Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Escândalo – Capítulo 06

CENA 01. MANSÃO DE RUGGERO. SALA. INT. NOITE.

Continuação imediata do capítulo anterior.

Ruggero e Lilian trocam um aperto de mãos. Ele olha atentamente para a moça, de cima a baixo.

LILIAN
Que missão é essa que o senhor tem pra mim?

RUGGERO
Algo que preparei pro seu pai. Como ele não está mais entre nós, só você pode realizar meu maior desejo. Me acompanhe.

Ruggero se vira de costas e sai para o escritório. Lilian o segue.

CORTA PARA

CENA 02. BOATE. SALÃO. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA: Louca – Alice Caymmi ===

César e Raúla estão abraçados. Um paparazzo tira fotos deles com o celular. Raúla tenta pegar uma taça de drinque em cima do balcão, mas ele a beija. Segundos depois, Raúla interrompe o beijo.

RAÚLA
Me espera um pouquinho?

CÉSAR (tenta beijá-la de novo)
Ah, não! Fica comigo.

RAÚLA
Tenho que ir ao toalete. É rápido.

CÉSAR
Tá bom, mas não demora.

Raúla se solta dos braços dele e acaricia-lhe rapidamente o rosto. Ela vai até o banheiro. César olha para todos os cantos e bebe um gole de coquetel de sua taça. De outro canto, Mônica vai até ele.

MÔNICA
Você não morre tão cedo.

CÉSAR
Estou com uma amiga.

O mesmo paparazzo tira novas fotos de César com Mônica.

MÔNICA (ao mesmo tempo)
Amiga? Sei… Eu vi os dois aos beijos.

CÉSAR
É, eu tô a fim dela. E você? Veio com alguém?

MÔNICA
Quem dera? Tô sozinha como vim ao mundo. Mas se quiser me fazer companhia até sua… bem, até ela voltar…

CÉSAR
Ela só deu uma saída e já volta.

MÔNICA
Não tenho ciúmes. (ri) Eu não mordo.

Raúla volta do banheiro e se junta a César e Mônica.

RAÚLA
Voltei. (abraça César de lado) Não vai me apresentar sua amiga, César?

CÉSAR
Ela não/

MÔNICA
Mônica. Mônica Fischer. Você ainda vai ouvir falar muito de mim.

RAÚLA
Talvez. Sou Raúla.

MÔNICA
Sim, a modelo. (pausa) Acho que vou lá dançar. Até mais, César.

Mônica vai para a pista de dança. Raúla estranha o comportamento da outra.

RAÚLA
Que mulher esquisita! Aí tem.

CÉSAR
Esquece ela. Fica grudada em mim, que eu gosto mais.

=== SONOPLASTIA: Ai Ai Ai – Vanessa da Mata ===

CAM em Mônica, que dança de forma provocante. Vários homens se juntam em volta dela; assobiam. O paparazzo tira fotos dela.

CAM em César e Raúla. Esta fica passada com o jeito vulgar de Mônica; César curte o que vê.

RAÚLA (V.O.)
Que garota mais vulgar! Conheço bem esse tipinho.

CORTA PARA

CENA 03. MANSÃO DE RUGGERO. ESCRITÓRIO. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA OFF ===

Ruggero e Lilian sentados à mesa. Ele explica o seu objetivo com o trabalho dela.

RUGGERO
Com o tempo de jornalismo que você já tem, percebeu a grandiosidade de tudo que construí ao longo de sessenta anos. Redes de televisão, emissoras de rádio, canais de streaming na internet, jornais, revistas… Além de você, poucos têm a real dimensão do que produzo todos os dias através de meus empregados. Os melhores apresentadores, os melhores atores, roteiristas, técnicos; os melhores jornalistas. (pausa) É verdade que você não está entre eles… ainda. É uma pena que esteja na equipe da Nara Veloso, uma pessoa que não me cai bem, como você sabe. (pausa) O que tenho pra você é maior que isso tudo; é um projeto faraônico.

LILIAN (após segundos de silêncio)
Estou assustada. Que projeto é esse, afinal?

CLOSES alternados entre Ruggero e Lilian. Suspense.

CORTA PARA

CENA 04. APARTAMENTO DE NARA. SALA. INT. NOITE.

Laura conversa com Nara no sofá, enquanto a empregada serve café para elas. Nara agradece. A empregada sai da sala. Laura e Nara se servem de café nas xícaras.

LAURA
Minha filha te falou que está em reunião na mansão do Ruggero?

NARA
Não.

LAURA
Imaginei. Ela sabia que você não ia aprovar.

NARA
Não aprovo mesmo. Ele deve estar tentando alguma coisa pra tirar a Lilian de mim e colocar no jornaleco marrom dele.

LAURA
Pelo que ela comentou comigo, parece ser outra coisa. Dizem que o velho está à beira da morte. Minha intuição diz que ele quer que ela escreva a biografia dele, alguma coisa desse tipo.

NARA
Megalomaníaco como é, não duvido. Mas ninguém falou sobre ele estar doente. A Isolda e a Lilian são sempre as primeiras a descobrir.

LAURA
Vai ver que ele não quer que espalhem.

NARA
Sei não. A mim, Ruggero não engana. Ele é capaz de fingir que ser uma coisa que não é só pra pegar a caça. É o próprio lobo mau.

LAURA
Que exagero, Nara!

NARA
É senso de realidade, isso sim. Não vê? Que faltou justamente quando eu mais precisava. Debaixo do meu teto.

LAURA
Do que está falando?

NARA
Descobri que o Sérgio me traía com as atrizes de onde trabalha. Lilian não te contou?

LAURA
Contou, mas eu me recuso a acreditar. Como foi que descobriu? Você viu o Sérgio com alguém?

NARA
Não, mas uma amiga da maior confiança viu.

LAURA
Você já conversou com ele…?

NARA
Preferi cortar o mal pela raiz. Me separei. (Laura chocada) Aceito qualquer coisa, menos traição.

LAURA
Mas você não acha que está indo longe demais? Como você mesma disse, não viu o Sérgio com outra. Será que a palavra de uma amiga vale mais do que a do seu marido?

Nara pensativa.

CORTA PARA

CENA 05. MANSÃO DE RUGGERO. ESCRITÓRIO. INT. NOITE.

Ruggero e Lilian continuam a conversa da cena 03.

LILIAN
Uma biografia?

RUGGERO
Isso mesmo que você ouviu. Uma biografia. Um projeto grandioso para eternizar meu nome na história da imprensa e do entretenimento brasileiro; aliás, mundial.

LILIAN
Mas tem vários escritores mais experientes e capacitados que desejam uma oportunidade assim.

RUGGERO
Quero você. Como filha de jornalista de grande estima, que foi alguém que honrou meu nome na devida dimensão gigante que tenho, você é a pessoa perfeita para o cargo.

LILIAN
Sabe o que é? Me pegou de surpresa. (pausa) Não sei se devo aceitar.

RUGGERO
Por respeito a você e ao finado Luciano, vou dar uma semana pra pensar. Desejo muito que aceite. Eu sei do que você é capaz e estou te dando a grande chance da sua carreira.

LILIAN (insegura)
Uma semana… Agradecida.

CLOSES alternados entre Lilian e Ruggero.

CORTA PARA

CENA 06. APARTAMENTO DE RAÚLA. SALA. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA: SENSUAL ===

Raúla e César entram aos beijos. Ele tenta acender a luz, mas é impedido por ela.

RAÚLA
Não acende, não. No escuro é mais gostoso.

CÉSAR
Já que quer assim…

Raúla e César, sem interromper o beijo, seguem até o sofá. Eles se deitam, com ele por cima. Beijo mais ardente.

=== SONOPLASTIA OFF ===

CORTA PARA

CENA 07. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA. INT. NOITE.

Laura e Benjamin entram. Ela acende a luz, e ele fecha a porta.

BENJAMIN
A noite está ótima. Quente como eu gosto.

LAURA
Deus me livre! Não suporto o calor do verão. Pior que aqui, só no Rio. Quer um copo d’água?

BENJAMIN
Por favor.

LAURA
Vem comigo.

Laura e Benjamin andam até a cozinha.

CORTA PARA

CENA 08. APARTAMENTO DE LILIAN. COZINHA. INT. NOITE.

Laura e Benjamin entram. Ele se encosta à mesa. Laura pega dois copos. Depois pega uma garrafa de água na geladeira e enche os copos.

LAURA (enquanto isso)
Estou pasma com a Nara.

BENJAMIN
Por quê? Ela é sempre tão centrada.

LAURA
Eu também pensava. Você acredita que ela rompeu com o Sérgio por causa de fofocas? Falaram pra ela que o Sérgio mantinha casos com as atrizes.

Laura entrega um dos copos a Benjamin e fica com o outro. Eles bebem aos goles entre uma fala e outra.

BENJAMIN
Mas ele sempre me pareceu um homem muito sério.

LAURA
Ele é. Tentei argumentar, mas a Nara por pouco não me colocou pra fora.

BENJAMIN
Laura, a atitude dela não faz o menor sentido.

LAURA
É isso o que mais me inquieta. Ela prefere acreditar numa amiga qualquer a confiar no marido.

BENJAMIN
Uma amiga convincente e manipuladora…

LAURA
Será? Aff, já não sei de mais nada. (põe o copo vazio sobre a pia) Tem outra coisa me deixando com orelha em pé.

BENJAMIN
Sua filha?

LAURA
Ela mesma. Está numa entrevista com Ruggero Fontana.

BENJAMIN
E isso é ruim? Ele sempre gostou do trabalho do Luciano. Mais do que natural ele querer sua filha agora.

LAURA
Isso é o de menos. Sinto que tem alguma coisa estranha no chamado dele.

CORTA PARA

CENA 09. APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. NOITE.

Sérgio assiste a um filme na TV, deitado no sofá.

Na TELA, dois jovens namorados se olham apaixonados. Aproximam suas cabeças lentamente. Toca música romântica. Bocas bem juntas e preparadas para um beijo.

Sérgio se chateia e desliga a TV. Levanta-se do sofá e joga o controle remoto sobre as almofadas.

=== SONOPLASTIA: DRAMÁTICA ===

Anda entristecido até a estante de bebidas. Enche um copo de vodca. Bebe um gole. Tem um ataque de ira e joga o copo com o resto de vodca contra uma parede, quebrando o recipiente. Ajoelha-se no chão e chora copiosamente. Deita-se ali mesmo em posição fetal.

=== SONOPLASTIA OFF ===

CORTA PARA

CENA 10. PRÉDIO. FRENTE. EXT. NOITE.

Melita e Yoná saem do prédio, juntas. Yoná vê o carro de Melita mais à frente, na mesma calçada.

YONÁ
Melita, o carro já chegou.

MELITA
Vá você. (olha o relógio de pulso) Ruggero ainda deve estar em reunião com a Lilian. Vou aproveitar pra dar uma volta e pegar um ar. (dá uma pasta para Yoná) Leva pra mim, por favor.

YONÁ
Deixo lá e espero você.

MELITA
Pode ser. A gente se fala.

Yoná segue em direção ao carro, onde entra. Melita fica na mesma posição e observa a movimentação na calçada. O carro parte com Yoná. Melita segue no sentido contrário.

CORTA PARA

CENA 11. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA. INT. NOITE.

Laura leva Benjamin até a porta de saída.

LAURA
Fala pro Renato que eu estou torcendo por ele e que pode me procurar caso precise de um carinho de mãe.

BENJAMIN
Falo sim.

Laura abre a porta para ele. Lilian aparece e entra.

LILIAN
Benjamin, você por aqui?

BENJAMIN (troca beijos com Lilian)
Você voltando, e eu de saída.

LILIAN
Ah, fica mais um pouco.

BENJAMIN
Bem que eu gostaria, mas tenho que voltar pra casa. Fica pra próxima.

LILIAN
Vou cobrar.

BENJAMIN (ri)
Estou em dívida. Tenham uma boa noite.

LAURA
Você também.

LILIAN (ao mesmo tempo)
Tchau!

Benjamin sai. Lilian e Laura acenam, e ele entra no elevador. Lilian fecha a porta. Laura a abraça e a encaminha para o sofá, onde sentam.

LAURA
Voltou rápido, filha.

LILIAN
Ruggero é daqueles que vão direto ao ponto.

LAURA
E o que ele queria?

LILIAN
Quer que eu escreva uma biografia dele.

LAURA
Foi o que imaginamos, lembra? E você?

LILIAN
Fiquei de pensar. Não sei se posso. (pausa) Eu tô insegura, mãe. Tem alguma coisa me dizendo que não é uma boa.

CORTA PARA

CENA 12. RUA. EXT. NOITE.

Melita anda pensativa pela calçada. Olha as lojas, a movimentação de pessoas. Para em frente à vitrine de uma loja de vestidos de noiva. Vê com carinho e nostalgia o vestido do manequim do meio.

CAM alternada entre o vestido e o rosto de Melita, durante cinco segundos.

=== SONOPLASTIA: Nada Vai Mudar o Nosso Amor – Jerry Adriani ===

CAM em Benjamin no outro lado da rua. Ele tira o paletó e o carrega com dois dedos por cima do ombro. Observa a movimentação dos carros.

CAM por trás de Benjamin. Ele para de andar ao ver Melita de costas em frente a loja. CAM nele, de frente. Benjamin reconhece Melita e presta atenção a ela.

CAM foca Melita de perto e Benjamin ao fundo. Ele anda até a faixa de pedestres. O sinal abre para ele. Enquanto Benjamin atravessa pela faixa, Melita segue caminho sem vê-lo. Benjamin tenta ir atrás dela. Melita entra em um táxi e parte. Benjamin parado e pensativo.

CENA 13. MANSÃO DE RUGGERO. CORREDOR. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA OFF ===

Ciro e Yoná se agarram e beijam encostados à parede, enquanto conversam.

YONÁ
Doutor Ruggero pode nos pegar.

CIRO
Ele está trancado com o filho morto no escritório. Não sai de lá tão cedo.

YONÁ
Tá, mas a Melita/

CIRO
Esquece a Melita. Me beija, gostosa.

YONÁ
Assim você me deixa louca.

CIRO
Do jeito que eu gosto.

MELITA (V.O.)
Arnaldo?

YONÁ
Ela chegou.

Yoná e Ciro se separam e se recompõem. Arnaldo, o mordomo, passa pelo corredor sem notar nada estranho e vai até a sala. Yoná o segue. Ciro se vira para o espelho e ajeita a gravata.

CORTA PARA

CENA 14. SÃO PAULO. AVENIDA CELSO GARCIA. EXT. DIA.

=== SONOPLASTIA: Ne Me Quitte Pas – Maria Gadu ===

Amanhece. CAM superior focaliza o engarrafamento; o sinal fica vermelho para os carros, e os pedestres cruzam a faixa.

CORTA PARA

CENA 15. SÃO PAULO. TEMPLO DE SALOMÃO. FRENTE. EXT. DIA.

=== SONOPLASTIA EM FADE ===

Lilian e Nando chegam ao local e conversam.

LILIAN
Trouxe o equipamento, Nando?

NANDO
Tá tudo aqui.

LILIAN
Que bom! Tomara que dê tudo certo. A entrevista faz parte da pauta de março, e você sabe como fica a Nara com as reportagens de capa.

NANDO
Uma fera.

LILIAN
Né? Peraí um minuto. (pega uma garrafa de água da bolsa, bebe um gole e coloca o objeto de volta no lugar) Pronto, podemos. Por onde a gente entra?

NANDO (aponta para a entrada principal)
Por aqui mesmo.

Eles andam até o templo e ali entram.

CORTA PARA

CENA 16. APARTAMENTO DE RAÚLA. SALA. INT. DIA.

César dorme de barriga pra baixo no chão, coberto apenas por um lençol sobre o traseiro. Acorda lentamente. Procura por Raúla, mas ela não está. Ao se levantar, enrola-se com o lençol e vê um bilhete sobre a mesinha de centro.

RAÚLA (V.O.)
A noite foi boa. Quando sair, deixa a chave na portaria. Beijos.

César vê uma marca de beijo no canto do papel e sente o cheiro de perfume. Faz expressão de agrado. Põe o bilhete sobre a mesinha e caça as roupas pelo chão.

CORTA PARA

CENA 17. APARTAMENTO DE MÔNICA. QUARTO. INT. DIA.

Mônica sentada em frente à penteadeira. Ela passa sombra nos olhos. Assim que deixa a sombra no estojo de maquiagem e pega o batom, o celular dá um toque de notificação. Ela reluta em pegar o aparelho e começa a passar batom. Outro toque. Mônica pega o celular e vê que é uma mensagem de voz de Isolda acompanhada de uma foto de Mônica com César. Ela ativa a mensagem.

ISOLDA (voz)
Você não perde tempo, hein, amada?! Ponto cheio pra você. Assim vai muito longe. A mídia tá toda ouriçada pra conhecer Mônica Fischer. Beijinho da Isolda.

Mônica aperta o celular contra o tórax e sorri confiante.

CORTA RÁPIDO PARA

CENA 18. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. DIA.

Cerca de vinte pessoas espalhadas pelo recinto, trabalhando ou conversando em grupos. Zu e Pedro conversam na estação dele. O notebook está com o navegador aberto na página do portal da Bomba!. Na TELA, fotos de César com Raúla e com Mônica, com os escritos: “A nova estrela da Rede Sonho se esbalda na noite paulistana e rouba a cena de Raúla Negri”. Embaixo da manchete, em letras menores: “por Isolda Calderón”.

ZU
A Rah mal começou a sair com esse cara, e a mexicana de meia tigela já tá jogando ele pra essa piriguete aí. A Lili não pode nem sonhar com isso.

PEDRO
Por que não?

ZU
Ela diz que não, mas também tá a fim dele.

Isolda entra, e Zu disfarça a conversa. Isolda anda até a estação dela.

ISOLDA
Bonjour, meus amores. Hoje ninguém me tira a paz. Zu, olha minha pele de pêssego. O jornalismo renova as mulheres, sabia?

ZU
É… pena que paraíso astral dura pouco.

ISOLDA
Tua praga não me pega.

ZU
Não é praga. Aprende, Isolda: astrologia é ciência, queira você ou não.

ISOLDA
Aff, não vou ficar discutindo com você. A Nara é mais interessante. Fui! (anda até a sala de Nara)

ZU (a Pedro)
A maior puxa-saco que conheço. Você viu a Lili?

PEDRO
Não, mas o Nando falou que ia com ela pra uma entrevista numa igreja… esqueci o nome.

A conversa segue em OFF.

CORTA PARA

CENA 19. SÃO PAULO. TEMPLO DE SALOMÃO. SALA DE REUNIÕES. DIA.

Lilian sentada à mesa de frente para Cristiane Cardoso. Nando está de pé próximo a elas, com uma câmera fotográfica nas mãos. Entrevista em curso.

CRISTIANE CARDOSO
A mulher pode e deve se empoderar, mas não pode esquecer que Deus está no comando. Muitas de nós têm se perdido no desejo de conquistar o que é de direito. Elas se separam logo na primeira crise no casamento, abortam, abandonam seus filhos, agridem o próximo… Buscam uma espécie de realização que só a aprisionam ainda mais na vaidade, na soberba, na mentira. Lilian, não existe empoderamento sem Deus.

LILIAN
E como podemos buscar esse empoderamento? Que dicas você poderia dar?

CRISTIANE CARDOSO
Temos diversas reuniões, e ensinamos todos os passos para formar mulheres felizes, completas e realizadas. Temos a Terapia do Amor às quintas-feiras; a Reunião das Mulheres; o Intellimen. Ali os homens são ensinados a conviver melhor com a vida com Deus e com nós mulheres… Sempre que quiser, o Templo e as igrejas estarão de portas abertas pra vocês.

CORTA PARA

CENA 20. SÃO PAULO. AVENIDA CELSO GARCIA. CARRO DE NANDO. EXT. DIA.

CAM à frente do carro. Nando na direção e Lilian no banco do carona. Nando coloca a maleta com o equipamento de fotografia no banco de trás.

NANDO
Você não acreditou na balela da filha do pastor, não é?

LILIAN
Ai, não fala assim. Não podemos julgar, é a crença dela. Algumas leitoras vão concordar, outras não.

NANDO
Acho tudo muito careta. Igreja não é pra mim.

LILIAN
Minha crença é outra, mas tento respeitar todas elas e até mesmo quem não segue nenhuma. Sou jornalista e lido com todo tipo de gente. E a gente tem que separar as coisas, né?

NANDO
Tá bom. Não tá mais aqui quem falou. (liga o carro)

LILIAN
(sorri) Ai, não fica assim. Você sabe que eu te adoro. (beija Nando no rosto)

CAM no lado de fora do carro. O veículo parte.

CORTA PARA

CENA 21. APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. DIA.

Sérgio bêbado e sentado no chão perto da estante de bebidas. Breno entra distraído. Tira o paletó e joga no sofá. Abre as cortinas. Sérgio solta um grunhido. Breno se vira para ele e se desespera. Vê cinco garrafas de bebidas vazias pelo chão e socorre Sérgio.

BRENO
O que você fez? Tá querendo se matar por causa da Nara?

SÉRGIO
Eu quero ela de volta.

Breno levanta Sérgio e o carrega pro banheiro.

BRENO
Ela não te merece. Puts, que fedor! Vai pro chuveiro agora.

Os dois saem de cena.

CORTA PARA

CENA 22. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. DIA.

Lilian e Nando entram na redação aos risos. Nara vem do corredor.

NARA
Que bom que já voltaram. Lilian, vem, que eu quero dar uma palavrinha com você. E você, Nando, fica aí, que já vou te chamar.

Lilian segue Nara para a sala desta. Isolda, na sua estação, se intromete. Nando vai ao bebedouro e pega um copo de água.

ISOLDA
O que será que a madame quer com o fotógrafo chato de galocha?

NANDO
Não te interessa. Cuida do teu trabalho aí.

ISOLDA
Nossa! Tá putinho? Pena que essa água não é benta.

NANDO
Ainda bem, se não eu jogava na sua cara. (sai)

ISOLDA
A Lili arrasta ele pra igreja, e eu que tomo? Aff, esse mundo me dá ânsia. (a Zu, na estação de Pedro) Ô, Zuleide?

ZU
Já disse pra não me chamar de Zuleide. Eu odeio esse nome. O que você quer?

ISOLDA (anda até onde está Zu)
Você deve saber do segredinho da Lili, não sabe? Me falaram que ela saiu ontem de noite e que ninguém viu.

ZU
E eu com isso? Ela faz o que quer da vida dela.

ISOLDA
Ah, mas você é amiga, ela te conta as coisas. E você, Pedro?

PEDRO
Me deixa fora dessa.

ISOLDA
Vocês são tudo panelinha mesmo. Eu vou descobrir onde é que a loira se esconde.

CORTA PARA

CENA 23. CASA DE BENJAMIN. SALA DE JANTAR. INT. DIA.

Benjamin distraído à mesa. Raúla e Laura conversam enquanto tomam café da manhã.

LAURA
Ela ficou de dar resposta do Ruggero sobre esse trabalho.

RAÚLA
Dou a maior força.

LAURA
Eu também.

RAÚLA
Ela tem que aceitar. Já pensou? Minha amiga reconhecida como a biógrafa do Ruggero, o maior empresário de TV brasileira, mais reconhecido e amado que Chatô e Boni juntos.

BENJAMIN
Melita…

RAÚLA (confusa)
Hein? Quem é Melita?

BENJAMIN (desperta)
Filha, falou comigo?

CLOSES alternados entre Raúla, Benjamin e a sorridente Laura.

CORTA PARA

CENA 24. REVISTA DE FOFOCAS. SALA DE NARA. INT. DIA.

Nara e Lilian conversam à mesa.

LILIAN
Não tem do que se desculpar.

NARA
Tem, sim. Fui arrogante e estúpida. Não tinha o direito de jogar em você meu problema com Sérgio.

LILIAN
Não tem problema, é sério. Já esqueci.

NARA
Já que é assim… Estou com vergonha até agora. (pausa) Mas o que queria conversar com você é sobre outra coisa. Sua mãe comentou comigo sobre o Ruggero.

LILIAN
É, ele me chamou pra trabalhar pra ele… na biografia.

NARA
Não concordo com isso, mas… (pausa) O que você decidiu?

Suspense. Expectativa. CLOSES alternados entre Lilian e Nara.

Efeito de fim de capítulo: imagem de Nara congela; efeito de flash de fotografia; imagem fica em preto e branco.

POSTADO POR

Marcelo Delpkin

Marcelo Delpkin

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo