Ilha dos Vampiros – Capítulo 10

CENA 1. MANSÃO DE MARIA. INT. NOITE

Eric entra com Tati, os dois encapuzados entram por uma janela deixada aberta por Tati anteriormente. Eric ao entrar derruba um vaso e sai logo correndo, ao pular a janela a mesma se tranca e Tati fica desesperada.

TATI – Mizerável me largou aqui trancada, eu mato esse infeliz, espero que ninguém tenha escutado.

ERIC – Vou meter o pé, Tati que se foda.

BETO – Acende a luz Maria tem um ladrão aqui.

Beto segura o ladrão e Maria acende a luz, Beto retira o capuz e Maria fica chocada ao ver que é Tati.

MARIA – Filha, você? Por que está de ladrão? Queria me roubar?

TATI- Ia te matar e te roubar, você nem se importou que eu desapareci, só pensa em você e nesse gigolô. Eu ia te destruir mas meu parceiro acabou com tudo.

BETO- Tenho nojo de você. Tati galinha!

MARIA – Eu vou te dar o que você merece sua cachorra safada.

TATI- Vem tomar.

Maria avança em Tati, ela mostra suas garras de vampira, Maria na raiva dá um soco na boca de Tati quebrando seus dentes, em seguida lhe pega pelos cabelos e lhe joga numa mesa dando vários tapas na cara. Beto filma tudo do seu celular fazendo uma live que é vista por todos na ilha que vibram com o barraco.

TATI- ME SOLTA SUA MALDITA, PICOLEZEIRA DOS INFERNOS VOU ACABAR COM TUA VIDA.

Maria cotinua dando na cara de Tati, ela dá um chute na barriga de Maria e mexe com as mãos sumindo no ar. Maria cai no chão chorando.

CENA 2. LABORATÓRIO. INTERIOR. NOITE

Julia caminha desfilando pelos corredores e vemos várias celas com todos os personagens dentro, eles batem na parede de vidro e ela finge não os vê-lo. Ela caminha mais um pouco e chega até a cela de Noé, ela entra e deixa a porta aberta, logo dando dois comprimidos a ele e fazendo ele beber sob a mira de uma arma, logo ela tira sua roupa e deita em cima dele excitada ela fecha os olhos quando ele lhe dar uma cabeçada deixando ela desnorteada, ele em seguida se levanta cospe os comprimidos na sua cara, pega suas roupas e sai correndo trancando Julia na sala que desmaia.

CENA 3. MAR. EXT. NOITE

Breno anda em sua lancha enquanto envia um relatório para o centro de ciencias falando sobre a doutora Julia, ele fecha seu notebook concentrado no oceano e ao longe consegue  ver as luzes da ilha e ele sorri por encontrar o local mas logo ele ouve um barulho em sua lancha e ele pega rapidamente suas coisas e põe em uma bolsa impermeável de água e pula no mar ouvindo uma forte explosão.

CENA 4. SÃO PAULO. EXT. DIA

Na avenida paulista várias pessoas fazem protestos e caminhadas enquanto outdoors mostram várias reportagens de Doutora Julia e dos mutantes que estavam na cidade, vários policiais fazem ronda pelas ruas afim de encontrar os mutantes para exterminá-los. As pessoas correm assustadas para suas casas.

JORNALISTA – A Cientista Doutora Julia após fracassar no prêmio da Ciência 2019 resolveu inovar e as coisas sairam do controle, a cientista desapareceu, e há uma teoria de que ela também desapareceu com toda familia Castro e Melo, restando apenas o policial Breno Castro Melo mas ele precisou se ausentar afim de encontrar seus familiares e colocar as mãos em Julia. Voltamos em breve com mais informações.

CENA 5. LABORATÓRIO. INT. NOITE

Lyris e Marcelo entram no laboratório enquanto fugiam de um vampiro e jogarem alho nele. Eles olham para o local admirado. Logo vemos Gólia entrando machucada trazendo Ariana no colo, os dois se chocam e se escondem atrás de uma pilha de livros. Gólia joga Ariana em uma cela com Clara e Ângela que choram. FLASHBACK: Angela tenta avançar em Gólia mas ela a hipnotiza e a faz ficar sonolenta. FIM DO FLASHBACK. Ariana se acorda e se abraça com as garotas todas assustadas. Gólia sai a procura de Júlia quando Noé a segura por trás lhe dando um mata leão fazendo ela desmaiar. Logo ele caminha e encontra Miguel desacordado e fica observando o rapaz enquanto veste a sua roupa. Em seguida sai dali correndo.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr
Rolar para o topo