Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Insensatez – Capítulo 3

Novela de Débora Costa

Escrita Por

Débora Costa

Colaboração

Tainá Andaluz

Direção

Wellyngton Vianna

Núcleo

Cyber Séries

Personagens desse capítulo

AMON

AUGUSTO

FERNANDA

GIANE

MARCOS

MARTA

PAULA

RAYSSA

RICARDO

ROBERTO

SÉRGIO

 

 Cena 1/Int./Osiria Cosméticos/Escritório de Amon/Dia.

Sérgio e Paula se aproximam da porta ao ouvirem Ricardo gritando o nome de Giane, Ricardo afasta Giane de Amon, dá um soco nele, segura Giane pelo braço, está com raiva.

RICARDO

Agora não tem desculpa Giane! Eu vi! Não vou perdoar dessa vez!

GIANE

Me solta você está me machucando!

Amon limpa o sangue do canto da boca.

 Ricardo eu posso explicar…

RICARDO

Sai daqui! Some da minha frente porque agora eu vou falar com Giane depois é a sua vez!

Amon olha Giane, sai do escritório, Giane encara Ricardo.

GIANE

Para de fazer cena! Você nem sabe o que aconteceu aqui!

RICARDO

E o que aconteceu? Amon te agarrou foi isso? Nem precisa mentir porque isso eu vi que não foi!

GIANE

Tudo bem Ricardo, eu estava beijando Amon mesmo, como você viu, vai fazer o que?

Ricardo dá um tapa no rosto de Giane, Paula sorri gostando,Sérgio entra, segura Ricardo.

SÉRGIO

 Não faz isso Ricardo.

Giane coloca a mão no rosto, chora de raiva.

GIANE

Era só o que faltava mesmo! Você me bater!

RICARDO

Tive motivos para isso! Ordinária!

GIANE

Se eu estava beijando outro é porque com você nem isso mais me dá prazer!

Ricardo tenta ir para cima de Giane para bater nela, Sérgio tenta segurar ele, Paula entra para ajudar.

PAULA

Ricardo vem comigo, você precisa esfriar a cabeça ou pode acontecer uma tragédia aqui.

Ricardo nervoso se solta de Sérgio e Paula, encara Giane.

Paula tem razão, se eu não sair daqui nem sei do que sou capaz… Não esperava isso de você Giane.

Ricardo sai do escritório, Paula sai em seguida, Giane chora, Sérgio se aproxima dela.

SÉRGIO

Você está bem?

GIANE

(nervosa) Claro que não! Eu vou para a casa.

SÉRGIO

Nervosa assim você não pode sair sozinha, eu te levo dona Giane.

GIANE

Não me chama de dona, me chama só de Giane, e não precisa me levar.

SÉRGIO

Mas você está muito nervosa, eu te levo não me custa nada.

GIANE

 Tudo bem, então vamos logo.

Sérgio e Giane saem do escritório.

 Cena 2/Int./Osiria Cosméticos/Sala das secretárias/Dia.

Carla está trabalhando concentrada, Paula e Amon entram, Amon com a mão no nariz que está sangrando, grita assustando Carla.

AMON

Inferno! Desgraçado!

Ricardo e Paula entram, Ricardo vai pra cima de Amon, Paula segura Ricardo.

PAULA

Ricardo se acalma, por favor! Vamos até a lanchonete.

Carla se levanta assustada, observa.

AMON

Fica longe de mim Ricardo!

RICARDO

A Giane é minha mulher!

AMON

Por que você não deixa Giane em paz, seu casamento já era.

RICARDO

Eu vou te matar!

Fernanda e Augusto entram na sala.

FERNANDA

O que está acontecendo aqui? Dá para ouvir vocês por todos os lados!

RICARDO

Não se mete Fernanda!

FERNANDA

Não me meteria se essa briga fosse no meio da rua,mas é dentro da minha empresa!

AUGUSTO

Fernanda tem razão, não fica bem meu sócio e meu administrador que é meu sobrinho ficarem se pegando aos socos aqui dentro.

AMON

Não tenho culpa se Ricardo ficou louco tio, foi ele que me bateu.

RICARDO

Não seja hipócrita! Eu vou contar o que aconteceu, peguei Giane e Amon aos beijos dentro do escritório!

Carla se senta, finge que não ouviu nada, volta a trabalhar, Fernanda sorri balança a cabeça negativamente, Paula observa, Augusto fica sério.

AUGUSTO

Não posso acreditar nisso Amon, você é amante da Giane?

FERNANDA

Claro que é papai, já estou farta do Amon causar transtorno aqui dentro! Esse tipo de coisa afeta nossa empresa, sugiro que ele seja demito.

Amon encara Fernanda com raiva.

RICARDO

Concordo totalmente, também quero ele bem longe daqui.

AUGUSTO

Vamos resolver isso no meu escritório, mas antes quero falar com Ricardo, daqui a pouco te chamo Amon.

Ricardo e Augusto saem, Fernanda sorri vitoriosa.

FERNANDA

Finalmente vou me livrar de você Amon.

Fernanda sai, Amon chuta as cadeiras, está com raiva.

AMON

Odeio essa família!

Paula se aproxima de Amon, coloca a mão no ombro dele, fala baixo apenas para ele ouvir.

PAULA

Não se preocupe Amon, tenho certeza que seu tio não vai te demitir, mas vamos comemorar porque pelo visto agora sim Giane e Ricardo vão se separar.

Paula e Amon se olham cúmplices, sorriem discretamente.

Cena 3/Ext./Mansão Gouveia/Entrada/Dia.

Giane e Sérgio se aproximam do portão.

GIANE

Obrigada por me trazer Sérgio.

SÉRGIO

Não precisa agradecer.

GIANE

Você vai entrar?

SÉRGIO

Não tenho que voltar para a empresa.

GIANE

Está bem, até logo.

Giane entra Sérgio a observa.

Cena 4/Int./Mansão Gouveia/Sala/Dia.

Marta está sentada lendo uma revista, Giane entra está nervosa, ascende um cigarro.

GIANE

Dessa vez eu me livro do Ricardo.

Marta se levanta, se aproxima de Giane.

MARTA

O que aconteceu Giane?

GIANE

Ricardo me bateu mamãe!

MARTA

Por que ele te bateu?

GIANE

Porque Ricardo está cego de ciúmes! Eu não fiz nada!

Giane abraça Marta, Rayssa desce as escadas correndo, passa no meio de Giane e Marta.

GIANE

Nossa aonde vai com tanta pressa?

RAYSSA

Falar com Sérgio, ele quer ir para a empresa, mas quero que ele entre e conheça nossa casa.

GIANE

Ele já deve ter ido.

RAYSSA

Não foi eu vi quando ele te deixou aqui e mandei uma mensagem pra ele.

Rayssa sai, Giane fica pensativa.

Cena 5/Ext./Rua/Dia.

Sérgio está encostado em seu carro, Rayssa se aproxima, sorri, beija Sérgio.

RAYSSA

Nem pense em vir até aqui sem falar comigo.

SÉRGIO

Eu só vim trazer a Giane, tenho que voltar para trabalhar.

RAYSSA

Por que vocês estavam juntos?

SÉRGIO

É melhor sua irmã te explicar melhor, mas teve uma briga feia entre ela e o Ricardo, ele bateu nela.

RAYSSA

E você como todo bom príncipe encantado saiu em defesa da princesa em perigo.

SÉRGIO

Não tem porque ser sarcástica Rayssa, a coisa foi séria.

RAYSSA

Deixa te falar uma coisa meu amor, Giane não é santa, nunca foi e nem vai ser, é falsa e mentirosa ela não precisa que ninguém a defenda, ela adora envolver as pessoas na teia dela, então fique bem longe da minha irmã.

Sérgio sorri.

SÉRGIO

Está com ciúmes?

RAYSSA

Estou, mas tudo que eu disse é verdade, agora chega de falar dela, vamos entrar quero te mostrar a minha casa.

SÉRGIO

Se a Fernanda chegar pode não gostar de me ver aqui.

RAYSSA

Eu quero que a Fernanda se dane a casa também é minha!

Rayssa puxa Sérgio pela mão e entra com ele na mansão Gouveia.

Cena 6/Int./Osiria Cosméticos/Escritório de Fernanda/Dia.

Fernanda está analisando umas fotos de um produto novo, Carla está em pé ao lado dela, Marcos entra.

MARCOS

Tem um minuto meu amor?

Fernanda rasga três fotos, entrega duas para Carla.

FERNANDA

Eu quero essa modelo e essa foto do produto na campanha, pode mandar produzir.

CARLA

Pode deixar, farei isso agora mesmo, com licença.

Carla sai, Marcos se aproxima de Fernanda sorri.

MARCOS

É verdade que o Amon vai ser demitido?

FERNANDA

As noticias voam mesmo… Não sei se o meu pai vai demitir ele, mas que vamos ficar um bom tempo sem ver a cara dele por aqui nós vamos.

Marcos beija Fernanda.

MARCOS

Estão falando por ai que o Ricardo pegou Giane aos beijos com o Amon, é verdade?

FERNANDA

Marcos que coisa de fofoqueira! Então você faz mexerico com os empregados?

MARCOS

Não, eu só vim confirmar se é verdade o que eu ouvi por ai.

FERNANDA

Sei, então te conto tudo no almoço, eu quero almoçar com você naquele restaurante que eu amei.

Marcos fica feliz, beija Fernanda, sorri.

MARCOS

Tudo bem estou contando as horas para chegar logo nossa viagem.

FERNANDA

Eu também meu amor, mas agora volta a trabalhar, não quero que ninguém fique comentando que você tem regalias porque é meu noivo.

MARCOS

Você manda.

Marcos beija Fernanda, sai, Fernanda sorri e se senta.

Cena 7/Int./Osiria Cosméticos/Escritório de Ricardo/Dia.

Ricardo está sentado triste, pensativo, Paula entra.

PAULA

Não gosto de te ver assim Ricardo.

RICARDO

Desculpa Paula, não quero conversar agora.

Ricardo se levanta.

RICARDO

Vou sair mais cedo, se quiser pode sair também, amanhã eu volto.

PAULA

Posso ir com você?

RICARDO

Não sou uma boa companhia no momento.

PAULA

Estou preocupada com você Ricardo, só quero te ajudar, me deixa ir com você.

RICARDO

Eu nem sei para onde vou, mas sei que aqui não quero ficar e muito menos na minha casa.

PAULA

Se você quiser podemos ir até um café que tem aqui perto.

RICARDO

Café não vai resolver o meu problema, mas um bom uísque sim.

PAULA

É exatamente por isso que quero ir com você, tenho medo que algo ruim te aconteça.

RICARDO

Tudo bem Paula, você pode vir comigo.

Paula sorri e sai com Ricardo.

Cena 8/Int./Restaurante/Dia.

Fernanda está sentada em uma das mesas, Roberto que estava sentado á mesa ao lado, se levanta, se aproxima.

ROBERTO

Fernanda…

Fernanda olha Roberto.

FERNANDA

Eu te conheço?

ROBERTO

Sim, nós estudamos na mesma faculdade, me chamo Roberto Ramos, me formei em neurologia.

Fernanda sorri se levanta.

FERNANDA

Claro! Como vai?

Fernanda cumprimenta Roberto dando um beijo em seu rosto.

ROBERTO

Agora estou bem e você?

FERNANDA

Estou ótima, estou esperando meu noivo, mas se você quiser pode se sentar enquanto ele não chega.

Roberto fica sem graça.

ROBERTO

Prefiro voltar para a minha mesa, mas adoraria te ver com mais tempo, seria bom relembrar os velhos tempos.

FERNANDA

Embora eu não seja uma pessoa nostálgica até que não é má ideia.

Marcos se aproxima, Fernanda sorri.

 FERNANDA

Que bom que você chegou meu amor, esse é Roberto um amigo de faculdade, nos encontramos agora por acaso.

MARCOS

Como vai Roberto?

ROBERTO

Bem obrigado… Você tem muita sorte de ter alguém como a Fernanda, com licença.

Roberto se afasta se senta em sua mesa, Fernanda se senta Marcos se senta olha Fernanda.

MARCOS

É impressão minha ou ele gosta de você?

Fernanda dá risada.

FERNANDA

Você está tempo demais com o Ricardo meu amor, está ficando paranóico igual a ele, como falei acabei de reencontrar Roberto por acaso.

MARCOS

Tudo bem.

Marcos segura à mão de Fernanda.

Fernanda eu quero falar com você sobre nosso casamento, quero marcar uma data.

FERNANDA

Eu sei meu amor, eu também quero, mas agora não dá porque temos muita coisa para fazer na empresa, temos produtos para lançar e novos contratos.

MARCOS

Você sempre me deixa em segundo plano.

FERNANDA

Isso não é verdade, eu quero me casar com você quando não tiver mais esses compromissos importantes, assim terei tempo só para cuidar de tudo.

 MARCOS

Por mim eu me casaria com você no cartório e depois quando você tiver o tempo que quer fazer a festa e viajar.

FERNANDA

Nem pensar, casamento por etapa agora? Não meu amor, eu quero tudo como tem que ser.

MARCOS

Está bem…

Marcos fica chateado.

FERNANDA

Marcos não fica assim… Nós vamos nos casar isso é um fato eu vou fazer de tudo para que seja em breve está bem, e ao invés de ficar ai com essa cara você deveria estar pensando no nosso fim de semana.

Fernanda sorri.

MARCOS

 Dois dias com você sem ninguém para atrapalhar.

FERNANDA

 Vai ser incrível, eu te amo muito Marcos.

MARCOS

Eu também te amo.

Marcos e Fernanda se beijam, Roberto observa.

Cena 9/Int./Mais Tarde – Bar/Dia.

Ricardo e Paula estão sentados, Ricardo está embriagado, pega mais um copo, Paula tira o copo da mão dele.

PAULA

Você já bebeu demais por hoje.

RICARDO

Você é quem? Minha mãe?

PAULA

Não eu sou uma pessoa que gosta muito de você.

RICARDO

Ninguém gosta de mim.

PAULA

Eu sim é até mais do que gostar, eu te amo Ricardo.

Ricardo olha Paula.

RICARDO

Você me ama?

PAULA

Amo… E amo muito.

Ricardo dá risada.

RICARDO

A vida é engraçada mesmo.

PAULA

Por quê?

RICARDO

Porque você me ama e eu não te amo, amo a Giane… E ela não me ama mais.

Ricardo pega o copo  com uísque, bebe.

Paula acaricia a mão de Ricardo.

PAULA

Meu amor vale por nós dois Ricardo.

RICARDO

Queria que ela me dissesse isso, aquela vagabunda mentirosa.

Ricardo chora, bebe mais.

 PAULA

Esquece a Giane ela nunca te mereceu.

Paula enxuga as lagrimas de Ricardo.

PAULA

 Eu estou aqui agora com você meu amor.

Paula beija Ricardo que retribui, se levanta atordoado.

RICARDO

 Não, não vou fazer isso com você, vou para a casa.

PAULA

Eu te levo você está bêbado não pode dirigir assim.

RICARDO

Eu pego um taxi, infelizmente eu só amo Giane, obrigado por me acompanhar.

Ricardo sai, Paula coloca a mão nos lábios.

PAULA

Vou fazer você esquecer a Giane para sempre.

Cena 10/Int./Mansão Gouveia/Sala/Dia.

Sérgio e Rayssa chegam da piscina.

SÉRGIO

Essa casa é maravilhosa Rayssa.

RAYSSA

 Às vezes sinto que estou numa prisão.

SÉRGIO

O que te incomoda tanto aqui Rayssa?

RAYSSA

Muitas coisas erradas que são escondidas e se descobrem ninguém é punido a menos que seja eu.

Sérgio acaricia o rosto de Rayssa.

SÉRGIO

 Isso é normal Rayssa toda família é assim.

RAYSSA

Aposto que família alguma tem mais podres do que a minha, mas chega de conversa chata meu amor.

Rayssa beija Sérgio, Fernanda entra não gosta de ver Sérgio, fica séria.

FERNANDA

Sérgio eu quero que você saia imediatamente da minha casa, você não é bem vindo aqui, se quer se agarrar com a Rayssa que faça isso bem longe daqui.

Sérgio fica sem graça Rayssa encara Fernanda.

Fim do Capítulo

POSTADO POR

Débora Costa

Débora Costa

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo