Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Estação Medicina Especial – #6 – Conheça mais sobre Goram, Heloísa, Suzy e Themise

 

GORAM GUAJAJARAS/GIOVANE MOÇA.  Nascido em São Paulo no ano de 1997.  Aos cinco anos de idade, presenciou o assassinato dos pais a mando do irmão mais velho Mateus e seu amante Bernardo, sendo sequestrado logo em seguida para que um álibi fosse sedimentado e depois que as investigações policiais terminaram sobre seu paradeiro, ele foi atirado a própria sorte num rio com altas correntezas, a intenção era matá-lo. A sorte foi que ele ficou preso em rochas e foi encontrado por Iracema que tinha ido vender roupas em outra tribo. Ele foi levado para uma comunidade indigena e depois da família de Iracema não encontrar ninguém responsável em cidades vizinhas, foi oficializado como um Guajajara e recebeu o nome de Goram.

Mas apesar dele ter sobrevivo e ser adotado por uma nova família, ele jamais se esqueceu de seu passado. Aos 10 anos de idade, um feiticeiro, numa festa após a fartura de uma colheita, sentiu uma energia muito negativa vindo dele e sugeriu a Pajé, líder religioso local, que o menino saísse dali para não contaminar os outros. Pajé o manteve até quando numa confusão sobre caça animal, guerreiros resolveram matar gatos selvagens para alimentação e o jovem saiu na defesa deles, uma vez que, o estoque de peixes estava cheio. O resultado foi um acidente, Goram acabou fazendo um homem de seu povo se desequilibrar de um alto de um penhasco e não resistir. Na época, ele tinha 12 anos.

Depois disso, ele e sua família se mudaram para Boa Vista, capital de Roraima, onde os pais Raoni, seus avós de criação moravam e puderam recomeçar a vida por lá. Vieram os compromissos da cidade grande como os estudos e por admiração ao Pajé, Goram decidiu ser médico, mas engana-se quem pensa que ele escolheu a faculdade Olimpius por ser a melhor do país na capital Paulista, escolheu a instituição porque ela pertencia a sua antiga família, àquela que lhe foi arrancada brutalmente e juntamente com ela o direito de viver uma infância feliz. Agora em São Paulo, depois de terminar o namoro margarina com Yara, ele lida com o desejo de vingança e o amor de Heloísa, mas mal sabe que uma hora essas duas histórias irão se entrelaçar e ele terá que escolher um delas. Até onde ele irá por sua sede de justiça? Até que ponto permanecerá com sua ética?

 

***

HELOÍSA BRAGA. Nascida em Poços de Caldas em Minas Gerais no ano de 1999, a jovem sempre foi, desde pequena, a crânio da família, aprendeu a ler aos 3 anos, aos 5 devorava os livros de matemática das séries subsequentes e quando entrou no primário auxiliava os alunos de outros anos na biblioteca de sua escola. Participou de Olímpiadas de exatas e se tornou a garota exemplar do colégio e que toda família sempre teve como troféu, mas estar nesta posição nunca foi confortável, dado que ela sempre sentia estranha a jovens de sua idade, além quanto a um pensamento técnico, mas para trás na maior parte do tempo, afinal deixava de viver experiências e por isso sempre foi muito isolada do resto do pessoal, a sorte foi que por muito tempo teve Lisiane, uma nerd porra louca, quatro anos mais velha que também era isolada pelas suas excentricidades. Juntas, elas tentavam simular uma vida normal, mas fracassavam muito, então Lisiane se formou e sumiu por uns bons tempos, não era muito de redes sociais, além do mais, a família dela havia se mudado para Belo Horizonte. Dois anos depois, quando Heloísa a reencontrou, ela estava diferente, mais sociável e nunca mais se conectaram da mesma forma. Agora fechada em seu quarto, a jovem viveu muito tempo para os estudos até finalmente conseguir passar em medicina, um sonho desde o colegial e iria morar em São Paulo, na capital, tendo chance de recuperar o tempo perdido. Que tudo não venha de uma única vez e ela se perca com tanta informação, ela já cobra muito para ser quem é! Para não dizer que sua vida sempre foi mecanizada, ela tinha algumas habilidades culinárias, desde muito cedo, por aprender com sua avó materna e isso criou uma conexão muito forte com seu irmão Bernardo que adorava provar seus quitutes, ele é bem mais velho que ela e com o tempo construíram um vínculo forte, mas que foi interrompido depois que o irmão se casou com Mateus Moça, herdeiro de uma famosa família paulista. Hoje, Heloísa vive um romancinho com Goram e mal sabe que Bernardo é um dos assassinos dos pais do jovem.

***

SUZY YAMAMOTO. Carioca de nascença, desde 1998, agora é colega de rep de Heloísa. Desde muito pequena, a jovem nipônica, era bem espevitada e contrariava as tradições de sua família. No aniversário de cinco anos de uma priminha, ela simplesmente descobriu que estourar bexigas levava a si mesma ao riso, então se acho no direito de estourar todas as bexigas da festa, mesmo levando cascudos de sua mãe e fazendo as crianças correrem de medo pelo barulho. Anos mais tardes, por volta dos onze, ela conseguiu convencer surpreendentemente pessoas na Avenida Atlanta a comprarem quase 200 balas para ajudar uma amiga de sua mãe em situação de vulnerabilidade financeira, sendo que a própria mal conseguia vender 100 por dia. Aos 14, enquanto suas amigas sofriam com boys lixos, ela escolhia homens a dedos e muitas vezes preferia curtir a própria solidão. Mas a situação de leveza, desprendimento e autenticidade não se aplicava a todos as esferas de sua vida, com duas, isso não existia, sua profissão e seu gênero. Suzy tinha um certo encantamento por Medicina e ter passado alguns anos de cursinho a levaram até lá, foi um momento da sua vida que teve que andar na linha, só que o que ela vai descobrir não ser sua verdadeira paixão e vocação, aliás, ela já sabe que não é, só não tem coragem de assumir as consequências disso para si. Seu futuro está no cantar, algo que desde pequena sempre amou, não era raridade se trancar no quarto para vocalizar as músicas famosinhas do momento. Sua relação com gênero ainda é um mistério e vamos acompanhar as descobertas juntos, mas isso a deixa muito disfórica com o corpo, esperamos que numa dessas rejeições ela não cometa danos irreversíveis.

***

 

THEMISE GUAJAJARA. Paulista, nascida em 2001. É Filha de Adelaide e Hugo e irmã mais velha de Laurinha, nunca foi muito vaidosa, sempre foi uma jovem muito do lar, ajuda sua mãe com atividades domésticas, faz as compras para o seu pai, ensina a irmã com as lições, no entanto e para ela? O que ela faz para si mesma? A triste realidade é que sempre se esqueceu de si mesma, tanto que sonha em médica, mas as condições financeiras de sua família a impede e ela se estaciona, então parte de sua admiração mora aí, outra é uma paixão que nutre pelo rapaz, mesmo antes de se conhecerem quando ele veio para estudar Olímpius, isso porque ela já se simpatizava com fotos que Raoni mandava a irmã Adelaide. Mas ela é moral e não fará nada para afastar Goram de outras pretendentes como Heloísa, por exemplo. Prefere sofrer calada. É bem afastada da cultura de seus antepassados, todavia, tem uma paixão pela natureza e por todo desenvolvimento ecossustentável, só não se arrisca ao vegetarianismo, dado seu amor pelas carnes. Irá ajudar Goram em seu plano de vingança, mas temendo muito as insanidades que ele irá cometer em nome disso.

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Charlotte Marx

Charlotte Marx

>