Memórias de um Passado – Capítulo 01

ATENÇÃO: A Cópia e reprodução deste conteúdo fora da plataforma Cyber TV sem autorização prévia da administração, é proibida e viola os direitos legais do autor.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

ESTRÉIA

CENA 01/ AEROPORTO DE SP/ PISTA DE DECOLAGEM/ EXT./ DIA

O céu está parcialmente nublado. Vemos um avião parado, enquanto isso, seus passageiros sobem. A fila possui poucas pessoas.

CORTE

Estamos dentro do avião, todos passageiros estão se acomodando. Vemos Laura, que acaba de se sentar. 

Laura possui vinte anos, ela é uma negra de pele clara e cabelo ondulado médio. Ela está de calça, blusa preta e um tênis simples de cor bege.

CENA 02/ PRAÇA TIRADENTES/ EXT./ DIA

Legenda: “Ouro Preto – MG”

Praça com pouco fluxo de pessoas. Alguns turistas fotografando o museu. Laura caminha com sua mala, passando rapidamente os olhos no museu e em seus respectivos apreciadores.

CENA 03/ HOTEL/ RECEPÇÃO/ INT./ DIA

Laura entra

RECEPCIONISTA

— Bom dia, no que posso ajudar?

LAURA

— Bom dia, vocês tem vagas?

RECEPCIONISTA

— Temos sim.

CORTE

Laura entra no quarto e estaciona a mala no canto da porta.

CORTE

Laura no banho.

CORTE

LAURA

— (no telef.) Tia Leonor? […] Tô bem, o curso vai começar amanhã. […] Ta bom, agradece ao tio Leonardo pra mim. […] Não precisa explicar, ele sabe o que é.

CENA 04/ RUA/ EXT./ DIA

Laura anda por uma rua repleta de casas, todas com suas fachadas semelhantes (uma porta à vista e uma pequena grade). Ela parece perdida.

LAURA

— A rua é essa aqui, mas número 46… (ela procura o número nas casas) bingo!

Ela se aproxima de uma casa, de cor verde.

LAURA

— Te achei, desgraçado.

CORTE

Laura está terminando de tomar seu sorvete, sentada no monumento da praça. Ela levanta e de cara esbarra numa jovem, é Vanessa. 

Vanessa possui dezoito anos e tem um lado do cabelo cacheado raspado, alguns piercings na orelha e um no nariz. Ela está com uma blusa de tamanho G (o que a faz ficar enorme em seu corpo) e uma bermuda moletom.

VANESSA

— Opa.

LAURA

— Ai desculpa, eu tento não ser desastrada, mas parece que eu já nasci com vocação.

VANESSA

— (ri) Não precisa exagerar. Desculpa ai, mas você é daqui? A cidade é “mó” pequena e nunca vi um rostinho desse perdido por aí.

LAURA

— Na real, não. Tô a passeio.

VANESSA

— Sério, gata?

LAURA

— Sim. Adorei teu cabelo.

VANESSA

— Ah, valeu.

As duas engatam um olhar uma na outra.

VANESSA

— Eu poderia te apresentar uns lugares bem legais, acho que tu iria gostar…

LAURA

— Sério? Mas eu tenho um bem mais interessante pra te mostrar…

CENA 05/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

Vanessa e Laura entram no quarto aos beijos. Vanessa começa tirar a blusa. Clima quente.

VANESSA

— Nossa, tu é a primeira mina que pego assim, de cara.

LAURA

— Aproveita baby.

Laura cai na cama e começa a tirar a roupa.

CORTE

As duas estão deitadas na cama. Laura de calcinha e sutiã e Vanessa de top e calcinha box.

VANESSA

— E então, tu só veio a passeio mesmo?

LAURA

— Meio que sim, na verdade tenho umas pendências pra resolver.

VANESSA

— “Uau”, mulher de negócios.

LAURA

— Meio que isso, na real, eu to aqui pra acertar contas.

VANESSA

— Isso saiu num tom de mal, tu é assassina de aluguel?

LAURA

— (ri) Não garota.

VANESSA

— E você, lésbica?

LAURA

— Na real, ainda to na fase de descobrir, entende?

VANESSA

— Sei, pra umas acontece cedo, pra outras tarde. Normal.

LAURA

— Você é assumida, né?

VANESSA

— Enfrento uns problemas com meu pai, mas sou.

LAURA

— Nossa, deve ser uma merda…

VANESSA

— Muito, mano, sabe quando você sente que as coisas precisam mudar, mas você fica entre a dúvida se é você, ou as outras pessoas?

CORTE

VANESSA

— Ok, vou nessa, viu? Foi ótimo.

LAURA

— Foi sim.

Elas dão um selinho.

VANESSA

— Pegou meu número, né? Quando precisar, só chamar.

LAURA

— Pode deixar.

VANESSA

— Tchau.

Vanessa sai. Laura volta pra cama e deita, após isso ela percebe que está deitada em cima de algo, é a carteira de Vanessa.

LAURA

— A doida esqueceu a carteira.

Ela abre a carteira e verifica rapidamente. Por um instante, ela para.

LAURA

— Pera ai.

Laura se espanta ao pegar uma foto 3×4. Não vemos quem está na foto.

FIM

POSTADO POR

Wesley Santos

Wesley Santos

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo