Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Mark Tions – Capítulo 04

Betina: O quê? Eu modelo?

Mark: Sim, você é muito bela, você vai passar por um concurso contra outras 11 garotas, mas você tem minha torcida e isso conta muito (risos). Então o que me diz? Sim ou não? Você aceita participar do concurso?

Betina: Olha, seu Marcos, eu não tenho interesse, por favor, coma o seu Bauru, depois você vai lá em casa tomar um banho e por favor manda fechar a loja.

Mark: Primeiramente, é Mark. Em segundo lugar, eu achei que você estivesse cheia de dívidas. Isso te ajudaria bastante.

Betina: Eu realmente estou cheia de dívidas, mas nunca fui modelo, já estou meio velha para isso.

Mark: Nunca é muito tarde para sair de um buraco, você ganharia bem na minha empresa.

Betina: Olha, eu já disse que não quero, então come logo e vamos tomar banho.

Mark: Vamos?!

Betina: Não… Não foi isso que eu quis dizer… Tipo… Não eu e você. Só você.

 

(Casa dos Nogueira, noite)

(Lucrécia olhava pela janela Betina levar Mark para casa para tomar seu banho)

Lucrécia: Ô João, você viu que a filha do seu Geraldo está levando um homem estranho para dentro de casa?

Seu João: Lu, não fica olhando a vida dos vizinhos.

Lucrécia: Você tá me chamando de fofoqueira?

Seu João: Não foi isso meu bem, eu só… Eu só…

Paloma: Eu não acredito que vocês vão começar a brigar, já não aguento mais tanta briga.

Lucrécia: Filha, não se preocupa, eu e o seu pai sempre fomos assim. Mas nós nos amamos, não é, Joãozinho?

Seu João: É sim, minha filha, esse é nosso jeito de amar. (João e Lucrécia se beijam sorrindo)

 

(Casa de Betina, noite)

Betina: Entra aí, acho que meu pai já está dormindo. O banheiro fica alí no corredor, vou pegar uma roupa do meu pai para você.

Mark: O… Obrigado, não sei como te agradecer.

Betina: Sabe sim! Você disse que ia mandar fechar a loja.

Mark: Sim, sim. É só força de expressão.

Betina: Como você vai fazer para ir embora? A essa hora é difícil encontrar táxi.

Mark: Então, eu tava pensando se eu poderia dormir aqui no sofá, amanhã cedo eu pego um táxi.

Betina: Era só o que me faltava, mas ok, pode ficar.

(Mark vai tomar seu banho e depois dormir. No meio da noite, Betina veio tomar água e Mark ficou observando a beleza exuberante da moça)

 

(Mansão de Mark, manhã)

(Alguém tocava a campainha várias vezes, Thor desce correndo as escadas)

Thor: Meu Deus, calma! Cadê a empregada dessa casa? Eu tenho até que atender a porta. Calma!

(Thor abriu a porta, e era Ágata, nervosa já invadiu logo a casa)

Ágata: Cadê? Cadê o Mark?

Thor: Ele… Bom ele… Acho que ele já foi trabalhar. É isso, ele já foi trabalhar.

Ágata: Thor, você é um péssimo mentiroso. Onde está ele?

(Mark entra na casa)

Mark: Eu tô aqui.

Ágata: Mas que roupa é essa?

Mark: Não importa, ainda bem que você já está aqui Ágata, precisamos conversar.

Thor: É… É aquela conversa?

Mark: Thor, por favor, vai trabalhar.

(Thor saí da casa)

Mark: Ágata, senta aqui no sofá.

Ágata: O que você quer falar comigo?

Mark: Isso não tá rolando, não quero magoar ninguém, por isso… acho melhor a gente dar um tempo.

Ágata: O quê?! Como assim? Você está me dando um fora, é isso?

Mark: É melhor para nós dois, estamos nos enganando.

Ágata: Mas eu te amo.

Mark: Mas eu não te amo. Agora me dá licença, vou tomar um banho e ir trabalhar. Espero que isso não interfira na nossa relação de trabalho.

(Mark sobe as escadas e Ágata fica no sofá sem acreditar no que acabara de ouvir)

 

(Empresa Mark Tions, recepção, manhã)

(Thiago estava na empresa para o seu primeiro dia no emprego, porém, ainda não tinha sido dada nenhuma tarefa ao rapaz, então ele estava sentado no banco da recepção)

Luana: Ô, motorista, já que você está desocupado, poderia me ajudar aqui.

Thiago: O que é isso?

Luana: São as garotas que se inscreveram para participar do concurso para escolher a garota propaganda da empresa, tem milhares de inscrições, mas só podemos escolher 12.

Thiago: Ppa, para ver foto de mulher bonita. Escolher a mais bonita, é comigo mesmo!

Luana: Espero que seja mesmo (expressão irônica)

(Carla chegou a recepção)

Carla: Olá, irmãzinha.

Luana: O que que você tá fazendo aqui?

Carla: Calma, só vim saber se a Ágata já chegou.

Luana: Não, ainda não.

(Thor chega)

Thor: Ih, acho que ela não vem hoje.  (risos) Depois da conversa que ela está tendo agora, acho difícil ela vir.

Carla: Como assim?

Thor:  Liga para ela, a essa hora ela já deve está chorando. (risos)

 

(Feira livre na comunidade da Garça, manhã)

(Betina estava distraída, não parava de pensar em Mark)

Adriana: Ei, Betina? Tô falando com você.

Betina: Desculpa, eu eu estava longe, o que foi?

Adriana: Percebeu que a loja chique não abriu hoje?

Betina: Digamos que eu já sabia.

Adriana: Ah, lembrei que hoje vou te visitar em casa para gente fazer o orçamento do mês.

Betina: Tudo bem.

 

(Comunidade da Garça, Bar do Seu Zé, manhã)

Paloma: Tomando cerveja a essa hora, Gil?

Gil: Olha, Paloma, o que você tem a ver com isso?

Paloma: É que eu fico preocupada, você nem foi trabalhar hoje na feira.

Gil: É que eu ainda não acostumei olhar para a cara da Betina, mas logo vou me conformar. Mas porque você se preocupa?

Paloma: Na… Nada não, eu só… esquece tá?

(Paloma sai)

(Lucrécia olhava tudo da janela)

Lucrécia: Coitada da nossa filha, gostando de um homem que nem nota ela.

Seu João: É a vida, ainda bem que eu notei você a tempo.

Lucrécia: Claro, também se você não notasse, eu tive que te dar uns murros, literalmente.

Seu João: Pois é, você lembra que você implicava comigo para chamar minha atenção na escola?

Lucrécia: Eu implicava com você? Você que implicava comigo!

Seu João: EU?? Era você!

(Lucrécia e seu João começaram a discutir quem implicava com quem)

 

(Casa da Ágata, próximo a hora do almoço)

Carla: Então, ele te dispensou?

Ágata: Dispensou é uma palavra muito forte, ele me colocou na geladeira. Justo agora, justo hoje que a mamãe chega de Paris.

Carla: Sua mãe vai conseguir o feito incrível de gastar toda a herança que o seu pai deixou.

Ágata: Ela não tá preocupada, ela acha que o Mark é a solução para o meu futuro. Falando nisso, tenho que esquecer todo o meu sofrimento, e buscar a mamãe no aeroporto. Não sei com que cara eu vou falar para ela que o Mark me deixou.

 

(Aeroporto, hora do almoço)

Ágata: Acho que ela que vem ali, acho não, tenho certeza, ninguém é tão espalhafatosa.

(Vanusa, vinha com roupas espalhafatosas, e várias bagagens)

Vanusa: Minha filha! E a sua amiguinha Cátia.

Carla: É Carla, CARLA.

Ágata: Mamãe, aconteceu algo… (Ágata começa a chorar um choro fingido) O Mark me deixou!!!!

Vanusa: Ah não, minha filha, você nem para engravidar. (Vanusa tem uma tontura dramática)

(Vanusa e Ágata se abraçam chorando de maneira fingida)

Carla: Eu mereço!

 

(Casa de Betina, hora do almoço)

(Alguém bate na porta, Betina vai atender)

Betina: Sim, moço? No que posso ajudar?

Homem: Aqui é a casa de Geraldo Moraes?

Betina: sim, o que foi?

Homem: É que a hipoteca está vencida, o banco está com a posse da sua casa agora. Tenho uma ordem de despejo para daqui a um mês, vocês tem um mês para desocupar a casa.

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Alexandre Salviano

Alexandre Salviano

>
Rolar para o topo