Escândalo – Capítulo 04

 A Cópia e reprodução deste conteúdo fora da plataforma Cyber TV sem autorização prévia da administração, é proibida e viola os direitos legais do autor.

CENA 01. RESTAURANTE. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA: Escândalo – Ângela Rô Rô ===

Continuação imediata do capítulo anterior.

CAM, por trás de César e Breno, foca a mesa de Lilian, Raúla e Zu. Lilian admira César, mas ele direciona o olhar para Raúla.

CÉSAR
Dizem que a Itália é o paraíso das mulheres mais bonitas do mundo, mas vejo que estão enganados. Olha só que mulherão! Conhece, não?

BRENO
Raúla Negri. Mas nem pense que tem chance com ela, porque é feminista ao quadrado… ou até ao cubo.

CÉSAR
Então essa é a famosa Raúla. Os estilistas se matando em Milão por causa dela, mas não entendia por quê. Vou conferir…

BRENO
Boa sorte! Vai precisar.

CAM inverte a posição, mostrando a mesa dos homens ao fundo a partir das moças.

ZU
Ele não é do babado?

LILIAN
É interessante, sim. Mas acho que ele tá de olho na Rah. (César se aproxima) Ele tá vindo, disfarça.

RAÚLA
Tô prontinha pra azarar.

CÉSAR
Posso?

LILIAN
Não sei/

=== MÚSICA MUDA PARA Quero Mais – Patrícia Marx ===

CAM de frente pra mesa.

RAÚLA
Claro que pode. Senta. (ele se senta numa cadeira) Agora, sim, o jantar fica mais divertido com uma companhia masculina. (ri)

CÉSAR
Vim com meu amigo. (CAM rapidamente em Breno, que acena para elas) Até que dou de cara com uma mulher tão bonita e atraente. Então pensei: por que não trocar umas ideias com ela?

RAÚLA
Todos fazem isso. (César fecha a cara) Mas com você é diferente. (ela e César sorriem) Mas não fica se gabando, não, tá?

CÉSAR (flerta)
Ah, vou sim. Não é todo dia que um homem pode ficar ao lado da Raúla Negri. Prazer, sou César.

César pega a mão de Raúla para beijar.

LILIAN
César Rinaldi, ator de novelas.

CÉSAR
Nossa! Você é bem informada!

LILIAN (simpática)
É o meu trabalho.

RAÚLA
Lilian, a melhor jornalista do Brasil e my best friend forever. (pausa) Lilian Cordeiro.

ZU
E eu sou só a astróloga da Bomba!, Zu. Falando nisso, qual é o seu signo, hein!?

LILIAN
Não liga, não. Ela é enxerida assim mesmo.

CÉSAR
Não tem problema. Sou de Câncer.

A conversa segue animada em FADE.

CORTA PARA

CENA 02. APARTAMENTO DE NARA. SALA. INT. NOITE.

=== FIM DA SONOPLASTIA ===

Nara e Sérgio sentados no sofá. Clima tenso entre eles.

NARA
É o nosso casamento.

SÉRGIO
O que tem nosso casamento? Estou/

NARA
Nosso casamento acabou, Sérgio.

SÉRGIO (chocado)
Você só pode estar brincando. Me diz que é uma piada de mau gosto, que/

NARA
É a decisão mais séria que já tomei em toda a vida. Não tenho mais nenhum motivo pra ficar com você. Olha, eu aceito qualquer coisa… menos traição.

SÉRGIO
Do que está falando? Eu sempre fui fiel desde que namoramos.

NARA
Eu também achava. Até me contarem que você tem caso com as atrizes que passam na sua sala.

SÉRGIO
Quem te contou uma merda dessa quer separar a gente. Será que você não vê?

NARA
Vejo sim. Vejo que casei com um canalha cínico e mentiroso.

SÉRGIO
Eu não vou admitir que fale assim/

NARA
Vou sair. Quando eu voltar, quero ver a casa vazia.

SÉRGIO
(chora) Você não pode me tratar dessa maneira. (pega no braço dela)

NARA (arranca o braço da mão dele)
Me solta! Já ouviu. Fora dessa casa!

=== SONOPLASTIA: DRAMÁTICA ===

Nara se levanta. Pega a bolsa e sai. Sérgio tenta reagir, ir atrás dela. Volta para o sofá e se entrega às lágrimas e ao desespero.

CORTA PARA

CENA 03. RESTAURANTE. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA: Sonho Lindo – Paulo Ricardo ===

Continuação da cena 01.

César à mesa com Raúla, Lilian e Zu. Raúla toma um gole de vinho. Lilian tenta esconder a atração por César.

LILIAN
O jantar foi ótimo, mas a gente tem que ir.

RAÚLA
É verdade. A gente levanta cedo amanhã.

CÉSAR
Deixa pelo menos levar vocês.

RAÚLA
A gente adoraria, mas tô com carro aí fora.

CÉSAR
Então fica pra próxima.

RAÚLA
Vou adorar. O seu contato vai ficar muito bem guardado. (aponta para o celular e sorri) Quero te conhecer melhor.

CÉSAR
Eu também.

LILIAN
Já que é assim… (a Zu) Vamos pedir a conta?

ZU
Vamos/

CÉSAR (ao mesmo tempo)
Eu pago a conta.

LILIAN
Ai, não precisa. A gente/

RAÚLA
Por que não?

CÉSAR (chama)
Garçom?

César sorri e pisca para Breno, que retribui.

CORTA PARA

CENA 04. REDE SONHO DE TELEVISÃO. ESTÚDIO. CORREDOR. INT. NOITE.

=== FIM DA SONOPLASTIA ===

Ruggero e Melita andam de braços dados pelo corredor, seguidos pela recepcionista.

MELITA
Viu? Não tinha por que se preocupar. Está tudo em ordem. As novelas com as gravações adiantadas, os apresentadores satisfeitos com os salários…

RECEPCIONISTA
Sim, doutor Ruggero. Fazemos tudo como o senhor gosta.

RUGGERO
Puxa-sacos, é o que vocês todos são. Pela frente, me tratam como um deus. Por trás, querem que eu morra pra devorar meu império. Mas eu não vou deixar.

MELITA
Tá bom, mas agora vamos pra casa, que já está ficando tarde e eu ainda tenho que organizar as coisas com a Yoná.

Ruggero, Melita e a recepcionista saem pela porta no centro do corredor.

CORTA PARA

CENA 05. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. NOITE.

Redação quase vazia, com poucos jornalistas trabalhando. Isolda entra pela porta principal e vê Pedro numa estação mais afastada. Ela anda até Pedro, que está digitando uma reportagem.

ISOLDA
Oi! (Pedro olha para ela) Você é o Pedro, o rapaz novo, né?

PEDRO
Sim…

ISOLDA
O que tem de novo? De bafafá?

PEDRO
Tem a volta do César Rinaldi…

ISOLDA
É, dele eu sei. Tô fazendo uma reportagem completa sobre ele. Modéstia à parte… Tá, o que mais?

PEDRO
Mais um casal de filhos pro Juca Carlos…

ISOLDA
Esse aí fez mais filhos com tietes do que músicas.

PEDRO
A nova música da Cibelle… A cirurgia de mudança de sexo da Gilda, que agora é Gil… A nova turnê do Renato Monte…

ISOLDA
Aham, tá. E a Lilian? Cadê ela?

PEDRO
Saiu faz tempo. Foi jantar com a Zu e com outra amiga. Foi até bom. Ela passou por uma dura hoje/ (se dá conta) Não foi nada, não. Falei demais.

ISOLDA
Agora conta. O que aconteceu com ela?

PEDRO
O ex veio aqui todo metido a besta e quase bateu nela.

ISOLDA
Você disse ex? Não pode ser. Até onde sei, ela tá noiva, praticamente com o pé no altar.

PEDRO
Tava. Largou dele ontem.

ISOLDA (cínica)
O quê? Tô cho-ca-da! E eu que achei que eles seriam felizes para sempre.

PEDRO
Ainda bem que acabou a tempo. Se você visse a reação do cara…

ISOLDA
Sei. (pausa) Me conta mais desse babado.

Pedro conta os detalhes em FADE.

CORTA PARA

CENA 06. PRÉDIO DE BRENO. CORREDOR. INT. NOITE.

César e Breno saem aos risos do elevador e ficam parados ali mesmo, sem notarem Sérgio desolado próximo à porta do apartamento de Breno — fica mais adiante do elevador.

BRENO
A loira tá gamada em você.

CÉSAR
Ah, que é isso? Ela é simpática, séria, mulher pra casar; mas eu gostei mesmo foi da modelo. Viu que mulherão?

BRENO
Ela também gostou de você pra caramba, se é o que quer saber. Mas vê se não pula muito fundo, porque aquele peixe é tubarão.

CÉSAR
Lá vem você de novo com essa história de mulher empoderada. Ela já tá no papo. Vai por mim.

BRENO (vê Sérgio)
César, olha lá.

CÉSAR
Aquele não é o…?

BRENO
Sérgio, o autor da novela. Ele tá com uma cara…

César e Breno apertam o passo e se aproximam de Sérgio. Antes que Breno diga algo, Sérgio o abraça e chora.

SÉRGIO
Que bom que chegou. Me ajuda!

César e Breno se entreolham.

CORTA PARA

CENA 07. MANSÃO DE RUGGERO. SALA. INT. NOITE.

Ruggero e Melita entram em casa. Yoná se aproxima deles.

YONÁ
Boa noite, doutor. Como foi o passeio na TV?

RUGGERO
Passeio, não. Fui a trabalho. Nada agradável, mas são os ossos do ofício. Vou ao escritório e não quero ser incomodado por ninguém.

YONÁ
Sim, senhor.

Ruggero se afasta em direção ao cômodo.

MELITA
Meu marido sempre resmungão. Você está com as agendas aí?

YONÁ
Sim, estão na bolsa.

MELITA
Pega lá, que vou aproveitar pra conferir com você os compromissos da semana. Me encontra na sala de cima.

Yoná sai pelo corredor que vai à cozinha. Melita sobe as escadas. Ambas saem de cena.

CORTA PARA

CENA 08. MANSÃO DE RUGGERO. ESCRITÓRIO. INT. NOITE.

Ruggero entra no recinto e fecha a porta. Anda lentamente até a mesa e senta-se a ela. Olha para a gaveta de baixo. Pega uma chave do bolso de dentro do paletó e abre a gaveta.

=== SONOPLASTIA: SUSPENSE ===

Ruggero pega um envelope pardo e fecha a gaveta sem trancá-la. Tira uma foto do envelope e observa atentamente o rosto de um jovem rapaz durante vários segundos.

=== FIM ABRUPTO DA SONOPLASTIA ===

CIRO (de repente)
Remoendo o passado?

RUGGERO
(susto) Não vi você entrar. (guarda a foto e o envelope com pressa na gaveta) Isso não sai daqui. Melita não pode desconfiar.

CIRO
Deveria esquecer. Seu filho morreu faz muito tempo, doutor.

RUGGERO
Por minha culpa. Eu matei meu bambino.

CIRO
Não fale assim. De onde estiver, ele já perdoou. Tenho certeza.

Ruggero tranca a gaveta e guarda a chave de volta no bolso do paletó.

RUGGERO
Sempre fui um homem de fazer brotar qualquer coisa, onde eu colocasse a mão. Sempre fui do dinheiro, das coisas materiais. Mas não foi o bastante. Fracassei como pai. Matei meu filho por causa do dinheiro. Se eu tivesse a chance de poder revê-lo, de pedir perdão… Agora é tarde. Vou perder a vida e tudo aquilo que construí.

CLOSES alternados entre Ruggero e Ciro.

CORTA PARA

CENA 09. APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. NOITE.

César de pé próximo ao armário de bebidas, onde prepara um copo de uísque. Sérgio sentado no sofá, sendo consolado por Breno.

SÉRGIO (chora)
A Nara me botou pra correr. Disse coisas horríveis.

BRENO
Aconteceu alguma coisa pra ela ter essa reação?

SÉRGIO
Não. Foi do nada. Ela me chamou de traidor. Breno, você sabe que eu nunca traí, que eu amo a Nara.

BRENO
Sei, claro, mas tem alguma coisa estranha nisso aí.

CÉSAR
Tem mulher querendo separar vocês dois.

BRENO (censura)
César! Olha o estado dele.

SÉRGIO
Por favor, deixa eu ficar aqui pelo menos hoje. Amanhã eu arrumo um lugar pra/

BRENO
Fica o tempo que precisar. Se não se importa, tem o quarto da empregada.

SÉRGIO
Qualquer lugar ajuda. (pausa) Você está sendo um amigão.

Sérgio volta a chorar e se apoia no ombro de Breno. César assiste enquanto bebe o uísque.

CORTA PARA

CENA 10. PRÉDIO DE LILIAN. FRENTE. EXT. DIA.

=== SONOPLASTIA: Quero Mais – Patrícia Marx ===

Amanhece. Imagem da fachada do prédio. Rua vazia e calçada com pouca movimentação de pessoas.

CORTA PARA

CENA 11. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA DE JANTAR. INT. DIA.

Lilian, sentada à mesa, toma café da manhã. Está distraída. Laura vem do corredor e se senta de frente para Lilian.

=== FIM DA SONOPLASTIA ===

LAURA
Bom dia, meu amor! (serve-se) Dormiu bem? (nota a distração de Lilian) Filha? Filha, acorda!

LILIAN (desperta)
Ai! Mãe, não vi você chegar.

LAURA
Aposto que está sonhando com algum passarinho novo que encontrou ontem no jantar.

LILIAN
Não consigo esconder nada, né?

LAURA
Ah, então acertei? Só espero que seja bem melhor que seu… ex-noivo.

LILIAN
É sim. (pausa) Mas ele gostou mais da Rah. Melhor assim, porque ainda não tô pronta pra outra. Acabei de terminar com o Jairo.

LAURA (toma um gole de café)
Não queria estar no seu lugar, filha.

LILIAN
Será que nasci pra sofrer?

LAURA
Claro que não. Quando você menos esperar, o homem certo vai aparecer.

LILIAN
Fala isso só pra me animar.

LAURA
Sou sua mãe. Quero seu bem acima de tudo.

Lilian e Laura continuam se servindo.

CORTA PARA

CENA 12. MANSÃO DE RUGGERO. ESCRITÓRIO. INT. DIA.

Ruggero e Ciro conversam à mesa. Yoná entra.

YONÁ
Mandou me chamar, doutor?

RUGGERO
Mandei sim. Quero que ligue pra jornalista, a filha do Luciano.

YONÁ
Sim, senhor. Farei agora mesmo. Com licença.

Yoná e Ciro trocam piscares de olhos sem que Ruggero perceba. Yoná sai e fecha a porta por fora.

CENA 13. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA. INT. DIA.

Lilian entra na sala e se senta no sofá. Laura entra em seguida e fala sobre Jairo.

LAURA
Eu não posso acreditar que ele tentou te bater.

LILIAN
Tentou. Se não fosse o Pedro, eu tinha apanhado no meio da redação.

LAURA
Se ele te ameaçar de novo, eu mesma chamo a polícia. Não vou admitir que esse cafajeste use a força contra você.

O celular de Lilian toca. Ela estranha o número do telefone no identificador da tela.

LAURA
Quem é? Não vai me dizer que é ele.

LILIAN
Não sei. (atende) Alô? (tempo) Sim, eu mesma. (tempo) Yoná? (tempo) É, meu pai trabalhou por um tempo pro doutor Ruggero. (tempo) Conversar comigo? (estranha, tempo) Posso sim. (tempo) Sei onde fica, sim. Obrigada. (desliga)

LAURA
O que ela queria?

LILIAN
Ruggero Fontana quer falar comigo.

LAURA
Será? Esse Ruggero, que me lembre, gostava muito do trabalho do seu pai. Apesar de ser um homem intragável, arrogante; mas Luciano se deu muito bem com ele. Mas por que ele ia querer você a essa altura?

LILIAN
Só vou saber se for lá. (som de notificação no celular) Peraí… (lê algo; fica chocada) Eu não acredito! A biscate descobriu que larguei o Jairo e colocou no portal.

LAURA
A Isolda?

LILIAN
Quem mais? Ah, mas ela me paga.

Lilian se levanta e pega a bolsa sobre a mesinha de canto.

LAURA (ao mesmo tempo)
Essa Isolda não se cansa de aprontar, hein!?

Lilian sai. Laura aflita.

CORTA PARA

CENA 14. APARTAMENTO DE BRENO. SALA DE JANTAR. INT. DIA.

Breno à mesa. Ele se serve de suco de laranja e prepara um sanduíche. César entra e também se senta.

BRENO
E aí? Pela cara, sonhou com a deusa do restaurante. Acertei?

CÉSAR
Na mosca. (também prepara um sanduíche) Tô a fim dela. Faz meu tipo. E eu sei que ela se amarrou em mim. Acho que rola.

BRENO
Depois não reclama se ela te chutar.

CÉSAR
Ela não vai me chutar, porque eu também não quero nada sério. É só um caso. (come uma fatia de queijo) Falando em chute, e o Sérgio?

BRENO
Ficou até tarde andando como sonâmbulo pela sala. Só foi pro quarto ainda há pouco. Tá acabado. (pausa) Pensei no que disse ontem, e também acho que alguém armou pra cima deles.

CÉSAR
Ou ela arrumou outro e não quer assumir. Aí jogou a culpa pra cima dele. Mulheres.

BRENO
Algumas podem ser assim, mas a Nara não.

CORTA PARA

CENA 15. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. DIA.

Isolda conversa com duas repórteres no corredor interno às estações. Lilian entra apressada e se aproxima de Isolda, que está de costas.

LILIAN
Isolda?

ISOLDA (se vira)
Bom dia pra você também, queridinha.

LILIAN
Péssimo dia! Que história é essa de você expor minha vida particular sem me perguntar?

ISOLDA
E eu lá tenho culpa de você e seu machinho armarem barraco no local de trabalho? Contei mesmo.

LILIAN
Pra começar, ele é meu ex-noivo. Mas isso não é da sua conta, assim como nada da minha vida. Se isso se repetir/

ISOLDA
Vai fazer o quê? Me processar? Tô morrendo de medo. Meu amor, tudo que acontece e que chega pra mim, eu tenho o dever que repassar. Aprende, fofa.

LILIAN
Você vai ver quem é que vai aprender uma lição. Não se mete comigo, estou avisando.

Nara entra na estação com a cara amarrada. Isolda tenta se aproximar de Nara, mas esta não lhe dá atenção e segue para sua sala. Lilian fica preocupada. Isolda volta para perto de Lilian.

ISOLDA
Queria ser uma mosquinha pra saber se o cas… (se corrige) o que aconteceu pra Nara ficar assim.

LILIAN
Vou lá. Ela precisa de uma amiga e não de uma fofoqueira.

Lilian sai com cara de poucos amigos e vai à sala de Nara. Isolda revira os olhos para cima.

CORTA PARA

CENA 16. REVISTA DE FOFOCAS. SALA DE NARA. INT. DIA.

Nara sentada à mesa, pensativa. Batidas à porta. Lilian entra.

NARA
O que você quer?

LILIAN
Ver como você está. Passou pela gente e não falou nada…

NARA
Se não for assunto de trabalho, me deixa sozinha.

LILIAN
Você não está bem…

NARA (ríspida)
Estou ótima. Por favor, saia.

LILIAN (perplexa)
Me desculpa.

Lilian sai e fecha a porta por fora. Nara abaixa a cabeça e a apoia entre as duas mãos; olha para a porta.

CORTA PARA

CENA 17. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. DIA.

Lilian volta para a estação. Vê Zu pegar um copo de água no bebedouro e se junta a ela.

ZU
Menina, já vi a palhaçada da Isolda com você/

LILIAN
Quero mais que ela se exploda. Pior foi a Nara. Me botou pra correr e nem me deixou falar.

ZU
Se for o que me falaram no zap, senta, que vem bomba. Ela botou o marido pra fora de casa. Pediu a separação.

LILIAN (chocada)
Como é que é?

ZU
Acusou o pobre coitado de trair com tudo que é atriz do canal do Ruggero. Até a garota da Mundo Jovem cheia de seguidores entrou na roda.

Isolda ouve a conversa e se aproxima de Zu e Lilian.

ISOLDA
Então o casamento acabou?

LILIAN
E lá vai você postar no portal, né?

ISOLDA
(falsa) Claro que não. Não tá mais aqui quem falou. Fui! (se afasta)

LILIAN
Víbora! Ai, ela me dá raiva!

Zu repara no sorriso malicioso de Isolda.

ZU
Olha lá. Ela tá rindo. Aposto que armou pra separar os dois.

LILIAN
Vou dar uma volta, antes que sente a mão na cara dela.

ZU
Vou com você.

Lilian e Zu saem para o corredor externo.

CORTA PARA

CENA 18. CASA DE HAILA. SALA. INT. DIA.

Ambiente decorado com tons de azul claro nas paredes. Há um móvel abaixo da janela com alguns vasos de flores. Sala pouco espaçosa, mas confortável.

Renato e Haila namoram no sofá, abraçados e aos beijos.

HAILA
Faz tempo que não fico grudadinha assim com você sem ser no ensaio ou no estúdio.

RENATO
É a correria. Turnê, gravação, entrevista pra caramba.

HAILA
O que me deixa muito feliz. (pausa) É por isso que a gente deu certo.

RENATO
Não é todo mundo que entende a vida de cantor. Toda hora tem que viajar, tem compromisso.

HAILA
Mas eu, sim. Vida de tiete também não é fácil. Você lembra quando começamos a namorar?

RENATO
Ficou plantada por uma semana no portão do estádio, esperando por um lugar perto do palco.

HAILA
Larguei duas entrevistas de emprego e um concurso da prefeitura só pra te acompanhar e não me arrependo. Você me puxou pro palco e me beijou. Me pediu em namoro, ali na frente de um montão de gente. E eu quase desmaiei. (pausa) E hoje?

RENATO
Vou tirar fotos pra capa do CD. Depois tem reunião com o empresário e mais um ensaio pra turnê.

HAILA
As meninas lá do fã clube estão com a macaca por causa do vídeo do ensaio que vazou na internet. Já deu mais de sessenta mil visualizações. Imagina quando saírem os clipes. (Renato fica cabisbaixo) A turnê já é sucesso. Fico tão feliz por você, meu amor. (nota a tristeza em Renato) Que cara é essa, Rê? Falei alguma coisa errada?

RENATO
Não. É coisa minha. Esquece. Vou dar uma volta e depois vou direto pra banda.

Renato e Haila se levantam. Ele a beija.

HAILA
Te encontro no ensaio?

RENATO
Pode ser. (força sorriso) Vou adorar.

Renato pega a mochila do chão. Haila o acompanha até a porta. Depois que ele sai, ela fecha a porta e fica preocupada.

CORTA PARA

CENA 19. REDE SONHO DE TELEVISÃO. ESTÚDIO. SALA DE REUNIÕES. INT. DIA.

CLOSE em Mônica, transbordante de felicidade.

MÔNICA
Eu? Protagonista?

CAM em plano médio foca em Júlio de frente para ela, ambos de pé.

JÚLIO
Agora é oficial. Seu nome vai ser divulgado ainda hoje. Você é a nova estrela da novela.

MÔNICA
Só quero ver a cara do babaca do Sérgio quando descobrir que não pode comigo. Mônica Fischer, estrela! Ai, amei!

Ela pula em Júlio e lhe rouba um beijo.

JÚLIO
Passou no teste e conseguiu o papel. Agora é a sua vez de mostrar a que veio.

MÔNICA
Ao topo, claro! Doe a quem doer… ao topo!

CORTA PARA

CENA 20. CASA DE BENJAMIN. SALA. INT. DIA.

Benjamin se prepara para sair e pega objetos sobre a mesa. O celular toca.

BENJAMIN (atende)
Alô, Haila?

HAILA (VO, telefone)
Tudo bom, Benjamin?

BENJAMIN
Comigo tudo bem. E com vocês?

HAILA (VO, telefone)
Mais ou menos. O Renato…

BENJAMIN
Não vai me dizer que ele…

HAILA (VO, telefone)
A crise voltou. Preferi te avisar antes que/

BENJAMIN
Fez muito bem. Fica de olho e me liga se precisar.

Benjamin preocupado com o estado de Renato. Raúla entra sem bater. Ela o abraça e beija no rosto.

RAÚLA
Papai, que bom te ver! Quem é?

BENJAMIN
A Haila. (ao celular) A Raúla chegou. Depois a gente se fala mais.

HAILA (VO, telefone)
Manda beijo pra ela.

BENJAMIN (a Raúla)
Ela te mandou um beijo.

RAÚLA
Manda outro.

BENJAMIN (ao celular)
Ela te mandou outro. Até logo!

HAILA (VO, telefone)
Tchau!

Benjamin desliga o celular e pega na mão de Raúla. Ambos se sentam no sofá.

BENJAMIN
Seu irmão entrou em depressão.

CORTA PARA

CENA 21. REDE SONHO DE TELEVISÃO. FRENTE. EXT. DIA.

=== SONOPLASTIA: O Descobridor dos Sete Mares – Lulu Santos ===

Letreiro: “Mais tarde”. Imagem da fachada da emissora de TV.

CORTA PARA

CENA 22. REDE SONHO DE TELEVISÃO. GARAGEM. EXT. DIA.

Breno estaciona o carro numa vaga. Ele e César saem do veículo e conversam sorridentes pelo caminho.

CÉSAR
De volta ao começo! Seja o que Deus quiser.

BRENO
César Rinaldi: mais forte do que nunca.

CÉSAR
Não fica me adulando, ou vou ficar me achando.

À frente, Raúla fecha o porta-malas. Quando se vira para ir ao estúdio, dá de cara com César. Sorriem um para o outro.

=== MÚSICA MAIS BAIXA ===

RAÚLA
Uau! Você por aqui?

CÉSAR
A sorte é minha. (pausa) Deixa eu te apresentar meu amigo Breno.

BRENO
Encantado!

Breno e Raúla trocam beijos de rosto. Mônica observa discretamente por trás de um carro ao longe.

RAÚLA
Sou Raúla.

BRENO
Vou deixar vocês dois conversando. Com licença. (se afasta)

RAÚLA
Seu amigo é um barato. Mas me fala de você. O que veio fazer aqui?

CÉSAR
Novela. Vou fazer a próxima do Sérgio. Você também?

RAÚLA
Quem dera. Não tenho talento pra isso, não. Vou gravar um programa.

=== SONOPLASTIA: SUSPENSE ===

CAM por trás de Mônica, que observa César e Raúla ao longe.

MÔNICA
Interessante! Então ele vai ser meu novo par? (CLOSE em Mônica) Gostei. Pois agora ele vai ser meu. Só meu. (sorri maldosa)

Efeito de fim de capítulo: imagem de Mônica congela; efeito de flash de fotografia; imagem fica em preto e branco.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr
  • Excelente capítulo. Gosto da velocidade como conduz a história. Ahhhh, Raúla😍😍😍 e esta Isolda é uma manipuladora de primeira (terrível)!!!

  • Que capítulo! É impressão minha ou aumentou a velocidade da história? Tranquilamente, você poderia fazer o público ficar mais irritado com a manipulação baixa da Isolda com a Nara por mais alguns capítulos, mas entregou logo de cara a separação de mocinha com o Sérgio! O que significa que deve ainda ter muito história para rolar nessa trama! Lilian bem que poderia sentar a mão na cobra! Sou contra violência até contra demônios como esse! Mas a gente tá na ficção, né? Então vale tudo! É bom que limpa a alma! hahaha

    Pensei que o César havia gostado da Lílian também, mas quem teve a sorte grande foi a Raúla! Das 3 é a que possui a personalidade mais forte! Coragem para ele! Fiquei pensando em como eu escreveria essa cena? Hahaha eu faria umas 3 falas pedagógicas contextualizando o movimento feminista que Raúla diz possuir hahahah para depois mostrar as relações entre #Cenúla. Sofro de verborragia! Mas amo.

    Ainda Torço para Lílian encontrar alguém bacana! Breno talvez?

    Sofri muito com o Sérgio! Coitado! Eu espero que ele não desconte em Nara, outra vítima dessa história! Mais uma vez que ódio dessa Isolda! Até o nome dessa criatura faz juz a ela! Horrendo! Já a Mônica é uma bisca completa, convenhamos.

    Ruggero foi responsável pela morte do filho? Indiretamente? Do que o rapaz morreu? Como? Não pode dar um spoiler? rsrsrs. Imagine quando Melita descobrir tudo! Cenões prevejo!

    Mas para mim a cereja dessa capítulo foi o gancho do personagem Renato. Perdi meu DJ favorito em 2018 de Pancreatite vulgo suícidio! E mano era o Avicii cara! O cara era foda demais e morrer desse jeito! Porém é uma realidade! As pessoas pensam que ser hiperpopular, famoso é bom, mas tudo tem seu preço. A autocobrança é gigantesca! Depressão crônica se instaura e dps nem a medicalização basta. Torço para que esse personagem seja aprofundado e essa questão explorada. Sorte para Haila!

    Senti falta da obsessão de Jairo! Júlio dei grazadeus !

    Muito bom. Ansiosa para o 5º capítulo!

  • LEIA TAMBÉM

    >
    Rolar para o topo
    Suporte Cyber TV
    Precisa de ajuda?
    Olá!
    Como podemos lhe ajudar?
    Estamos sempre disponíveis.
    Powered by