrada em momentos de tensão.

O delegado fica sem graça, mas continua com as perguntas.

Delegado: Ela subiu na moto e vocês colidiram logo depois?

Mauricio: Não, ficamos um tempo ainda sendo perseguidos e o Lauro viu uma passagem, e na passagem o outro veículo bateu na gente. Depois lembro apenas de segundos no ar e caindo, e tudo apagou.

Delegado: Vocês tem sorte de ainda estarem vivos, foi muito feio o acidente.

Mauricio: Mas e então, o senhor me entende né? O que vai acontecer?

Delegado: Já é o segundo acidente que você comete, um deles arriscando a vida de outras duas pessoas e o pior, você não ter carteira de motorista. Provavelmente iremos te encaminhar para um centro de detenção, até o juiz decidir o que fazer.

Mauricio: O que?

Ele se espanta, ficando aflito.

 

CENA 07.CASA DE CLARA.DIA

Isabel avisa o marido e a filha, que foram convidados para uma festa.

Carlos: Hoje? Assim de última hora?

Isabel: Você sabe como é minha família né meu amor.

Carlos: Você sabia muito bem que eu marquei um churrasco com meus colegas.

Isabel: Você prefere trocar uma festa de família pra ficar com amigos?

Carlos: Ah Isabel não comece, você sabe que não gosto de desmarcar algo que eu já venho combinando há dias.

Clara: Tá pai, vai lá então. Mas só escuta bem o que vou te falar, se chegar bêbado em casa, vai ficar ai no chão porque não vamos te ajudar. Nós vamos na festa sim mãe!

Ela sai e Carlos fica pensativo.

 

CENA 08.ESCOLA DE DANÇA.TARDE

Todos os bailarinos já estão na sala esperando o resultado do teste. A diretora entra e começa a anunciar.

Samuel: Ai meu Deus!

Ela anuncia o nome Carlos que comemora e Samuel olha pra ele.

Diretora: E o último nome é….

Samuel abaixa a cabeça e fecha os olhos, cruzando os dedos.

Diretora: Samuel!

Ele abre os olhos e começa a comemorar, e Carlos vai até ele abraça-lo.

Carlos: Parabéns, estamos juntos nessa.

Os dois se olham.

Carlos: Quer ir pra minha casa depois daqui?

Samuel: Pode ser.

Os dois sorriem um para o outro.

 

CENA 09.MATA.INT.TARDE

Maria e Lauro já estão dentro da mata e vão olhando para ver se encontram algo de suspeito.

Lauro: Hoje temos que achar alguma pista.

Maria: Para de falar e continua olhando.

Lauro: E se a gente se separar?

Maria: Tá, eu vou por aqui e você por ali. Qualquer coisa que acharmos mandamos mensagem, sem gritos em Lauro.

Lauro: Tudo bem.

Os dois seguem caminhos opostos. Depois de um tempo, Maria ouve um grito de Lauro.

Lauro: MARIA OLHA O QUE EU ACHEI!!!!

 

FIM DO EPISÓDIO

 

padrao


Este conteúdo pertence ao seu respectivo autor e sua exposição está autorizada apenas para a Cyber TV.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr