Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Falsas Juras – Capítulo 27: Últimas Semanas

 

Cena 1- Apto de Aline / Sala / Int / Manhã

Continuação imediata do capítulo anterior.

 

A campainha toca. Aline se levanta e abre a porta.

Aline: Pois não?

Policial: Dona Aline?

Aline: Sim, sou eu. O que eu fiz de crime para vocês madrugarem na minha porta? Algum problema com meu filho, o Cauã?

Policial: A senhora está presa!!

Aline: Que palhaçada é essa? Vocês ficaram malucos? Só pode ser isso.

Policial: Acho melhor a senhora calar-se ou se complicará ainda mais.

Aline: Mas, eu posso ao menos saber porque estou sendo presa?

Policial: Você foi acusada de racismo contra uma vendedora.

Aline: Meu Deus, isso é uma injustiça. Não vê que isso é só um complô contra minha vida.

Policial: Você pode esclarecer isso para o delegado quando chegarmos lá.

Em Aline desesperada corta para.

 

Cena 2- Hospital / Quarto de Kelly / Int / Manhã

 

Suzana entra no quarto da amiga e senta-se ao seu lado.

Suzana: Aí amiga, quanto tempo sem te ver e quando nos encontramos, acho você neste estado.

Ela segura a mão de Kelly e chora.

Suzana: Queria poder contar com você nesta situação que estou vivendo. Eu sabia que não ia ser fácil pra mim voltar para o Brasil. Só você saberia me dar o conselho sábio.

Ela seca as lágrimas.

Suzana: Mas como sei que é impossível, tenho que cuidar disso sozinha, confesso que não sei como fazer, mas tenho certeza que irei fazer o que é certo.

 

Corta para.

 

Hospital / Saída / Manhã

 

Suzana coloca os óculos escuros e vai saindo quando se depara com Heloísa.

Heloísa: Você…

Suzana fica pasma: Quando é você? Dá pra sair da minha frente por favor!

Ela tenta se esquivar mas Heloísa a segura pelo braço.

Heloísa: É você sim, tenho certeza que é você.

Suzana: Você está me tirando do sério. Por acaso perdeu o bom senso?

Heloísa: Eu não estou louca. Eu me lembro de você conservando com o Ian, lembro perfeitamente, como se fosse ontem. Depois eu vi você no hospital.

Suzana: Minha senhora, eu moro em Portugal a anos, você está maluca.

Heloísa: É você. Não adianta tentar me enganar. Me diz, de onde você conheceu o Ian? O que vocês vivam a conversar? Eu vi vocês dois de conversas e não foi só uma vez.

Suzana: Me larga, eu não tenho nada para falar com você.

Suzana sai.

Heloísa: Eu vou descobrir a verdade. Ah se vou.

 

Cena 3- Clube CEM / Int / Manhã

 

Jonathan chega cabisbaixo. Fernando para em sua frente.

Jonathan: Fernando. Dá licença, por favor, eu preciso passar.

Fernando: Porque você está assim neste estado Jonathan?

Jonathan: Eu preciso que você fique longe de mim. Não foi assim que você quis?

Fernando: Eu sei que falei aquilo com você, foi muito duro, eu sei. Mas, eu não queria te ver sofrer, não queria que tivesse esperanças comigo, só que você está sofrendo mesmo assim. Eu gosto de você, não quero te ver neste estado.

Jonathan: Mas eu não posso mandar nos meus sentimentos. Tá sendo duro me afastar de você, mas, eu vou conseguir. – ele sai.

Fernando fica parado pensativo.

Fernando: Jonathan!!

Jonathan para: O que foi Fernando?

Fernando corre até ele é o beija, ao fundo toca Caetano Veloso – Cais.

 

Corta para.

 

Cena 4- Casa dos Silva / Sala / Int / Manhã

 

Suzana chega. Na sala Frida folheia um livro.

Suzana: Filha…

Frida: Resolveu me contar a verdade sobre meu pai?

Suzana: Estás só?

Frida: Sim, estou. Então, vai contar ou não? Porque se não for pra cobrar, então vá embora e me deixe em paz.

Suzana senta: Sim, eu vou te contar algo, não sobre seu pai, mas algo que você precisa saber.

Frida: Só me interessa se for sobre meu pai.

Suzana: Tudo bem, mas, tenho certeza que isso vai te dar um caminho.

Frida interessa: Então me conte.

Suzana: Você não é minha filha, Frida. Você é adotada.

Frida: O que? Mas… como assim?

Otávio chega: É o que eu também preciso entender.

Suzana encara Otávio surpresa.

Suzana: Otávio??

Otávio: Vamos lá Suzana, me diz. Porque você passou aquele tempo todo no interior de Minas, disse que sua gravidez precisava de um tempo, de calma. Depois surgiu com a Frida e dizendo que havia me traindo. Tudo bem, eu aceitei te perdoei, mas você abusou de mim e fugiu e eu tive que cuidar dos meninos sozinhos e agora você chega dizendo que a Frida é adotada. Que loucura é essa?

Suzana: Eu não tava grávida, eu inventei tudo aquilo. Inventei tudo porque eu queria adotar a Frida.

Frida: Como assim? Quer dizer que eu… eu não tenho pai e nem mãe? Que eu sou adotada?

Suzana: Sim filha. Mas você é minha filha, minha e do Otávio, isso é o que importa.

Frida chora: Não, vocês mentiram para mim.

Suzana: Não filha, não menti, apenas omiti porque não queria que você fosse uma garota triste. Queria que você se sentisse em família.

Frida: Mas eu nunca me senti em família. Olha para meus irmãos, olha para o Otávio e olha para mim. Me diz se tem como eu me sentir em família, me diz.

Suzana: Oh filha, me desculpe.

Frida sai correndo porta afora.

Otávio: Você é louca Suzana, louca. Você é uma mulher insensata.

Suzana: Eu sei, eu sei, eu fiz muita besteira nesta minha vida, mas estou disposta a mudar.

Otávio: Acho que é tarde demais, não acha? – ele entra pro quarto.

Suzana chora.

 

Cena 5- Mansão Sodré / Sala / Int / Manhã

 

Heloísa chega.

Tânia: Dona Helô, finalmente. Onde estará.

Heloísa: Eu tava no Hospital.

Tânia: Hospital? Mas fazendo o que? Alguma coisa séria?

Heloísa: Sente-se aqui Tânia. Eu quero compartilhar algo com você.

Tânia senta: Agora eu estou curiosa.

Heloísa: Eu, antes de você chegar aqui, eu tive uma filha.

Tânia: Uma filha? – diz surpresa.

Heloísa conta toda a história, Tânia fica encabulada com a história.

Tânia: Nossa dona Heloísa, que história triste. E porque a senhora não havia me contado da perda desta menina?

Heloísa: Isso foi muito em mim. Mas agora, depois que vi essa mulher algo fica me intrigando.

Tânia: Algo? O que?

Heloísa: Está mulher tinha alguma ligação com o Ian? Eu peguei os dois de conversas algumas vezes, eu estou desconfiado de que eles tinham um caso ou algo parecido.

Tânia: Será?

Heloísa: É o que eu pretendo descobrir o mais rápido possível.

Tânia: E quando ao Felipe? Não está se esquecendo que ele está planejando de matar, né?

Heloísa: Claro que não, e qieor que você faca um favor para mim.

Corta para.

Cena 6- Rio de Janeiro / Ext / Tarde

 

Clipes da cidade se passa ao som de Mandou Bem – Jotta Quest.

 

Cena 7- Hospital / Quarto de Kelly / Int / Tarde

 

Close nos aparelhos que indicam os batimentos cardíacos da mulher. Close em seu rosto, seus olhos tremem. Close em sua mão, que aos poucos vai se mexendo. Kelly abre os olhos e suspira fundo, uma lágrima desce de seus olhos. Ela se dá conta de que está no hospital. Neste momento uma enfermeira entra e fica surpresa com Kelly acordada.

Enfermeira: Ela acordou, ela acordou!! – ela sai gritando.

Em Kelly acordada corta para.

 

Cena 8- Mansão Sodré / Quarto / Int / Tarde

 

Felipe chega, a casa está vazia ele passa direto para o quarto. Fica surpreso ao ver Heloísa ali em pé de frente a janela.

Felipe: Helô, meu amor.

Heloísa: Oi Felipe, que bom te ver em casa, tava a sua espera.

Felipe: A minha espera? O que houve?

Heloísa: Eu andei vasculhando meus pensamentos…

Close em Felipe amedrontado.

Heloísa: E acho que nós temos uma conta pendente. Não acha?

Felipe: Do… do que você está falando?

Heloísa: Deixa eu ver se refresco sua memória. Lembra de uma explosão? Melhor, bem antes, uma homem entra na minha vida afim de mim conquistar e roubar tudo que era meu, tentou me matar, mas eu sobrevive e prometi a mim mesmo que o faria pagar por tudo que me fez.

Felipe: Então você não perdeu memória coisa nenhuma, tava era planejando uma vingança. – ele sorri – e você acha que você tem força alguma contra mim? Eu sou homem, você é mulher. Eu já tava mesmo procurando uma forma de te matar, mas já que você antecipou tudo. – ele parte para cima dela.

Heloísa saca uma arma: Nao se aproxime de mim, ou eu explodo sua cabeça na bala.

Felipe para surpreso.

Em Heloísa morando Felipe com olhar frio.

Corta para.

 

Fim do Capítulo 27-” ”>-‘.’ ”>

POSTADO POR

Wagner Nascimento

Wagner Nascimento

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo