logo

Excelcior – Capítulo 12

Excelsior

Novela de Débora Costa

Escrita Por

Débora Costa

Colaboração

Tainá Andaluz

Revisão de Texto

Cristina Ravela

Marcelo Delpkin

Direção

Wellyngton Vianna

Núcleo

Cyber TV

Personagens desse capítulo

Alicia

Amber

Arthur

Brenda

Eliza

Jaqueline

Lidiane

Luciana

Margareth

Melanie

Norma

Sarah

Tadeu

Théo

William

Yorrane

Cena 1/Int./Casa de Eliza/Sala/Dia.

ELIZA

Minha filha, você tem certeza que quer ir morar naquela casa? Com aquelas pessoas?

SARAH

Tenho sim, mãe. Principalmente depois da atitude da tal Jaqueline.

ELIZA

Eu, sinceramente, não gostaria de ir, mas como disse estou do seu lado. Mas quero ficar na tal casa de hóspedes que o Arthur falou. Se você quiser ficar na casa, no quarto do seu pai, não vou me importar.

SARAH

Eu vou ficar com você.

ELIZA

Então vamos arrumar nossas coisas depois do café.

Eliza e Sarah se abraçam.

Cena 2/Int./Mansão Blackwell/Suíte de Amber/Dia.

Brenda está consolando Amber, que chora no colo da irmã.

BRENDA

Você tem que se acalmar, Amber.

AMBER

(chora com raiva) Não foi o seu marido que foi encontrado morto em um motel, algemado na cama, porque estava te traindo com uma vagabunda qualquer.

Arthur e Théo entram. Amber se senta, enxuga as lágrimas, fica séria.

AMBER

Papai, eu não quero que essa história vaze por aí. Dá um jeito de calar a imprensa e quem mais for necessário! 

ARTHUR

Vou tentar, minha filha. A imprensa está ainda mais em cima de nós, depois que seu tio morreu.

BRENDA

Isso é verdade.

AMBER

E eu não quero que Vinicius tenha velório! Será algo rápido, e ele vai ser cremado.

ARTHUR

Ficou louca, minha filha? Ele tem família.

AMBER

(nervosa) Que está longe daqui! Essa decisão quem toma sou eu! E não acho que ele mereça velório. Vinicius morreu me traindo!

ARTHUR

Mas Amber/

Théo interrompe Arthur.

THÉO

Pode deixar, papai. Eu cuido disso.

Théo e Amber se olham. Théo se abaixa perto de Amber e segura a mão dela.

THÉO

Vai ser do jeito que você quer, Amber. Eu pessoalmente vou cuidar para que ele não tenha velório e seja cremado.

Théo abraça Amber, que fecha os olhos e chora.

Cena 3/Int./Mansão Blackwell/Sala/Dia.

Margareth entra. Melanie se aproxima e a abraça.

MELANIE

Mamãe! Que bom que você chegou.

MARGARETH

Eu soube o que aconteceu, minha filha. Arthur me ligou. É lamentável. Como está a minha neta?

MELANIE

Amber está constrangida e revoltada.

MARGARETH

O que é natural.

William se aproxima e beija o rosto de Margareth.

WILLIAM

Como vai, mamãe?

MARGARETH

Bem, meu querido, e você?

WILLIAM

Bem também. Já soube o que aconteceu?

MARGARETH

Arthur me contou antes de eu chegar.

Amber, Arthur e Théo descem as escadas. Margareth se aproxima de Amber e segura as mãos dela.

MARGARETH

Sinto muito pelo que aconteceu, Amber.

AMBER

(séria) Eu não, vovó. Se Vinicius morreu assim, foi porque mereceu.

Cena 4/Int./Mais Tarde – Faculdade/Pátio/Dia.

Yorrane está usando uniforme de chef de cozinha, sentada fazendo algumas anotações. Théo se aproxima correndo, cansado.

THÉO

Estou muito atrasado? Tive que fazer algumas coisas antes de vir para cá.

YORRANE

Não, a aula vai começar daqui a pouco.

Yorrane se levanta. Théo recuperando o fôlego, admira Yorrane e sorri.

THÉO

Você ficou linda assim.

YORRANE

(sorri) Obrigada. Quero ver como você vai ficar.

THÉO

Vou ter que usar isso mesmo?

YORRANE

Vai. Então vai tirar suas roupas, Armani, e colocar o uniforme de gastronomia da faculdade.

Théo sai. Alguns minutos depois, Yorrane o espera sentada. Théo se aproxima usando o uniforme. Yorrane se levanta. Théo não está gostando do uniforme.

THÉO

(decepcionado) Fiquei péssimo nisso.

YORRANE

Não ficou, eu adorei.

THÉO

Mesmo?

YORRANE

Claro! Nunca pensei que te veria assim, mas ficou muito bonito.

THÉO

(sorri cínico) Se você gostou, já me sinto melhor.

YORRANE

Então vamos logo! Se a gente se atrasar um segundo que seja, a professora não deixa mais entrar na sala.

Théo e Yorrane saem. Um dos alunos olha em volta, disfarça, olha no celular as fotos que tirou de Théo e Yorrane e vai atrás deles.

Cena 5/Int./Faculdade/Laboratório de Gastronomia/Dia.

Théo e Yorrane estão lado a lado. Yorrane está cortando legumes. Théo está despejando macarrão no escorredor, quando queima a mão e solta a panela no chão. Isso chama a atenção da sala.

YORRANE

(ri debochada) Não acredito nisso, Théo! Você está bem?

THÉO

(sem graça) Não, me queimei todo.

YORRANE

Não exagera. Deixa ver sua mão.

Yorrane segura a mão de Théo, que olha Yorrane com sentimento.

YORRANE

Não foi nada demais, mas é melhor você colocar alguma coisa ai.

Théo e Yorrane se olham. Théo beija Yorrane ea professora se aproxima.

PROFESSORA

(brava) Aqui não é lugar de beijinhos, e mais atenção no que faz, Théo!

THÉO

Olha aqui/

Yorrane interrompe Théo.

YORRANE

Desculpa, professora, vamos tomar mais cuidado.

A professora se afasta.

YORRANE

Nunca discuta com ela; aliás, coloca o rei que tem aí dentro para dormir. Às vezes é bom.

THÉO

Você me perdoa?

YORRANE

Vamos prestar atenção na aula.

THÉO

Só fala isso, você me perdoa?

YORRANE

(sorri) Perdoo. (séria) Mas não mente pra mim de novo.

Théo beija o rosto de Yorrane, está feliz.

THÉO

Pode deixar, nunca mais minto pra você.

Théo e Yorrane voltam a preparar o prato. O aluno que estava tirando fotos deles sai do laboratório.

Cena 6/Int./Faculdade/Lanchonete/Dia.

Luciana está sentada, usando óculos de sol, tomando um suco. O aluno se aproxima.

LUCIANA

Conseguiu tirar fotos deles?

ALUNO

Primeiro me paga.

Luciana dá dinheiro ao aluno, que entrega o celular para Luciana.

ALUNO

Tirei muitas fotos dos dois. Agora eu vou pra minha aula.

O aluno sai. Luciana começa a olhar as fotos, sorrindo vitoriosa.

LUCIANA

Jaqueline precisa ver isso.

Cena 7/Int./Mansão Blackwell/Casa de hospedes/Sala/Dia.

Alicia e William entram se beijando. William afasta Alicia.

WILLIAM

(ofegante) Alicia, você está ficando louca mesmo. Todos estão em casa.

ALICIA

O que torna tudo mais excitante. (sexy) I want you, William. (Eu quero você, William).

William sorri malicioso, puxa o cabelo de Alicia. Ela vibra, fecha os olhos. William beija o pescoço de Alicia.

WILLIAM

Assassina ordinária.

Alicia beija William, com o olhar fixo nos olhos de William. Começa a tirar roupa.

ALICIA

Eu fui má, William. Preciso de um castigo.

William gosta e puxa Alicia pela cintura.

WILLIAM

Vou dar o que você merece, vadia.

William e Alicia se beijam com desejo.

Cena 8/Int./Mansão Blackwell/Sala/Dia.

Eliza e Sarah entram. Margareth se aproxima, cumprimenta ambas com beijo no rosto e segura a mão de Sarah.

MARGARETH

Sejam bem-vindas.

SARAH

(sorri) Obrigada, vovó.

ELIZA

Obrigada, Margareth. Eu confesso que não estou à vontade aqui, mas aceitei a decisão da minha filha.

MARGARETH

E fez muito bem.

Arthur se aproxima.

ARTHUR

Que bom que já chegaram. Peço perdão por não ter ido buscar vocês, mas tive que ficar com a Amber.

ELIZA

Como ela está?

ARTHUR

Mais com raiva do que triste, e isso me preocupa.

Melanie se aproxima, sorri feliz, abraça Sarah.

MELANIE

Que bom ter você aqui! 

SARAH

Obrigada, Melanie.

Jaqueline desce as escadas. Todos ficam com receio.

JAQUELINE

(tom suave) Que bom que vocês estão aqui, pois tenho algo a dizer.

ARTHUR

Jaqueline, não começa.

JAQUELINE

(tom suave) Eu quero pedir perdão a Sarah e a Eliza.

Todos se espantam. Margareth sorri duvidando.

ARTHUR

É sério isso?

JAQUELINE

(tom suave) Claro que sim, meu amor. (Jaqueline segura o braço de Arthur) Eu fui uma tola. Fiquei com ciúmes bobo da Eliza e um pouco revoltada com o testamento do Walter, que descanse em paz. Parei para pensar e vi o quanto infantil estava sendo. Vocês me perdoam?

SARAH

Bem… Se você está sendo sincera, eu perdoo sim, claro.

ELIZA

Digo o mesmo.

JAQUELINE

(sorri) Obrigada. Sejam bem-vindas.

ARTHUR

Fico muito feliz com sua atitude, Jaqueline.

MARGARETH

Vamos ver até quando isso vai durar.

MELANIE

Eu vou mostrar a casa para vocês.

SARAH

Eu posso pegar uma caixa que trouxe no carro, antes de conhecer a casa?

MELANIE

Claro que sim, querida. Você vai ficar em qual quarto?

ELIZA

Nós vamos ficar na casa de hospedes.

MELANIE

Eu levo vocês lá, então.

SARAH

Não precisa. Eu sei onde fica. O tio Arthur me mostrou. Vou buscar a caixa e já volto.

Sarah sai. Eliza está desconfiada de Jaqueline.

Cena 9/Int./Mansão Blackwell/Casa de Hóspedes/Sala/Dia.

A sala está escura. William e Alicia estão fazendo amor no sofá. Sarah entra e acende a luz; então se assusta ao ver William e Alicia no sofá. Deixa a caixa cair. William e Alicia se sentam assustados. Alicia cobre os seios com sua blusa, enquanto William se cobre com uma toalha.

ALICIA

(nervosa) O que você está fazendo aqui?

Sarah não sabe o que falar, pois está sem ação.

SARAH

Eu vim guardar minhas coisas.

Alicia se levanta nervosa e fecha a porta. William se veste rapidamente.

ALICIA

(nervosa) Escuta aqui. Você não viu nada, entendeu?

WILLIAM

Exatamente. Não viu nada, porque se abrir a boca, pode ficar órfã de mãe também.

Sarah está imóvel, com vontade de chorar.

SARAH

Vocês não precisam me ameaçar, infelizmente eu vi uma coisa muito lamentável, nojenta/

Alicia segura forte o braço de Sarah.

ALICIA

(com raiva) Ninguém pediu sua opinião!

William tira o braço de Sarah da mão de Alicia.

WILLIAM

Você já resolveu o outro caso do seu jeito, Alicia. Agora deixa comigo.

Sarah se recompõe; encara William.

SARAH

Vocês podem ficar tranquilos, que não vou contar nada pra ninguém e nem me aproveitar disso.

WILLIAM

Ainda bem que você é inteligente, garota.

SARAH

Sou sensata, William. A vida é de vocês, a sujeira também, então façam o que quiserem.

ALICIA

Sai daqui! 

SARAH

Eu vou morar aqui, então vocês estão na minha casa; portanto… 

WILLIAM

Atrevida você, hein? Igual ao Walter.

ALICIA

Eu saio daqui a hora que bem entender!

WILLIAM

Vai, Alicia. Você sai, e eu vou depois.

Alicia pega as roupas do chão e vai a um canto para se vestir. William encara Sarah.

WILLIAM

Só reforçando: se você contar o que viu para alguém, estará abrindo a cova da sua mãe.

Sarah encara William com raiva; suspira.

Cena 10/Int./Mansão Blackwell/Cozinha/Dia.

Norma e Jaqueline estão conversando.

JAQUELINE

Você não sabe o esforço que tive que fazer, Norma. Mas valeu a pena. Todo mundo caiu. Eles acham que me arrependi.

NORMA

Ótima jogada, dona Jaqueline. Agora é só manter a calma sempre.

JAQUELINE

O difícil é me controlar.

Luciana entra. Jaqueline fica brava.

JAQUELINE

O que você está fazendo aqui?

LUCIANA

Eu preciso muito falar com a senhora. É sobre o Théo.

JAQUELINE

Fala logo.

LUCIANA

Tem que ser a sós.

NORMA

Já estou saindo. Qualquer coisa só me chamar, dona Jaqueline.

Norma sai, Luciana pega o celular.

LUCIANA

Dona Jaqueline, o Théo me despediu não porque eu o roubei, mas porque eu contei para a namorada dele que ele era dessa família.

JAQUELINE

Que namorada?

LUCIANA

O Théo está namorando a ex do meu irmão.

Jaqueline ri debochada.

JAQUELINE

E desde quando o meu filho anda pelo beco que você mora, garota?

LUCIANA

O nome dela é Yorrane, e ela ajuda a mãe dela no restaurante entregando marmitex. Ela faz faculdade de gastronomia, e o Théo também está fazendo, só pra ficar perto dela.

JAQUELINE

Luciana, acho melhor você parar de fumar maconha. Não está te fazendo bem.

Luciana entrega o celular para Jaqueline.

LUCIANA

A prova está aí. Essas fotos foram tiradas hoje.

Jaqueline vê as fotos de Théo e Yorrane juntos e fica com raiva.

JAQUELINE

Por que o meu filho está usando essa roupa ridícula? E beijando essa cozinheira?

LUCIANA

Théo está fazendo gastronomia, como te falei, e ela é a Yorrane.

JAQUELINE

(com raiva) Eu quero agora o endereço dela! Pobretona nenhuma vai estragar a vida do meu Théo!

Luciana sorri vitoriosa.

Cena 11/Ext./Mansão Blackwell/Jardim/Dia.

Sarah está pensativa. Pega o celular e coloca um vídeo onde aparecem Walter e ela fazendo brincadeiras. Sarah ri saudosa. Melanie se aproxima e fica emocionada ao ver Walter.

MELANIE

Que saudades do meu irmão!

SARAH

Ele faz falta mesmo. Embora meu pai tivesse aquele jeito fechado, tivemos bons momentos juntos.

MELANIE

Seu pai era o único que me dava atenção… Para meus irmãos eu só sirvo para organizar festas; mas o Walter sempre pedia minha opinião sobre que decisão tomar no grupo Blackwell. (chora) Ele faz muita falta.

Sarah abraça e consola Melanie. Alicia, que vinha passando pelojardim, fica com raiva e ciúmes ao ver Sarah e Melanie se abraçando.

Cena 12/Int./Mais Tarde – Restaurante de Lidiane/Dia.

O restaurante está vazio. As cadeiras estão em cima das mesas. Jaqueline entra e olha em volta com pouco caso. Lidiane se aproxima. Jaqueline está de costas para Lidiane.

LIDIANE

Pois não?

Jaqueline se vira para Lidiane, que se surpreende ao vê-la.

JAQUELINE

Eu quero falar com… Yorrane.

LIDIANE

A minha filha não está.

JAQUELINE

Ela vai demorar?

LIDIANE

Não sei. O que a senhora quer com ela?

JAQUELINE

Que ela deixe o meu filho em paz.

LIDIANE

A senhora está mal informada. Não é a minha filha que corre atrás do rapaz, mas é ele que vive por aqui, atrás da minha Yorrane.

JAQUELINE

A sua Yorrane pode se meter em muitos problemas se meu filho continuar com ela. Dê o meu recado a ela para que se afaste do Théo!

Jaqueline vai saindo.

LIDIANE

Não vou permitir que faça ameaças para minha filha.

Jaqueline volta e encara Lidiane.

JAQUELINE

E quem você pensa que é, para permitir ou não alguma coisa?

LIDIANE

Eu sou aquela que pode revelar o seu segredo, Jaqueline.

Jaqueline estranha, sorri sem entender.

JAQUELINE

Do que você está falando?

LIDIANE

Se você fizer algum mal para a Yorrane, eu conto pra todo mundo o que você fez.

JAQUELINE

(nervosa) Você é louca? Do que está falando?

LIDIANE

Antes de ter esse restaurante, eu era enfermeira.

Jaqueline se espanta, entendendo a ameaça de Lidiane.

JAQUELINE

E daí?

LIDIANE

E daí que eu estava lá quando trocaram a menina pelo menino.

JAQUELINE

Cala a boca!

LIDIANE

Se alguma coisa acontecer para a Yorrane, eu conto para seu marido que você teve uma menina e que trocou pelo menino.

JAQUELINE

(chora de raiva) Será a palavra de uma cozinheira, contra a minha! Você não tem provas!

LIDIANE

Eu tenho a menina que você não quis… Quando eu vi a menina sendo abandonada ali, igual um filhote de cachorro, não pensei duas vezes e trouxe ela para casa.

Jaqueline incrédula. As lágrimas escorrem pelo seu rosto.

JAQUELINE

Quer dizer que/

LIDIANE

Isso mesmo, a moça que você veio ameaçar é a filha que você não quis.

Jaqueline fica atônita.

Fim do Capítulo

padrao


Este conteúdo pertence ao seu respectivo autor e sua exposição está autorizada apenas para a Cyber TV.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr