Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Escândalo – Capítulo 23

CENA 01. APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. NOITE.

César continua a conversa com Lilian.

LILIAN
Só não entendi uma coisa. Por que você teve que fugir pra Europa? Você tentou enfrentar o Ruggero depois que teu pai morreu?

CÉSAR
Um dia eu vi aquele desgraçado rindo da morte do meu pai. O ódio me subiu à cabeça, e me deu vontade de jogar tudo na cara dele… Ele chegou perto de mim, me deu um tapa e me mandou embora da Sonho.

LILIAN
Nossa!

CÉSAR
Depois a Joyce Dantas, uma fofoqueira maldita como a Isolda, soltou uma nota dizendo que o Ruggero estava tramando contra mim. O Breno confirmou. Não pensei duas vezes e fugi. Fui pra Portugal e lá tentei refazer minha vida.

LILIAN
Então foi por isso… Aqui disseram que você tinha esnobado a chance que o Ruggero deu e que achava que iria pra Hollywood.

CÉSAR
Balela. É verdade que tive convites pros States, mas não como contaram por aqui.

César e Lilian se entreolham. Ela fica assustada.

CORTA PARA

CENA 02. MANSÃO DE RUGGERO. QUARTO DE RUGGERO. INT. NOITE.

Melita entra no quarto. Ruggero está deitado com Fausto, que está sentado na cama.

MELITA
E aí? Como ele está?

FAUSTO
A doença se agravou, mas não tanto quanto imaginei. Melhor assim.

RUGGERO
Estou muito bem. (a Melita) Quem ligou?

MELITA
Uma mulher. Queria falar com você.

RUGGERO
Deixou recado?

MELITA
Não. Disse que liga outro dia. (a Fausto) Alguma receita nova?

FAUSTO
Não. Continua tudo como está. (se levanta; a Ruggero) Nada de fortes emoções.

RUGGERO
Impossível.

MELITA
Levo você lá embaixo.

Melita sai com Fausto. Ruggero resmunga.

CORTA PARA

CENA 03. APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. NOITE.

Lilian e César de pé, perto do sofá.

LILIAN
Como tá se sentindo?

CÉSAR
Bem melhor. Essa história já estava me sufocando.

LILIAN
Viu como foi bom dividir comigo? Eu estou de fora e posso juntar as provas com calma. Posso te dar uma certeza: esse crime não vai ficar por isso mesmo.

CÉSAR
Toma cuidado. Ele é muito perigoso.

LILIAN
Ele vai morrer em um mês. Não tem mais força pra nada. Te garanto que ele está na época de refletir sobre tudo que fez na vida. Deixa comigo e esquece o ódio que tem do Ruggero. Não fica sofrendo mais com isso. Confia em mim?

CÉSAR (após um tempo)
Tá bom. Confio.

Lilian e César se beijam.

CORTA PARA

CENA 04. PRÉDIO DE BRENO. FRENTE. EXT. NOITE.

=== SONOPLASTIA: Parce Que Je T’Aime Plus Que Moi – Mike Brant ===

César leva Lilian ao portão. Eles se beijam com amor durante quase um minuto. Enquanto isso, um paparazzo aparece e tira fotos deles. Ela abre o portão e sai, olhando e sorrindo para César. Este corresponde. Lilian vai embora pela calçada. César olha pra ela do portão por uns instantes. Depois fecha o portão e entra na recepção.

CORTA PARA

CENA 05. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA. INT. NOITE.

Lilian entra. Fecha a porta e se encosta à parede, distraída nos pensamentos. Enrola os braços cruzados em seus ombros e se esfrega na parede até ficar ajoelhada. Sorri.

CORTA PARA

CENA 06. SÃO PAULO. AVENIDA PAULISTA. EXT. DIA.

=== MÚSICA MUDA PARA Bad Guy – Billie Eilish ===

Amanhece. Imagem do trânsito em FAST MOTION.

CORTA PARA

CENA 07. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. DIA.

=== SONOPLASTIA OFF ===

Isolda e Michele veem uma foto de César e Lilian juntos na tela do notebook da primeira.

ISOLDA (furiosa)
Esses dois tavam separados… e agora tão juntos de novo?

MICHELE
Pra ver, né? Os artistas são de lua. Cada dia, fazem uma coisa diferente.

ISOLDA
Mas isso não vai ficar assim.

MICHELE
O que vai fazer?

ISOLDA
O que já devia ter feito faz tempo.

Isolda se levanta e vai à sala de Nara. Michele continua olhando a foto.

CORTA PARA

CENA 08. REVISTA DE FOFOCAS. SALA DE NARA. INT. DIA.

Isolda e Nara conversam à mesa.

NARA
Por que acha que o Sérgio tem a ver com isso?

ISOLDA
Pensa. A vadia tá do lado do teu ex. O César é o protagonista da novela e não deu certo com a Mônica. Pra abafar o caso, o Sérgio juntou o galã com a Lilizinha.

NARA
Só não entendo o porquê disso.

ISOLDA
O canalha do Sérgio odeia a Mônica, sempre odiou. Aproveitou que a Lilizinha tá perto do César e juntou os dois pra te atingir, pra dar uma de coitado e esfregar na mídia que você é que a oferecida da história.

NARA
Pensando por esse lado, até que tem um fundo de verdade. Até quando ele vai continuar estragando a minha vida?

ISOLDA
Não é? (pausa) Como é que tá a papelada do divórcio?

NARA
O advogado falou que sai em poucos dias. Até que enfim.

ISOLDA
Torcendo por você.

NARA
É, eu sei. Assim que me livrar de vez do Sérgio, vou pedir o Nando em casamento. Não quero mais esperar.

ISOLDA
Sério? Não é muito rápido?

NARA
Já não tenho mais idade pra esperar que as coisas aconteçam na minha vida. Quero sim, o quanto antes.

ISOLDA
Te apoio pro que der e vier.

NARA
Obrigada. (envolve as mãos de Isolda nas suas) Se não fosse você comigo, nem sei como seria. Talvez continuasse a ser enganada pelo safado do meu ex-marido, pela Lilian… Faz uma nota sobre ela e o César, mas sem citar o Sérgio. Não quero que ele faça escândalo por causa disso.

ISOLDA
Se prefere assim, quem sou eu pra discordar? Com licença. (solta as mãos das de Nara) Tô lotada de fofocas.

NARA
Oba! Quero a revista bombando!

Isolda se levanta e sai. Nara pensativa.

FADE OUT.

CENA 09. CENÁRIOS DIVERSOS.

=== SONOPLASTIA: Many Shades of Black – Adele ===

FADE IN. Os shots se alternam entre CORTES DESCONTÍNUOS.

PRAÇA. EXT. DIA.
– Lilian e César se abraçam e se beijam felizes. Ela pula nos braços dele; giram juntos.

APARTAMENTO DE LILIAN. SALA DE JANTAR. EXT. DIA.
– Laura sentada à mesa, de frente para Milton. Um olha e sorri para o outro.

MANSÃO DE RUGGERO. SALA. INT. DIA.
– Melita ajuda Ruggero, que está passando mal, a descer as escadas. Fausto os espera de pé, perto da porta. Os três saem juntos.

CASA DE MIGUEL. SALA. INT. DIA.
– César e Norma entram com Miguel. Este se senta no sofá. César põe a mão no ombro direito de Miguel. Norma reprova com o olhar.

CASA DE CIRO. SALA. INT. NOITE.
– Lilian conversa com Pedro e Zu. Ciro entra. Os outros três disfarçam, e Ciro fica desconfiado.

APARTAMENTO DE MÁRCIO. SALA. INT. NOITE.
– Márcio fala ao celular sorridente.

RUA. EXT. NOITE.
– Mônica vê César e se aproxima dele. César não quer conversar com ela. Mônica rouba um beijo e leva uma bronca dele em OFF. César vai embora. Mônica com raiva.

REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. NOITE
– Pedro fala ao celular. Isolda aparece sorrateiramente e presta atenção à conversa.

APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. NOITE.
– Lilian conversa com Breno em OFF. Breno tenso e preocupado.

MANSÃO DE RUGGERO. ESCRITÓRIO. INT. DIA.
– Ruggero chora ao olhar para a foto de Miguel na juventude. Lilian entra, e Ruggero guarda a foto rapidamente. Lilian curiosa.

APARTAMENTO DE MÁRCIO. SALA. INT. DIA.
– Lilian, Márcio e Miguel se olham pensativos.

PRÉDIO DE RAÚLA. FRENTE. EXT. NOITE.
– Raúla se encontra com Breno e o abraça carinhosamente. Eles são fotografados por um paparazzo.

CASA DE HAILA. QUARTO DE HAILA. INT. NOITE.
– Renato chora copiosamente; está de pé, perto da janela. CORTA. Pega um vidro de perfume e joga na parede.

RUA. EXT. NOITE.
– Jairo anda atrás de Lilian e a agarra pelo braço. Tenta beijá-la à força e leva um empurrão. Lilian vai embora. Jairo tenta agarrá-la de novo, mas César se põe à frente e dá um soco em Jairo.

REDE SONHO DE TELEVISÃO. ESTÚDIO. CORREDOR. INT. NOITE.
– Mônica anda furiosa. Ciro vem do outro lado e aborda a moça. Ela se interessa por Ciro, com quem troca olhares. Ciro vai embora. Mônica morde o lábio inferior.

REVISTA DE FOFOCAS. BANHEIRO FEMININO. INT. NOITE.
– Isolda e Lígia cochicham em OFF, em frente ao espelho.

FADE OFF.

CENA 10. REVISTA DE FOFOCAS. REDAÇÃO. INT. NOITE.

=== SONOPLASTIA EM FADE ===

FADE IN. Pedro está sozinho, sentado à estação. Ele fala ao celular com Lilian.

PEDRO
Todo mundo já foi. Fiquei aqui pra terminar uma nota. E o César?

LILIAN (V.O., telefone)
Terminou de contar tudo que tava entalado. Você acredita que o Ruggero botou o diretor pra espiar todos os passos do César, depois que ele voltou?

PEDRO
O Júlio Vega?

LILIAN (V.O., telefone)
Não, ele não. O Tony.

=== SONOPLASTIA: SUSPENSE ===

Lígia entra sem ser vista por Pedro e ouve a conversa dele.

PEDRO
Meu irmão chegou a falar esse nome lá em casa, mas nem liguei. Então era isso… Se essa história vaza, nem sei o que o Ruggero faz com o César.

LILIAN (V.O., telefone)
Vira essa boca pra lá.

PEDRO
O velho é capaz de qualquer coisa. Matou o pai dele, fez o César sumir do Brasil… (Lígia chocada)

LILIAN (V.O., telefone)
Sem falar no que fez com o Miguel.

PEDRO
Uma bomba atrás da outra. (Lígia sai sorrateiramente) A gente vai ter que se preparar pro pior.

LILIAN (V.O., telefone)
Nem me fala. Tô grilada com tudo que descobrimos e sei que tem mais escondido por aí.

CORTA PARA

CENA 11. APARTAMENTO DE ISOLDA. COZINHA. INT. NOITE.

Isolda prepara tapioca na frigideira enquanto fala ao celular com Lígia.

ISOLDA
(surpresa) Conta isso direito. (tempo) Não te falei que ele tava cheio de segredinhos com a Lili? Fala mais. (tempo) Que safada! Como é que ela esconde da gente um bafafá do Ruggero? Dá capa de revista. Mas já sei o que vou fazer.

A conversa continua em FADE.

CORTA PARA

CENA 12. APARTAMENTO DE RAÚLA. SALA. INT. NOITE.

Raúla está com um buquê de flores na mão. Agradece ao entregador e fecha a porta. Haila se levanta do sofá, contente.

HAILA
O admirador está mesmo apaixonado.

RAÚLA
Meu quarto já tá lotado de flores dele. Você viu, né?

HAILA
Vi, sim. Vamos! Lê aí o que ele escreveu.

Raúla coloca o buquê em cima da mesa e pega o envelope com a mensagem.

RAÚLA (lê)
Boa noite, meu amor. Mando estas lindas flores pra mostrar o quanto te amo, te desejo e te venero. Estou verdadeiramente obcecado por tua presença. Hoje te vi na rua, sabia? Estava com um homem. Confesso que fiquei com ciúmes. Pensei por um momento em… Esquece. É que te quero só pra mim. Um dia, quando tomar coragem, me revelo pra você; mas, por favor, não fique com ninguém até lá. Sou capaz de matar… de amor. Somos um do outro. Te amo muito.

Raúla e Haila ficam encafifadas. Haila pega a mensagem de Raúla e relê silenciosamente. Raúla sem reação.

HAILA
Que homem foi esse que esteve com você? Teu irmão? Teu pai?

RAÚLA
O Breno.

HAILA
O Breno? Que estranho! Não é por nada, não, mas esse admirador… Deixa pra lá.

RAÚLA
Agora fala.

HAILA
Você não achou essa mensagem meio esquisita?

RAÚLA
Achei. Ele deve ter me visto com o Breno e ficado incomodado. Ele mesmo escreveu na mensagem. (sorri) Vai passar.

HAILA
Tomara.

Raúla pega o buquê e leva pra dentro. Haila pensativa.

CENA 13. RUA. EXT. NOITE.

Mônica anda pela calçada e fala ao celular com Isolda.

MÔNICA
Tá bom, já sei o que fazer. Você promete que vai dar certo, né, Isolda?

ISOLDA (V.O., telefone)
Se fizer como te falei, vai. Depende de você agora.

MÔNICA
Por mim, o César nunca mais me escapa.

ISOLDA (V.O., telefone)
É assim que se fala. Depois me liga.

Mônica desliga o celular e o guarda na bolsa.

CORTA PARA

CENA 14. APARTAMENTO DE BRENO. SALA. INT. NOITE.

Breno anda distraído de um lado pro outro enquanto Sérgio fala, sentado no sofá.

SÉRGIO
Depois de amanhã, vida nova! Minha casa está pronta. Já coloquei quase todos os móveis. (nota Breno distraído) Breno, tá me ouvindo?

BRENO (desperta)
Estou sim. É que fiquei preocupado com uma coisa.

SÉRGIO
Comigo? Espero não/

BRENO
Você não. (se aproxima de Sérgio) Você já ouviu falar na Romina Bogardo?

SÉRGIO
Tem uma atriz com esse nome. Ela é italiana, não é?

BRENO
Romena, de Bucareste. Teve um caso com o César há um tempo. Pra ele foi só uma mulher a mais, mas pra ela foi o amor de toda a vida.

SÉRGIO
Ela não fez nenhuma loucura, não, né?

BRENO
Ainda não, mas pode fazer. Tá vindo pro Brasil.

SÉRGIO
Ela te falou?

BRENO
Ela, não. Um amigo em comum. O César e a Lilian vão ter problemas. A Romina é louca por ele.

SÉRGIO
Pois eu acho que outra pessoa vai criar um problema ainda maior.

BRENO
Quem?

SÉRGIO
A Mônica.

BRENO
Puts! É verdade. Se a Mônica se mete com a Romina… Nem te conto.

Breno preocupado. Sérgio olha pensativo para o primeiro.

CORTA PARA

CENA 15. RUA. EXT. NOITE.

César anda pela calçada. Mônica vem pelo outro lado. Quando vê César, atravessa a rua e se aproxima dele.

MÔNICA
César?

CÉSAR
Se quer me amolar, vai embora.

MÔNICA
Não precisa ser grosso. Só quero falar com você.

CÉSAR
A gente não tem nada pra falar.

MÔNICA
Poxa, César! A gente precisa se resolver, não acha? Te amo, caramba! Vai deixar que briguinhas de ciúmes acabem com o que a gente tem de bom?

CÉSAR
É exatamente esse o problema. Não suporto ciúmes.

MÔNICA
Se tiver paciência comigo, eu aprendo a me controlar, mas não me deixa. Tô morrendo de saudade. Fica sem graça te beijar só na novela. Vamos conversar num lugar reservado se quiser.

CÉSAR
Tá bom. Só não posso demorar porque estão me esperando.

César e Mônica andam juntos pela calçada.

CORTA PARA

CENA 16. CASA DE ZU. QUARTO DE ZU. INT. NOITE.

Zu entra em um site chamado Casa do Cupido. Na tela do notebook aparecem fotos de homens.

ZU
Um pior que o outro. Droga! Acho que tô condenada a morrer sozinha. (pensa) Já sei.

=== SONOPLASTIA: CÔMICA ===

Ela se levanta e vai até a penteadeira. Pega uma vela e uma caixa de fósforos na gaveta. Acende a vela no altarzinho ao lado da penteadeira. Pega a imagem de Santo Antônio e a coloca de cabeça pra baixo dentro do copo com água.

ZU
O senhor vai ficar de castigo até me arrumar um namorado. E tenho dito.

Zu se ajoelha e começa a orar silenciosamente com as mãos juntas.

=== SONOPLASTIA OFF ===

CORTA PARA

CENA 17. RUA. EXT. NOITE.

Rua isolada. César e Mônica sentados num banco na calçada.

CÉSAR
Já estou firme com outra.

MÔNICA
Com a Lilian, né? Então separa.

CÉSAR
Não posso fazer isso.

MÔNICA
Não só pode, como vai. Você já magoou tanta mulher por aí. Ela é só mais uma.

CÉSAR
É exatamente isso que não quero mais fazer.

MÔNICA
Só uma última vez. E você combina mais comigo do que com ela. A Lilian não é pra você.

CÉSAR
Tem quem que achar isso sou eu, não acha?

MÔNICA
Eu sei que você só está com ela por gratidão.

CÉSAR
Por gratidão? De onde tirou isso?

MÔNICA
Não interessa. Fiquei sabendo que ela está te ajudando no seu problema com o Ruggero.

=== SONOPLASTIA: TENSÃO ===

CÉSAR
Ela te falou alguma coisa?

MÔNICA
Não. Nem tenho estado com ela.

CÉSAR
O Pedro?

MÔNICA
Não adianta querer achar o culpado nem ficar nervoso. Se quiser manter seu segredinho, vai ter que voltar pra mim.

CÉSAR
À base de chantagem, não.

MÔNICA
É pegar ou largar.

César e Mônica se entreolham. César revoltado.

=== SONOPLASTIA OFF ===

CORTA PARA

CENA 18. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA. INT. NOITE.

Lilian está deitada no sofá lendo uma revista. O interfone toca. Ela coloca a revista na mesinha de centro. Vai pro CORREDOR e atende.

LILIAN
Oi? (pausa) Quem? (pausa) Manda ele subir. Obrigada.

Lilian desliga o interfone e volta pra sala inquieta e curiosa. Vai até a janela e olha pra fora. Segundos. Toca a campainha. Lilian abre a porta para Renato, que entra chorando e a abraça.

LILIAN
O que é isso, Rê?

RENATO
Lili, me ajuda.

LILIAN
(fecha a porta) Vem. (aponta pro sofá; ambos se sentam) O que aconteceu?

RENATO
Minha vida, que é uma droga.

LILIAN
Não fala assim. Deita aí, que eu vou chamar/

RENATO
Não! Fica comigo.

Renato se deita no sofá. Lilian se ajoelha de frente pra ele e o consola.

CORTA PARA

CENA 19. APARTAMENTO DE ISOLDA. QUARTO DE ISOLDA. INT. NOITE.

Isolda fala ao celular com Mônica. Está de pijama, sentada na cama.

ISOLDA
Viu? Sabia que ele ia cair fácil, fácil. Ele tem muito o que esconder.

MÔNICA (V.O., telefone)
E a Lilizinha?

ISOLDA
Já era. Agora fica livre pro Jairo reconquistar, né, amore? Vou pensar num jeito de facilitar as coisas pra ele.

MÔNICA (V.O., telefone)
Tinha que ver a cara que o César ficou quando joguei a história na cara dele. Vai sobrar pro amigo daquela sonsa. Já vou te avisando.

ISOLDA
Imagino a cena. O César entrando na redação e sentando um soco na cara do Pedroca. Aí ele conta pro irmão advogado, e daí vai pro vovô da Sonho. (ri)

MÔNICA (V.O., telefone)
Não sei se te interessa, mas o irmão do Pedro é um tipão, hein!?

ISOLDA
Já entrevistei o Ciro. Não faz o meu tipo, mas se quiser manter um caso com ele, manda ver. Escondido, tá?

MÔNICA (V.O., telefone)
Claro. Escondido é mais gostoso.

ISOLDA
Ui! Que safada! (gargalha)

CORTA PARA

CENA 20. APARTAMENTO DE LILIAN. SALA. INT. NOITE.

Luzes apagadas, exceto a de um abajur na mesinha ao lado do sofá. Renato está dormindo. Lilian sentada na poltrona. Laura entra risonha e animada. Lilian faz sinal de silêncio e aponta para Renato. Lilian se aproxima, e elas cochicham.

LAURA
O que ele tá fazendo aqui?

LILIAN
Teve outra crise. Só que agora acho que foi pior.

LAURA
Será que ele brigou com alguém e por isso veio pra cá?

LILIAN
Não sei. Ele não quis falar.

LAURA
Ligou pro Benjamin?

LILIAN
O Renato não quis. Aí dei um chá de camomila e esperei ele dormir. Aí você chegou. A gente devia chamar o médico.

LAURA
Vou ligar pro Benjamin lá de dentro e peço pra ele vir com o doutor Fábio.

Lilian confirma com a cabeça. Laura sai pelo corredor. Lilian preocupada.

CORTA PARA

CENA 21. CASA DE BENJAMIN. SALA. INT. NOITE.

Benjamin fala aflito ao celular.

BENJAMIN
Não, ele não passou aqui em casa. (tempo) Ainda bem que ele foi pra aí e que sua filha ficou com ele. (tempo) Mais uma daquelas crises. (tempo) Pior? (pausa) É, ele tem se sentido derrotado. Disse pra Haila que não está feliz com a vida que leva. (tempo) O sucesso nem sempre é só coisa boa, né? Desgasta demais. Eu mesmo sou prova disso. (tempo) Se ele acordar, não fala que estou indo pra aí. (tempo) Não, não vou falar com elas. Não quero que se preocupem a essa hora da noite. (tempo) Obrigado, meu anjo.

Benjamin desliga o celular e o guarda no bolso do paletó, preocupado. Pega a carteira em cima da mesa e sai de casa.

CORTA PARA

CENA 22. CASA DE MIGUEL. FRENTE. EXT. DIA.

=== SONOPLASTIA: Prelude Pour Piano – Saint-Preux ===

Amanhece. Imagem da frente da casa. Um casal de jovens passeia na calçada. A moça está com um cachorro na coleira.

CORTA. Márcio entra pelo portão e anda até a porta principal.

CORTA PARA

CENA 23. CASA DE MIGUEL. SALA. INT. DIA.

=== SONOPLASTIA OFF ===

Miguel abre a porta para Márcio entrar. Eles trocam um abraço.

MÁRCIO
Como é que está o braço?

MIGUEL
Melhorando. Daqui a uns quinze dias, tiro a tipoia.

MÁRCIO
Tem mais alguém aí?

MIGUEL
Não. A Norma foi no supermercado, e o Guilherme foi fazer uma prova pra ver se consegue um emprego. Devem demorar. Aceita um café?

MÁRCIO
Não, obrigado. Já tomei. (ambos se sentam no sofá) Vim ver mesmo como está, se precisa de ajuda.

MIGUEL
Eu sempre preciso de ajuda, não é? Agora você conhece minha vida dura e miserável. O dinheiro que ganho quase não dá pra nada.

MÁRCIO
Pois foi por isso mesmo que vim te convidar pra tocar na orquestra de uma amiga minha, a Flora.

MIGUEL
Não sei se é uma boa. Não conheço essa moça.

MÁRCIO
Te garanto que é uma amiga da melhor qualidade. Contei a sua história pra ela e/

MIGUEL (nervoso)
Você contou?

MÁRCIO
Ela prometeu guardar segredo. É uma boa mulher, assim como a Lilian. Além disso, você vai receber mais e trabalhar menos. Pensa na oportunidade.

MIGUEL
Querer, eu quero, mas se descobrem quem eu sou de verdade, eu estou acabado.

MÁRCIO
Será que não é melhor que descubram? Teu pai está morrendo. Não quer dar pra ele o direito de saber que está vivo?

MIGUEL (tom)
Nunca! O filho do Ruggero Fontana está morto. O que sobrou é o farrapo humano que está na tua frente.

CORTA RÁPIDO PARA

CENA 24. CASA DE MIGUEL. QUINTAL. EXT. DIA.

=== SONOPLASTIA: TENSÃO ===

Norma ouve a conversa atrás da porta e fica perplexa com o que ouve. Ela se afasta em direção ao portão e fala a si mesma.

NORMA
Não pode ser. (pensa) Se isso é verdade, eu sou nora do Ruggero Fontana… (raiva) Esses anos todos na pindaíba e agora descubro que o traste do meu marido… é podre… de rico. Como eu fui burra! Mas ele vai ver só o que tenho pra ele. (encara a CAM)

=== SONOPLASTIA OFF ===

Efeito de fim de capítulo: imagem de Norma congela; efeito de flash de fotografia; imagem fica em preto e branco.

POSTADO POR

Marcelo Delpkin

Marcelo Delpkin

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo