Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Memórias de um Passado – Capítulo 07

CENA 01/ CASA DE SANDRA/ COZINHA/ INT./ DIA

Sandra e Vanessa estão tomando café da manhã. Vanessa está retraída.

SANDRA

— Vai ficar assim, fingindo que nada aconteceu?

Vanessa encara a mãe.

VANESSA

— O que você quer?

SANDRA

— Explicação. Por que aquela garota fez toda aquela cena? De onde vocês se conhecem? De que lugar ela conhece o André?

VANESSA

— Eu não sei, eu estou tão confusa quanto a senhora.

Sandra pega no antebraço da filha.

SANDRA

— Eu garanto que não, abre logo esse bico ou eu quem vou fazer o favor de te expulsar daqui.

Vanessa fica brava.

CENA 02/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

Laura está fuçando o celular.

LAURA

— Por que ela ainda não me respondeu?

Ela liga pra Vanessa.

CENA 03/ CASA DE SANDRA/ COZINHA/ INT./ DIA

Mãe e filha se encaram.

VANESSA

— A gente se conheceu numa praça.

SANDRA

— E por que ela veio até aqui?

VANESSA

— Eu não sei.

SANDRA

— Então procure saber se você realmente quiser ficar aqui. Vai saber de tudo e me contar. E se eu souber que você está escondendo alguma coisa, RUA!

Sandra volta a tomar seu café tranquilamente. Vanessa está ofegante.

CENA 04/ OURO PRETO/ PLANO GERAL/ EXT./ DIA

Takes do avançar do dia na cidade.

CENA 05/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

Batidas na porta. Laura atende, é Vanessa.

LAURA

— Eu achei que você não viria mais…

CENA 06/ CASA DE SANDRA/ QUARTO DE ANDRÉ/ INT./ DIA

Sandra chega com uma bandeja lotada de frutas, suco e pedaços de bolo. André está deitado em sua cama assistindo TV, ele está com um semblante sério.

SANDRA

— O café do meu amor… Flor do meu jardim.

ANDRÉ

— Pode levar, não quero.

SANDRA

— Amor, você precisa se alimentar.

ANDRÉ

— Eu disse que eu não quero.

SANDRA

— Ta bom, então, eu vou deixar aqui pra quando der vontade.

Ela deixa a bandeja numa mesa próxima. Sandra está se retirando.

ANDRÉ

— Sandra, você acha que eu tenho cara de idiota?

Ela vira-se.

SANDRA

— (serena) O quê, meu amor?

ANDRÉ

— Você acha que eu estar nessa cama é sinônimo de eu estar morto? Eu sei muito bem o que se passa nessa casa, mas me faço de coitado pra ver até onde a sua mentira vai.

SANDRA

— Eu não estou entendendo.

ANDRÉ

— Sandra, Sandra, Sandra… Você é uma imbecil mesmo.

CENA 07/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

Laura e Vanessa conversam.

VANESSA

— Então, me conta o que está acontecendo?

LAURA

— Primeiro, eu queria me desculpar por tudo que eu fiz, e por tudo que eu vou dizer. Eu não sou quem você pensa, eu moro em São Paulo com minha tia, meus pais foram vítimas de um acidente. Você lembra do dia que eu te expulsei do meu quarto sem justificativas?

VANESSA

— Sim, lembro.

Inserir Flash-back da Cena 08, do capítulo 03:

CENA 08/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

[…]

VANESSA

— O que houve?

LAURA

— Nada.

Laura disfarça o choro.

LAURA

— Não se preocupe, não foi nada. Sabe o que você faz? Vem aqui amanhã, não estou muito bem, me desculpa.

VANESSA

— Mas, por quê?!

LAURA

— Por favor, Vanessa.

Laura acompanha Vanessa, que rapidamente está fora do quarto. Laura bate a porta de forma violenta e se derrama em prantos no chão do quarto.

Fim do Flash-back.

VANESSA

— Você havia mentido pra mim?

LAURA

— Me desculpa, eu tinha feito planos e tinha medo de você descobrir e ficar magoada, mas eu te amo Vanessa.

VANESSA

— Quem ama não mente. Mas, por que você invadiu minha casa?

LAURA

— Como eu havia dito antes, eu conheço seu pai. Ele foi casado com minha tia e no período que eles estavam juntos, seu pai abusava de mim.

VANESSA

— Como?!

LAURA

— (chorando) Eu era pequena, eu não sabia de nada. Ele abusou de mim, da minha inocência… Foram anos e anos, sem poder contar pra ninguém devido às ameaças. Foi horrível.

Laura desaba em prantos e Vanessa dá suporte.

VANESSA

— Eu lamento muito, muito, muito… Desculpa por fazer você tocar nessa ferida. Me desculpa.

CENA 08/ CASA DE SANDRA/ QUARTO DE ANDRÉ/ INT./ DIA

André olha Sandra com fúria. Embate entre os dois.

ANDRÉ

— Você acha que eu não sei?! Você está escondendo a Vanessa aqui dentro.

SANDRA

— Você está louco, André! Eu nunca faria isso.

ANDRÉ

— (berra) Desgraçada! Mentirosa!

SANDRA

— Eu não fiz isso. A Vanessa não está aqui.

ANDRÉ

— Você pensa que eu sou imbecil? Você nunca mandou aquela vagabunda pra rua. Você mentiu, mas bem embaixo do meu nariz, Sandra.

SANDRA

— São os remédios…/

ANDRÉ

— (berra) CALA A BOCA! Eu não estou louco! Mas você pensa que vai me trair bem nas minhas costas e vai se livrar assim tão fácil? Na-na-ni-na-não. Eu também lhe fiz uma supresinha.

André gargalha.

SANDRA

— (preocupada) O que você fez, André? 

CENA 09/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

Laura se recupera do choro.

LAURA

— Mas ainda não acabou.

VANESSA

— Como assim?

LAURA

— Eu vou acertar as contas com seu pai.

VANESSA

— O que você vai fazer?

LAURA

— (fria) Eu quero matar ele.

VANESSA

— Não, você não vai fazer isso. A minha mãe vai sofrer muito.

LAURA

— Eu preciso, eu não posso deixar isso impune.

VANESSA

— Ele é só um velho destrambelhado, você sabe disso. Não mata ele, eu não posso concordar.

LAURA 

— Ele acabou com a minha vida.

VANESSA

— Mas, ele é meu pai. Você só faz isso por cima do meu cadáver.

LAURA

— Não fala isso, você não tem culpa.

VANESSA

— Eu não posso deixar isso acontecer.

CENA 10/ CASA DE SANDRA/ QUARTO DE ANDRÉ/ INT./ DIA

Sandra está cambaleando.

SANDRA

— Quer saber? Você está certo, a Vanessa está aqui mesmo. E eu dou razão a ela também, você é um velho ranzinza e cheio de ódio no peito.

ANDRÉ

— Você vai me pagar por cada palavra.

SANDRA

— Não vou não, eu vou ligar pro Dr. Iago e vou te internar. Pode se preparar!

ANDRÉ

— Nem morto! Quem vai ser internada é você!

CENA 11/ HOTEL/ QUARTO/ INT./ DIA

Vanessa se afasta de Laura.

VANESSA

— Eu não gosto de você, não quero mais te ver, por favor, não me liga mais. 

LAURA

— (chorando) Eu amo tanto você, não me deixa.

VANESSA

— Eu vou fazer de tudo pra acabar com seu plano. Você não vai destruir a minha família.

LAURA

— (chorando) Não me deixa!

Vanessa sai.

LAURA

— (chorando/ grita) VANESSA!

CENA 12/ CASA DE SANDRA/ SALA/ INT./ DIA

Vanessa chega em casa e, rapidamente procura pela mãe. Vemos Vanessa ir na cozinha, no quarto, no banheiro. Por fim, ela chega vagarosamente ao quarto de André. De repente, ela vê sua mãe caída e desacordada diante da cama do pai. 

André está assistindo um programa humorístico tranquilamente.

VANESSA

— (preocupada) O que você fez?

ANDRÉ

— (sorri) Filha, que prazer te ver cobra criada. A sua mãe já teve o que merece, agora chegou a sua hora.

André gargalha alto.

FIM

POSTADO POR

Wesley Santos

Wesley Santos

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo