Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Memórias de um Passado – Capítulo 06

CENA 01/ CASA DE SANDRA/ SALA/ INT./ DIA

Laura fica sem reação.

LAURA

— Eu…/

VANESSA

— Eu já sei que “você pode explicar”.

SANDRA

— Vocês se conhecem?!

CENA 02/ CASA DE LEONARDO/ SALA/ INT./ DIA

Leonardo está aflito.

LEONOR

— Eu sou sua irmã, Léo. Não mente pra mim.

LEONARDO

— Eu não sei o que dizer e também não quero me meter na relação.

LEONOR

— Mas não vale a pena dar moral pra “vacilão”.

LEONARDO

— Tá bom.

CENA 03/ CASA DE SANDRA/ SALA/ INT./ DIA

Laura está nervosa.

VANESSA

— Conta, Laura.

LAURA

— Eu conheço seu pai. Ele foi casado com minha tia, quase 10 anos, a gente morava na mesma casa e sempre quando ela saia, ele…/

Sirene da polícia ao fundo.

VANESSA

— Mãe, você quem chamou a polícia?

Ela responde “sim”, curvando a cabeça.

LAURA

— (desespero) Não me entrega, por favor, Vanessa. Por favor.

Vanessa está visivelmente insatisfeita. 

SANDRA

— Olha o que você fez garota, ainda quer sair impune?!

Sandra pega no antebraço de Laura.

SANDRA

— (brava) Você fica!

CENA 04/ CASA DE LEONARDO/ SALA/ INT./ DIA

Leonardo respira fundo.

LEONARDO

— Sim, ele estava com a atual dele, ficando com você. Mas, na época eu não sabia de nada. Ele me contou tudo depois, eu lamento irmã.

Leonor novamente desaba em prantos.

CENA 05/ CASA DE SANDRA/ FACHADA/ EXT./ DIA

Dois policiais estão na porta, um deles bate. Sandra atende.

SANDRA

— Bom dia autoridades.

POLICIAL 1

— Bom dia, dona…?

SANDRA

— Sandra.

POLICIAL 2 

— O que houve dona Sandra?

SANDRA

— Um golpe. Algo horrível, até meu marido foi vítima, o “tadinho” está até agora trêmulo e a pressão até baixou.

POLICIAL 1

— Mas quem cometeu isso? A senhora tem alguma lembrança dos traços físicos do sujeito?

CORTE

Vamos até um beco da mesma rua. Vemos Laura andando em passos longos e constantemente, olhando para trás. Ela está com os sapatos na mão e, consequentemente, com os pés descalços.

CORTE

Voltamos à casa de Sandra. No Interior, Sandra conversa com ambos os policiais, enquanto um deles anota todas as informações. Vanessa está ao lado da mãe.

POLICIAL 1

— Os dois encapuzados?

SANDRA

— Isso.

POLICIAL 1

— A senhora consegue reconhecê-los com o capuz?

SANDRA

— Na verdade não, eu estou sem óculos, então a minha visão atrapalhou muito.

POLICIAL 2

— (p/ Vanessa) E você, viu alguma coisa?

VANESSA

— Na verdade não, eu cheguei depois, eu tinha saído pra encontrar uma pessoa.

POLICIAL 2

— Ok.

CORTE

Ambos policiais apertam a mão de Sandra.

POLICIAL 1

— Muito obrigado pelas informações, dona Sandra, assim que soubermos de alguma coisa ligaremos pra senhora.

SANDRA

— Por nada. Tchau.

POLICIAL 1

— Tchau.

Sandra fecha a porta.

ANDRÉ

— (no quarto) Sandra?! Quem está aí?!

SANDRA

— Eram os policiais. (tom baixo/ p/ Vanessa) Vai pro seu quarto se você quiser continuar nessa casa e depois vamos conversar sobre tudo isso!

Vanessa o faz.

SANDRA

— (P/ André) Estou indo, meu bem.

CENA 06/ OURO PRETO/ VISÃO GERAL/ EXT./ NOITE

Takes gerais do anoitecer.

CENA 07/ CASA DE SANDRA/ QUARTO DE VANESSA/ INT./ NOITE

O quarto está escuro. Vanessa está usando seu notebook.

VANESSA

— Nossa, que tédio.

Nova mensagem de Laura no Whatsapp Web. Vanessa abre.

VANESSA

— (Lendo) Muito obrigada por não ter me entregado, Van. Me desculpa por tudo que eu causei. Eu sinto que preciso colocar essa história a limpo, preciso fazer isso pessoalmente, me encontra amanhã?

Vanessa está quase a digitar. Ela para e reflete. No fim, vemos Vanessa bloqueando Laura.

FIM 

POSTADO POR

Wesley Santos

Wesley Santos

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo