Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Falso Amor – Capítulo 33

Novela de Débora Costa

Escrita Por

Débora Costa

Revisão de Texto

Marcelo Delpkin

Direção Artística

Wellyngton Vianna

Núcleo

Cyber TV

Personagens no capítulo

ÁGATA

CRISTINA

DANIELA

EDGAR

FLÁVIO

GILBERTO

HENRIQUE

JANETE

LUCIANO

MIGUEL

RÉGIS

ROBERTA

SILVIA

SUELI

TAÍS

 

 Cena 1/Rio de Janeiro/Int./Favela/Cativeiro de Flávio/Noite.

Flávio está sentado no chão, pensativo. Gilberto entra, se aproxima e chuta a perna dele.

GILBERTO

Notícia pra você, playboy: Henrique já se casou com sua noiva.

Gilberto da risada. Flávio fecha os olhos.

FLÁVIO

Me deixa em paz! Vai pro inferno!

Gilberto chuta Flávio de novo.

GILBERTO

Olha como fala comigo!

Daniela entra.

GILBERTO

Daniela, você fica de vigia? Toda vez que eu estou aqui com o playboy, você aparece.

DANIELA

Ainda bem que chego em tempo porque sempre te pego maltratando o Flávio.

GILBERTO

E daí? Já te disse mil vezes que esse imbecil não está aqui passeando.

Gilberto sai. Daniela se abaixa perto de Flávio e acaricia o rosto dele.

FLÁVIO

Henrique se casou com Roberta.

DANIELA

Eu liguei como você pediu, Flávio, mas só caía na secretária. Deixei um recado contando toda a verdade pra ela.

FLÁVIO

Então, cedo ou tarde, Roberta vai descobrir a verdade. Você não sabe como estou sofrendo por ela.

DANIELA

Eu imagino, Flávio…

Cena 2/Int./Buffet/Festa do Casamento de Henrique e Roberta/Noite.

Roberta está falando com alguns convidados. Edgar se aproxima.

EDGAR

Roberta, eu tenho que ver Ágata. Estou muito feliz por você, meu amor.

Roberta sorri e abraça Edgar.

ROBERTA

Obrigada por tudo que você fez por mim, papai.

EDGAR

Não precisa agradecer, Roberta. Você sabe o quanto te amo, minha filha. Explique para Flávio por que tive que ir, sim? Até logo.

Edgar beija o rosto de Roberta e sai, Henrique se aproxima, abraça Roberta por trás e beija o pescoço dela.

HENRIQUE

Vamos embora, princesa. Não vejo a hora de ficar a sós com você.

Roberta se vira de frente para Henrique e sorri.

ROBERTA

Eu também, meu amor.

HENRIQUE

Então vamos sair à francesa.

ROBERTA

Não vai querer se despedir dos seus pais?

Henrique segura a mão de Roberta, olha em volta e sorri. Vai saindo do Buffet com ela.

HENRIQUE

Não.

Henrique e Roberta saem. Em outra parte do salão, Miguel observa Taís e se aproxima dela.

MIGUEL

Oi! Eu sou Miguel Werneck. Embora não tenha idade pra isso, sou tio-avô de Flávio.

TAÍS

(sorri) Como vai, Miguel? Me chamo Taís e sou mãe de Roberta.

MIGUEL

Realmente é um prazer te conhecer, Taís. O que vou falar agora pode ser clichê, mas é verdade: Roberta herdou a beleza da mãe.

TAÍS

Obrigada, Miguel. Você é muito gentil.

Miguel admira Taís e sorri.

Cena 3/Int./Apartamento de Sueli/Sala/Noite.

A campainha toca. Sueli vem de seu quarto e abre a porta. Silvia entra e a encara.

SILVIA

Eu preciso falar com você.

SUELI

Silvia, sai daqui.

SILVIA

Você não terá um centavo do meu dinheiro; nem você e nem seu bastardo.

SUELI

E quem disse que quero seu dinheiro? A única coisa que eu quero é meu filho. Ao que tudo indica, é o menino que está aqui. Pode ficar tranquila, porque não vou querer nada de vocês.

SILVIA

Acho bom, porque se não ele vai sumir para sempre.

Silvia sai. Sueli fica pensativa.

Cena 4/Int./Apartamento de Roberta e Henrique/Quarto/Noite.

Henrique está olhando pela janela, pensativo. Roberta entra vestindo uma camisola branca. Henrique se aproxima a admira e sorri.

HENRIQUE

Como você é linda, princesa.

ROBERTA

(sorri) Obrigada, meu amor.

Henrique beija Roberta devagar.

Eu te amo, Roberta. Nunca senti isso por ninguém. Você me mostrou que coisas boas existem.

ROBERTA

Você sabe que eu sempre te amei, Flávio, e hoje amo muito mais.

Henrique se afasta de Roberta por não gostar de ouvir o nome de Flávio. Fecha os olhos. Roberta estranha a atitude, se aproxima de Henrique e coloca a mão no ombro dele.

ROBERTA

Está tudo bem, meu amor?

Henrique se vira de frente para Roberta.

HENRIQUE

Se eu não fosse o Flávio que você conheceu… se eu fosse outra pessoa, você me amaria?

ROBERTA

Eu já te disse que te amava antes do sequestro e amo a pessoa que você se tornou agora. Entendi o trauma que você sofreu, meu amor.

Henrique beija Roberta e a deita na cama; se deita sobre ela e acaricia o rosto de Roberta.

HENRIQUE

Eu não sei viver sem você, minha princesa.

Roberta sorri e beija Henrique.

Cena 5/Dia Seguinte/Int./Fundação Frederico Werneck/Sala de Cristina/Dia.

Luciano entra e se junta a Cristina.

LUCIANO

Bom dia, Cris! Você está ocupada? Eu quero falar com você; não vou demorar.

CRISTINA

Bom dia, Luciano. Pode falar.

LUCIANO

Cris, eu fiquei com a Ágata no hospital ontem, e ela quer falar com você.

CRISTINA

Olha, eu não sei se vou conseguir falar com ela, Luciano. Não depois de tudo o que aconteceu.

LUCIANO

Entendo, Cris, mas deve ser importante. Ágata não pediria para te chamar se não fosse.

CRISTINA

(suspira) Está bem. Diga a ela que eu vou ainda hoje, só não sei a hora.

LUCIANO

Vou avisar, Cris. Obrigado. Eu vou dar aula e depois vou pro hospital passar a tarde com ela.

CRISTINA

Como ela está?

LUCIANO

Um pouco deprimida por não poder mais andar.

CRISTINA

Apesar de tudo, não deixo de ter pena dela. É minha sobrinha.

LUCIANO

Você é uma mulher especial, Cris. Outra no seu lugar, estaria achando bem feito.

CRISTINA

Se eu pude perdoar Régis, por que não perdoar Ágata?

Cena 7/Int./Grupo Werneck/Sala de Régis/Dia.

Janete entra e coloca uma pasta na mesa de Régis.

JANETE

Está ai o que você pediu. Tudo que foi feito na sua ausência.

Régis não olha para Janete.

RÉGIS

Obrigado.

JANETE

Régis, me responde uma coisa. O que te deu na cabeça para ficar com Ágata?

RÉGIS

Sai daqui, Janete. Não quero falar sobre isso.

Janete se aproxima de Régis e o encara.

JANETE

Agora você já viu que, por mais que traia a minha irmã, ela vai te perdoar porque te ama. Fica comigo, Régis.

Régis olha Janete, sério.

RÉGIS

Eu cometi um erro e não farei mais.

JANETE

Comigo não será erro. Ágata é imatura, não era mulher pra você.

RÉGIS

Nem você é, Janete. Mulher para mim é Cristina.

JANETE

Mas você ficou, a traiu com a minha filha. Por que não comigo?

RÉGIS

Sua filha me atraiu e muito, tanto que não resisti aos encantos dela; já você, além de ser minha cunhada, nunca me interessou como mulher. Nunca senti nada em relação a você.

JANETE

(raiva) Por causa de Cristina!

Régis se levanta e vai saindo.

RÉGIS

Exatamente. Eu sempre a amei. Me faz um favor:  não me incomode mais com esse assunto.

Régis sai. Janete se senta; está com raiva.

JANETE

Maldita Cristina!

Cena 8/Int./Apartamento de Roberta e Henrique/Sala/Dia.

Roberta está fechando uma das malas que vai levar na viagem. Henrique se aproxima e a beija.

HENRIQUE

Já está pronta, princesa?

ROBERTA

(sorri) Já, meu amor. Estou muito animada com nossa viagem. Sempre quis conhecer Paris.

HENRIQUE

Eu também.

ROBERTA

Como você também? Esqueceu que você já foi para lá?

HENRIQUE

Mas não com você, meu amor. Daqui em diante, tudo é novo.

Henrique sorri e beija Roberta.

ROBERTA

Eu estou muito feliz, Flávio. Parece um sonho que estou vivendo. Somos casados.

HENRIQUE

Digo o mesmo, princesa. Estou gostando dessa vida nova ao seu lado.

ROBERTA

É melhor a gente ir para o aeroporto, senão vamos passar o dia falando de como nos amamos e vamos perder o avião.

Henrique pega as malas. Roberta começa a procurar uma coisa.

HENRIQUE

O que você está procurando?

ROBERTA

Meu celular. Não encontro em lugar nenhum…, mas deixa pra lá, meu amor. Quando a gente voltar, eu procuro melhor.

Roberta e Henrique saem.

Cena 9/Int./Hospital/Quarto de Ágata/Dia.

Cristina entra se aproxima da cama de Ágata.

ÁGATA

Que bom que você veio, Cristina. Obrigada.

CRISTINA

Não é fácil estar aqui.

ÁGATA

Eu sei, e por isso vou direto ao assunto. Nunca me arrependi de nada que fiz na minha vida. Mas saber que fiz você sofrer me causa um desconforto. Você não merecia isso.

CRISTINA

Você quase destruiu meu casamento. Sei que você não fez sozinha, mas/

ÁGATA

Eu sou a culpada, tia. Régis não queria nada comigo, e eu me lancei o desafio de conseguir que ele fosse para a cama comigo; precisava disso.

CRISTINA

Não preciso saber os detalhes, Ágata/

ÁGATA

Tia, você não sabe por que fiz isso. Eu precisava ter o que a Janete sempre quis, mas nunca teve.

CRISTINA

Do que você está falando?

ÁGATA

Janete sempre quis ficar com Régis, mas nunca conseguiu. Ela é apaixonada por ele.

Cristina fica espantada.

Fim do Capítulo

 

POSTADO POR

Débora Costa

Débora Costa

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo