Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

O Primeiro Amor – Web Filme

O Primeiro Amor

Web filme de

Débora Costa

Releitura da Obra de

Walther Negrão

Escrito Por

Débora Costa

Colaboração

Tainá Andaluz

Direção Geral

Wellyngton Vianna

Personagens

 ADELE

ANGÊLO

BRUNO

CAROLINA

CIDA

CRISTINA

DANIELA

EDERSON

FÁTIMA

FLÁVIO

GABRIELA

GIOVANNA

HELENA

HÉLIO

JÚLIA

JÚNIOR

LEONARDO

LUCIANO

MARCOS

MATHEUS

MAURICIO

MAURO

MUNHOZ

OSVALDO

OTÁVIO

PAULO

PEREIRA

RAFAEL

SOPHIA

 

Cena 1/Ext./Estrada/Dia.

SONOPLASTIA: Olhos Abertos – Elis Regina, da tela escura abre aos poucos a imagem, estrada com belas imagens do percurso, ao longe se vê um carro andando pela estrada, dentro do carro estão a família Lima, Luciano está dirigindo atento, eu filho mais velho Otávio está ao lado, no banco de trás estão as crianças Sophia e Júnior empolgados com a viagem e a adolescente Gabriela “Gabi” entediada com a cabeça encostada no vidro do carro olhando a paisagem e ouvindo música usando fones de ouvido. SONOPLASTIA: Fim.

Cena 2/Ext./Nova Esperança/ Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Dia.

Carolina e Bruno estão conversando em frente ao colégio, saem de dentro do colégio Éderson, Matheus e Ângelo, os três ficam um ao lado do outro com os braços cruzados observando Carolina e Bruno que percebe a aproximação dos rapazes, Rafael sai do colégio se posiciona ao lado de Éderson, Matheus e Ângelo, encara Carolina e Bruno.

RAFAEL

Não adianta falar não é Bruno? Enquanto você não levar o que merece não vai deixar a minha irmã em paz.

Carolina segura o braço de Bruno.

CAROLINA

Quem tem que me deixar em paz é você!

Carolina vai saindo puxando Bruno, Rafael a segura.

RAFAEL

Espera Carolina.

CAROLINA

Me solta! Você não tem que se meter na minha vida!

BRUNO

Carolina não perde seu tempo discutindo com ele, não vale a pena.

RAFAEL

Quem você pensa que é para falar assim comigo? Hein?… Zé ninguém.

BRUNO

Eu falo como eu quiser! Não tenho medo de você e nem desse bando de desocupados!

Rafael olha os amigos, sorri sínico, pega Carolina pelo braço, empurra ela para cima dos amigos, Éderson e Matheus seguram Carolina que fica desesperada, preocupada, Rafael se aproxima de Bruno o encara.

RAFAEL

Vamos ver até onde vai sua valentia pobretão.

Rafael da um soco em Bruno que cai no chão, Paulo se aproxima nervoso.

PAULO

Eu não vou permitir que você encoste um dedo no meu irmão!

Rafael da risada, fala alto.

RAFAEL

Ele precisa de ajuda para me enfrentar!

Bruno limpa o canto da boca que está sangrando, encara Rafael se levantando.

BRUNO

Pode deixar Paulo, sei me virar.

Bruno dá um soco em Rafael que fica com raiva.

RAFAEL

Eu vou acabar com você!

Bruno e Rafael começam a se bater, Carolina fica desesperada tentando se solta, um carro se aproxima estaciona em frente a praça, Luciano observa a briga de dentro do carro.

LUCIANO

Fiquem aqui eu já volto.

Luciano desce do carro, se aproxima de onde está acontecendo a confusão, fica entre Rafael e Bruno.

LUCIANO

Eu posso saber que briga é essa em frente ao colégio?

RAFAEL

Não é da sua conta cara!

Carolina se solta vai correndo até Bruno o abraça.

LUCIANO

É da minha conta sim! Se querem se matar que façam isso em outro lugar e não aqui em frente ao colégio!

RAFAEL

E quem é você para mandar em alguma coisa?

LUCIANO

Eu sou o dono desse colégio! E exijo que saiam daqui!

Rafael se aproxima de Luciano, o encara.

RAFAEL

Me obriga.

PAULO

Já chega de briga por hoje Rafael.

Rafael encarando Luciano sorri, faz um sinal para os amigos que sobem em suas motos.

RAFAEL

A gente se cruza por ai…

Rafael sobe em sua moto, sai, os amigos o seguem, Paulo sorri aperta a mão de Luciano.

PAULO

Bem vindo de volta meu amigo.

LUCIANO

Eu esperava encontrar a mesma cidade pacata de quando fui embora.

PAULO

Isso aqui mudou muito e você vai ver.

CAROLINA

Obrigada pela ajuda, meu irmão implica com meu namoro com o Bruno, mas é por influencia da mamãe.

LUCIANO

Se esse é o tipo de influencia que ela tem sobre o filho imagino que tipo de pessoa ela seja.

PAULO

(sorri) Você não sabe de quem eles são filhos?

LUCIANO

Não.

PAULO

Eles são filhos da Adele.

LUCIANO

Então agora tudo faz sentido.

Cena 3/Ext./Mansão Lima/Dia.

Um carro estaciona em frente a mansão, Gabriela olha a mansão com desprezo por cima dos óculos de sol, descem do carro Otávio, Sophia e Júnior, as crianças entram correndo na mansão, Gabriela fecha o vidro da janela do carro, Otávio se aproxima, bate na janela.

OTÁVIO

Gabi desce do carro.

GABRIELA

Eu não vou ficar nesse fim de mundo! Quero voltar para a casa.

OTÁVIO

Abre a porta Gabi para de ser infantil, desce dai, o papai já vai chegar.

GABRIELA

Problema dele! Eu não queria ter vindo para essa cidade!

OTÁVIO

A gente não vai morar aqui, é só até o papai resolver as coisas no colégio.

GABRIELA

As minhas amigas vão passar o réveillon em Nova York e eu aqui em lugar nenhum!

Gabriela desce do carro, Otávio sorri.

OTÁVIO

Para de bancar a mimada Gabi, você sabe que o papai faz tudo que você quer ele vai te deixar ir viajar.

GABRIELA

Depois das festas não adianta mais! Que droga! Aposto que essa casa tem cheiro de mofo.

OTÁVIO

A mamãe adorava esse lugar.

GABRIELA

E dai? Isso não significa que eu tenho que gostar também!

Gabriela e Otávio entram na mansão.

Cena 4/Int./Casa de Adele/Sala/Dia.

Rafael está deitado no sofá, Adele está andando de um lado para o outro, nervosa.

ADELE

Não é possível que o Luciano resolveu voltar justo agora que eu estou acertando a venda desse maldito colégio!

RAFAEL

Ele bateu no peito para falar que era o dono do colégio.

Adele se senta no sofá em que Rafael está deitado.

ADELE

Rafa presta atenção, se o Luciano voltou para tentar impedir a venda do colégio eu quero que você e seus amigos façam da vida dele um inferno!

Rafael sorri gostando.

RAFAEL

Pode deixar mamãe eu já tinha isso em mente mesmo, ele não vai ficar por aqui muitos dias e você vai conseguir vender o colégio.

ADELE

Isso mesmo meu filho, não vamos nos dar por vencidos tão fácil, há anos que quero mandar construir um hotel no lugar daquele colégio, será muito mais lucrativo.

Rafael se levanta.

RAFAEL

Concordo.

Carolina entra, Adele se levanta.

ADELE

Carolina seu irmão já me contou tudo, eu já te proibi de ver esse rapaz que você insiste em namorar.

CAROLINA

Eu amo o Bruno mamãe! Não entendo a implicância de vocês!

ADELE

Não entende? Deixa eu te falar então, esse Bruno é um pé rapado e você merece coisa muito melhor.

CAROLINA

Isso quem decide sou eu.

ADELE

Não é não, sou eu e vou deixar bem claro uma coisa, se eu souber que você estava de novo com ele vou te mandar para bem longe daqui, seu irmão e os amigos dele vão ficar de olho por mim.

Carolina fica com vontade de chorar.

CAROLINA

Isso não é justo!

Carolina vai para seu quarto, Rafa coloca os óculos de sol, vai saindo.

ADELE

Se você souber de mais alguma coisa me avisa.

RAFAEL

Pode deixar.

Rafael sai, Adele fica pensativa.

Cena 5/Int./Mansão Lima/Sala/Dia.

Alguns móveis da sala estão cobertos, Gabriela e Otávio descem as escadas, Gabriela está nervosa.

GABRIELA

Não é possível que o papai não tenha mandado colocar internet nessa casa! Agora vou morrer de tédio!

OTÁVIO

Para de reclamar Gabi.

Júnior e Sophia entram brincando com uma bola, estão felizes, fazendo barulho, Gabriela pega a bola.

GABRIELA

Parem com essa bagunça seus pirralhos!

SOPHIA

Devolve a bola Gabi!

GABRIELA

Não vou devolver nada! Dentro de casa não é lugar pra jogar bola!

JÚNIOR

Para de ser chata! Devolve a bola!

Gabriela tira o pino da bola que murcha, sorri, entrega a bola vazia para Júnior.

GABRIELA

É toda de vocês seus pirralhos.

Júnior e Sophia ficam com raiva.

 JÚNIOR

Você vai ver só sua bruxa!

Júnior e Sophia pegam almofadas começam a bater em Gabriela que pega uma almofada bate nas crianças com ela, Otávio tenta separar todo mundo, Luciano entra eles não percebem continuam brigando.

LUCIANO

O que está acontecendo aqui?

Eles continuam a se bater com as almofadas, Gabriela bate sem querer em um vaso que cai no chão e quebra, eles ficam assustados, percebem que Luciano estava ali, Luciano fica sério, nervoso.

LUCIANO

O vaso que acabou de quebrar era da mãe de vocês! Eu posso saber que confusão é essa? Eu saio por alguns minutos e vocês agem como selvagens!

Júnior e Sophia se escondem atrás de Otávio, Gabriela encara Luciano.

GABRIELA

Ótimo não faltava mais nada mesmo! Para ficar sempre tudo igual faltava ouvir o rugido do papai!

LUCIANO

Ainda falta uma coisa Gabriela… Sobe.

GABRIELA

Eu não vou ficar naquele quarto empoeirado!

Luciano pega um pano que estava no chão, entrega para Gabriela.

LUCIANO

Pois então já arrumou o que fazer, sobe e limpa o quarto, deixa ele sem uma poeira, dai você vai ficar mais confortável.

GABRIELA

Mais/

LUCIANO

Mais nada sobe e faz o que mandei, aproveita e leva as crianças com você assim eles não aprontam mais nada.

GABRIELA

Eu odeio você!

Sophia, Júnior e Gabriela sobem as escadas, Luciano se abaixa para pegar os cacos do vaso.

OTÁVIO

Eu sei que você senti falta da mamãe,mas ficar guardando tudo o que pertencia a ela não faz bem nem pra você e nem pra gente.

Luciano se levanta, olha Otávio.

LUCIANO

Você tem razão como sempre Otávio, mas não é fácil…

OTÁVIO

Eu sei.

LUCIANO

Eu tenho que resolver muitas coisas no colégio e não posso deixar vocês sozinhos, além do mais essa casa precisa de uma boa faxina, preciso de ajuda.

OTÁVIO

Se você quiser eu faço alguma coisa.

LUCIANO

Eu quero sim meu filho e vou ver quem pode ficar com vocês.

OTÁVIO

A Gabi vai odiar a ideia papai.

LUCIANO

A pergunta é: O que a Gabriela não odeia?

Cena 6/Int./Mais Tarde – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Diretoria/Dia.

Estão reunidos os professores Mauro, Fátima, Cida, Hélio e a representante das classes a aluna Helena, Adele e Mauricio entram.

ADELE

Começamos bem, Luciano marca uma reunião as pressas e não chega na hora.

Luciano entra com algumas pastas nas mãos.

LUCIANO

Cheguei tem uma hora Adele, fui tirar cópias desses documentos, Helena entrega para todos, por favor.

Adele e Mauricio se sentam, Helena entrega as pastas para todos os presentes, se senta.

ADELE

O que de tão importante você tem para falar?

LUCIANO

Eu soube que você colocou o colégio a venda e você sabe que sem minha autorização você não pode fazer isso.

ADELE

Claro que posso isso aqui é meu.

Luciano

E meu também é por isso que voltei esse colégio não vai fechar.

Helena fica feliz.

FÁTIMA

Mas Luciano esse colégio está em condições precárias, e nós já não suportamos mais a rebeldia dos alunos.

CIDA

Fale por você Fátima, eu acho que ao invés de fechar as portas temos que nos unir e darmos o nosso melhor a esse colégio e aos alunos.

LUCIANO

Exatamente professora.

ADELE

Agora vocês vão cantar alguma canção que fale sobre salvar o mundo de mãos dadas? Por favor… Coisa mais ridícula acorde para a realidade, isso aqui já não dá mais em nada.

MAURICIO

O prédio está em uma situação precária, muitos alunos deixaram de vir ao colégio.

HELENA

Os que mudaram de cidade professor, o que acontece é que o colégio está divido entre os alunos que querem estudar e os que querem fazer bagunça.

ADELE

Ninguém te perguntou nada Helena.

LUCIANO

Eu perguntei antes da reunião começar e ela tem razão, você sabe quem lidera os alunos rebeldes daqui Adele? O seu filho.

MAURO

Esse ai faz o que quer, ele age como se fosse imune as advertências.

HÉLIO

Mas ele é Mauro, imunidade que ele ganhou da Adele, infelizmente se meu filho não tem limite é culpa dela.

LUCIANO

Eu não sabia que ele era seu filho.

HÉLIO

Carolina também é minha filha, fui casado com a Adele.

ADELE

A reunião é sobre a minha vida? Se for me avisem que eu vou adorar compartilhar alguns momentos com vocês.

LUCIANO

Tem razão, eu quero avisar que a partir de amanhã eu vou assumir a direção do colégio.

ADELE

Vai perder o meu e o seu tempo Luciano, vamos vender isso de uma vez!

LUCIANO

Não! O colégio não está e nem nunca estará a venda!

Adele encara Luciano com raiva.

Cena 7/Ext./Nova Esperança/Praça/Dia.

Gabriela está caminhando pela praça, está séria, Rafael a observa, se aproxima.

RAFAEL

E ai?

Gabriela ignora Rafael continua andando, Rafael a acompanha.

RAFAEL

Nunca te vi por aqui, veio visitar algum parente?

GABRIELA

Não enche, eu quero ficar sozinha.

Rafael da risada.

RAFAEL

Desculpa ai princesa.

GABRIELA

Não me chama de princesa! Meu nome é Gabriela!

RAFAEL

E o meu Rafael, mas pode me chamar de Rafa.

GABRIELA

Rafa por acaso você não tem o que fazer ao invés de ficar aqui me enchendo o saco!

Rafael e Gabriela olham Luciano e Helena saindo do colégio.

GABRIELA

Espero que meu pai tenha decidido vender essa droga de colégio e assim a gente volta para a casa.

RAFAEL

Luciano é seu pai?

GABRIELA

É, por quê?

RAFAEL

Porque a minha mãe também é dona do colégio e é ela que quer vender, e claro estou do lado dela, assim que ela vender eu me mando daqui.

GABRIELA

Então temos uma coisa em comum, a gente quer sair desse fim de mundo!

Gabriela sai, Rafael fica pensativo, sorri.

Cena 7/Ext./Nova Esperança/Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Dia.

Luciano e Helena estão em frente ao colégio.

LUCIANO

Então você leva na minha casa todo o material que te pedi ainda hoje.

HELENA

Pode deixar daqui a pouco eu levo.

LUCIANO

Helena estou precisando de mais um favor, eu preciso de uma pessoa que fique  tomando conta dos meus filhos e algumas coisas na casa, você conhece alguém que possa ir até lá o mais rápido possível? Para ontem?

HELENA

Eu tenho uma prima que mora na pensão e precisa de emprego.

LUCIANO

Leve sua prima quando for me entregar o material.

HELENA

Pode deixar, até logo.

Luciano sai, Helena sorri, Rafael se aproxima.

RAFAEL

Eu sabia que você iria ficar amiga desse cara Helena.

HELENA

O diretor me pediu ajuda e dai?

RAFAEL

Diretor?

HELENA

É amanhã ele vai assumir a direção do colégio.

Helena sai, Rafael entra no colégio.

Cena 8/Int./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Diretoria/Sala de Adele/Dia.

Adele, Mauricio e Fátima estão conversando, Rafael entra.

ADELE

Que bom que você chegou meu filho! Preciso da sua ajuda.

RAFAEL

Eu imaginei.

FÁTIMA

Nós queremos impedir o Luciano de assumir a direção do colégio.

MAURICIO

Mas estamos de mãos atadas.

ADELE

Você e seus amigos podem fazer alguma coisa para mostrar a ele que não é bem vindo!

Rafael sorri.

 RAFAEL

Pode deixar… Amanhã quando ele chegar vai ter uma surpresa.

Cena 9/Int./Mais Tarde – Mansão Lima/Sala/Noite.

Helena e Cristina estão em pé, Luciano desce as escadas, se aproxima delas.

LUCIANO

Desculpa a demora, estava colocando as crianças para dormir.

HELENA

Tudo bem, aqui está o material que o senhor pediu.

LUCIANO

Pode me chamar de você, obrigado Helena.

Helena entrega uma pasta para Luciano.

HELENA

Essa é minha prima Cristina.

LUCIANO

Como vai Cristina?

CRISTINA

Bem, obrigada.

LUCIANO

Vamos conversar no escritório, não quero que nenhum dos meus filhos ouça nossa conversa, fica a vontade Helena já voltamos.

Helena olha em volta, Otávio se aproxima, sorri.

OTÁVIO

Oi, você é a Helena?

HELENA

(sorri) Sou eu sim.

OTÁVIO

Eu sou Otávio, filho do Luciano, ele me falou muito bem de você.

HELENA

Fico feliz em saber disso.

OTÁVIO

Você está esperando por ele?

HELENA

Não eu já entreguei o que ele me pediu, estou esperando minha prima que foi conversar com o Luciano no escritório.

OTÁVIO

Pela minha experiência sei que vão demorar, quer ir tomar um sorvete comigo na cozinha?

HELENA

Quero sim, obrigada.

Otávio e Helena vão para a cozinha, Gabriela desce as escadas devagar para que não a ouçam, se aproxima da porta do escritório e fica ouvindo a conversa.

Cena 10/Int./Mansão Lima/Escritório/Noite.

Luciano e Cristina estão sentados.

LUCIANO

Meus filhos não são uns anjos e sou franco, eles vão te dar trabalho,mas preciso deixar alguém responsável por eles.

CRISTINA

Eu entendo e tenho paciência já cuidei de crianças antes.

LUCIANO

Menos mal, você vai precisar ter paciência, fora isso preciso que cuide de algumas coisas da casa, se precisar pode chamar alguém para te ajudar nessa parte, claro se você aceitar ficar.

CRISTINA

Aceito sim Luciano, tenho certeza que tudo vai ficar bem na sua ausência.

Luciano se levanta, se aproxima de Cristina, estende a mão para cumprimentar.

LUCIANO

Então seja bem vinda e pode vir amanhã pela manhã.

Gabriela entra brava.

GABRIELA

Eu não preciso de babá!

Cristina se levanta.

LUCIANO

Gabriela isso são modos?

GABRIELA

Não to nem ai! Eu não preciso de babá e nem meus irmãos! A gente se vira muito bem sozinhos.

LUCIANO

Eu vi hoje quando cheguei, já tomei minha decisão e amanhã a Cristina começa a trabalhar aqui.

Gabriela encara Cristina.

GABRIELA

Se eu fosse você não viria!

Gabriela sai, bate a porta, Luciano suspira.

LUCIANO

Você ainda vai querer vir amanhã?

CRISTINA

(sorri um pouco) Sim.

Cena 11/Ext./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Noite.

Rafael, Daniela, Matheus, Éderson e Ângelo estão em suas motos enfileirados em frente ao colégio.

RAFAEL

Trouxeram tudo o que pedi?

DANIELA

Está tudo aqui, agora é só entrar ai.

RAFAEL

Ótimo, bora.

Eles descem da moto, Rafael vê Gabriela caminhando apressada pela praça.

RAFAEL

Já volto.

Rafael se aproxima de Gabriela.

RAFAEL

Vai aonde com tanta pressa?

GABRIELA

Não é da sua conta!

RAFAEL

Você quer mesmo que seu papai fracasse e volte para a casa?

GABRIELA

Quero, agora mais do que nunca!

RAFAEL

Eu também… Quer fazer uma coisa para ajudar ele ir embora?

GABRIELA

(sorri) O que é?

RAFAEL

Você não pode contar para ninguém, vem comigo.

Rafael e Gabriela se aproximam da entrada do colégio, Daniela fica com ciúmes, cruza os braços.

DANIELA

Quem é essa ai?

RAFAEL

Essa é a Gabriela, filha do Luciano.

DANIELA

Você ficou louco? Ela vai correndo contar para o papai.

RAFAEL

Não vai, ela quer que ele vai embora daqui tanto quanto nós.

ÉDERSON

Então chega de ficar aqui jogando conversa fora e vamos logo antes que alguém veja a gente aqui!

RAFAEL

Bora.

Cena 12/Int./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Noite.

SONOPLASTIA: Another Brick in the wall Part 1 – Pink Floyd. Rafael, Matheus. Daniela, Gabriela, Éderson e Ângelo entram no colégio com baldes de tinta e tinha spray, eles começam a jogar tinta nas paredes, nas cadeiras, nas lousas, nos correres, escrevem FORA LUCIANO nas paredes, nas portas, Gabriela escreve na porta da diretoria, ela está gostando, Matheus joga as carteiras para fora das salas, Éderson coloca mesas no pátio, Angelo quebra janelas, Daniela rasga os livros que estão na biblioteca, Rafael entra na diretoria com Gabriela, jogam tudo que encontram pela frente no chão. SONOPLASTIA: Fim.

Cena 13/Ext./Dia Seguinte – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Dia.

Os professores e os alunos estão do lado de fora do colégio, Luciano se aproxima, estranha ao ver todos ali, se aproxima de Helena, Gabriela fica na praça observando.

LUCIANO

O que está acontecendo Helena?

HELENA

Não sei Luciano, o porteiro disse que hoje o portão iria abrir mais tarde.

BRUNO

Vocês não estão vendo as motos estacionadas? Isso só pode ser coisa do Rafa.

Adele se aproxima.

ADELE

Hoje terá aula ao ar livre? Por que ainda estão aqui?

LUCIANO

É o que quero saber.

Matheus sobe no muro com um alto falante.

MATHEUS

Atenção! Atenção! Hoje é um dia revolucionário para o colégio! Teremos novo diretor! Mas… Será que queremos?

SONOPLASTIA: Another Brick in the wall Part 2 – Pink Floyd. Abrem o portão.

MATHEUS

Pode entrar diretor, temos um recado para você.

Adele sorri, disfarça, Luciano sério, com receio, entra no colégio, os alunos e os professores o seguem, Luciano olha o estado em que o colégio está inconformado, Daniela se aproxima.

DANIELA

Vem comigo diretor.

Luciano segue Daniela até o pátio onde tem faixas escritas: FORA LUCIANO, Rafael, Éderson e Angelo estão ao centro do pátio. Rafael encara Luciano.

RAFAEL

Não queremos você aqui, fora diretor!

Luciano fica com raiva, começa a arrancar as faixas, Adele sorri para Rafael, Luciano furioso.

LUCIANO

Vocês destruíram algo que pertence á vocês!

RAFAEL

E quem disse que queremos esse lixo?

LEONARDO

O colégio não é lixo Rafa, isso que vocês fizeram sim.

HELENA

Vocês não podem falar por todos os alunos!

Luciano vai em direção a diretoria furioso, Rafael, Matheus, Éderson, Angelo e Daniela dão risada, se cumprimentam vitoriosos. SONOPLASTIA. Fim.

Cena 14/Int./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Diretoria/Dia.

Luciano entra encontra tudo revirado, lê Fora Luciano escrito em quase toda parede, fica com raiva, Cida entra.

LUCIANO

Esses delinquentes acabaram com todo o colégio!

CIDA

O que você pretende fazer?

LUCIANO

Ficar! Eu não vou desistir e isso não vai ficar assim!

CIDA

Vai suspender os alunos que fizeram isso?

LUCIANO

Se eu fizer isso vai ser como um prêmio pra eles! Do mesmo jeito que eles quebraram e bagunçaram eles vão concertar e arrumar!

CIDA

Duvido que eles façam isso Luciano.

LUCIANO

Ou eles fazem ou vão ter problemas com a justiça!

CIDA

Eu posso sugerir uma coisa? Esses alunos são visivelmente perturbados, precisamos de ajuda psicológica.

LUCIANO

O que eles precisam é de uma surra!

CIDA

Não Luciano, eles precisam de ajuda, isso que eles fizeram é um pedido de socorro.

LUCIANO

Cida eu estou fora de mim e você vem proteger esses malandros? Olha em volta! Olha como eles deixaram o colégio!

CIDA

Eu sei o que estou falando Luciano, vamos chamar um bom psicólogo, você vai ver como isso vai ajudar.

LUCIANO

Vai ajudar se ele trazer camisa de força para esses alunos!

Adele entra sorri.

ADELE

Então Luciano, pronto para assinar a venda do colégio?

Luciano encara Adele.

LUCIANO

Cida traz uma caneta para mim.

Cida olha espantada para Luciano, Adele se senti vitoriosa.

LUCIANO

Vou precisar anotar o telefone do psicólogo que vou contratar.

Cida sorri, Adele fica com raiva, sai, Luciano olha uma pulseira no chão, pega, fica com raiva e triste.

CIDA

O que foi?

LUCIANO

Essa pulseira é da minha filha…

Cena 15/Int./Mansão Lima/Sala/Dia.

Cristina está  brincando com Sophia e Júnior. Gabriela entra encara Cristina.

GABRIELA

A gente não precisa de você aqui.

CRISTINA

Precisa sim, você saiu e demorou para voltar, seus irmãos iriam ficar sozinhos.

GABRIELA

Já voltei! Pode sair!

CRISTINA

Gabriela eu não vou embora, comecei a trabalhar aqui hoje, eu preciso do emprego.

GABRIELA

Não to nem ai!

Luciano entra, está sério, Gabriela o olha, Luciano mostra a pulseira para Gabriela que fica assustada.

LUCIANO

Sabe onde encontrei isso Gabi? Na minha sala que assim como todo o colégio, foi destruída…

GABRIELA

Não existe só uma pulseira igual a essa no mundo, isso não é meu.

LUCIANO

Então vai pegar a sua que quero ver.

GABRIELA

Eu emprestei ela para minha amiga.

LUCIANO

(Tom alto) Para de mentir!

Cristina segura as mãos das crianças, sorri.

CRISTINA

Vamos dar uma volta?

JÚNIOR

Eu quero ir tomar sorvete na praça!

CRISTINA

Então vamos lá.

Cristina sai com Júnior e Sophia. Gabriela vai subindo as escadas, Luciano a segura.

LUCIANO

Você fica aqui! Por que você fez isso Gabriela? Por que você ajudou aqueles delinquentes a destruir o colégio?

Gabriela chora.

GABRIELA

Porque eu quero ir para a casa! Aqui não é meu lugar!

LUCIANO

Isso não é motivo para você se juntar a eles.

GABRIELA

Tem razão! O motivo é você ter se enterrado com a mamãe! Você mudou! E eu precisava de você! Ou acha que só sua dor foi grande? Eu perdi a minha mãe e o meu pai de uma vez! Agora você me arrasta para esse fim de mundo, não fica com a gente e ainda coloca uma mulher no lugar da minha mãe!

Luciano fica triste, disfarça.

LUCIANO

A Cristina não está no lugar da sua mãe, ela veio me ajudar.

GABRIELA

Tem razão… Ela está no seu lugar.

Gabriela sobe as escadas, Luciano se senta pensativo, triste.

 Cena 16/Int./Casa de Adele/Sala/Dia.

Adele e Rafael estão em pé.

ADELE

Você não deveria ter deixado o Luciano saber que foram vocês que fizeram toda aquela destruição no colégio!

RAFAEL

Eu quis que ele soubesse.

ADELE

E agora vocês vão ter que arrumar tudo!

RAFAEL

Eu não vou fazer nada disso.

ADELE

Vai sim porque o Luciano foi bem claro, ou vocês arrumam tudo ou ele faz uma denuncia contra vocês, com os outros eu não estou nem ai, mas com meu nome sim!

RAFAEL

Só com seu nome e eu que me dane! É isso não é?

ADELE

Você foi burro, cometeu um erro e agora vai pagar por isso.

Carolina vai saindo.

ADELE

Aonde você vai Carolina?

CAROLINA

Ajudar a arrumar o colégio.

ADELE

Vai com ela Rafa.

RAFAEL

Eu não vou!

ADELE

Se não quiser, não faça nada, mas pelo menos esteja lá!

Rafael sai com raiva, Carolina sai, Adele se senta pensativa.

ADELE

Eu tenho que impedir o progresso desse maldito colégio!

Cena 17/Int./Mais Tarde – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Dia.

Alunos e professores estão limpando e organizando o colégio, Paulo e seu amigo Flávio estão ajudando, Flávio tropeça em um balde e cai, quem está perto dá risada, Paulo o ajuda a se levantar.

PAULO

Presta mais atenção Flávio.

FLÁVIO

E eu tenho culpa agora? Vocês que deixam tudo jogado por ai!

Giovanna entra no colégio, olha em volta admirada com a bagunça, por onde ela passa as pessoas a olham curiosos por não saber quem ela é, Giovanna se aproxima de Paulo.

GIOVANNA

Isso que passou aqui foi o que? Furacão?

PAULO

Quase, alunos revoltados passaram por aqui.

GIOVANNA

Entendi.

PAULO

Você é…

GIOVANNA

Giovanna, o diretor me chamou para atender alguns alunos, eu sou psicóloga.

PAULO

Ah sim e quantas camisas de força você trouxe?

GIOVANNA

(sorri) Nenhuma.

Flávio se aproxima trazendo umas madeiras, novamente não vê o balde tropeça, cai, Giovanna o ajuda.

GIOVANNA

Você está bem?

Flávio se levanta encantando olhando Giovanna.

FLÁVIO

Eu acho que morri, estou vendo um anjo.

 GIOVANNA

(ri) Estou longe de ser um anjo, o diretor está aqui?

PAULO

Daqui a pouco ele chega para ajudar.

GIOVANNA

Então também vou ajudar, não vou ficar aqui sem fazer nada.

FLÁVIO

Olha se você quiser pode me ajudar a limpar as paredes das salas.

GIOVANNA

Tudo bem.

Luciano, Gabriela e Otávio se aproximam.

PAULO

Olha ele ai, esse é o diretor.

GIOVANNA

Oi como vai? Eu sou Giovanna, a psicóloga que você conversou mais cedo.

LUCIANO

Que ótimo que já está aqui, peço desculpas pelo estado do colégio, mas é por ele estar assim que preciso da sua ajuda, vem comigo.

Luciano e Giovanna vão para a diretoria, Flávio a admira, Paulo bate na cabeça de Flávio.

PAULO

Desce da nuvem e presta mais atenção no que faz.

Paulo e Flávio voltam a limpar o colégio, Helena se aproxima de Otávio e Gabriela, sorri.

HELENA

Oi! Vocês vieram ajudar?

GABRIELA

Eu vim porque fui obrigada!

Gabriela se afasta.

OTÁVIO

Não liga pra ela, eu vim ajudar sim.

HELENA

Que bom! Está muito difícil tirar as manchas de tinta das paredes.

Rafael e Carolina chegam, Rafael não gosta de ver Otávio e Helena conversando, Carolina vê Bruno sorri pra ele, disfarça.

CAROLINA

Eu vou ali ajudar o pessoal.

RAFAEL

Vai, mas estou de olho.

Carolina se aproxima de um grupo de estudantes onde Bruno está, pega uma vassoura, sorri olhando Bruno, começa a varrer, Rafael observa Otávio e Helena.

 OTÁVIO

Quando o meu pai contou o que aconteceu não acreditei, como eles foram capazes de fazer uma coisa dessas.

HELENA

Eu não quero fazer nenhuma acusação sem provas, mas eles sabem que terão a proteção da Adele, ela quer vender o colégio.

OTÁVIO

Pode ser isso mesmo.

Helena segura a mão de Otávio.

HELENA

Vem, vamos tentar tirar as tintas da parede.

Otávio e Helena saem de mãos dadas, Rafael fica com ciúmes, Daniela se aproxima.

DANIELA

Desencana Rafa, ela nunca vai gostar de você.

RAFAEL

Eu vou ficar com a Helena você vai ver!

DANIELA

Cai na real, ela não faz o seu tipo.

RAFAEL

Ah é? E quem faz o meu tipo?

DANIELA

Eu.

Daniela beija Rafael.

Cena 18/Int./Mansão Lima/Sala/Noite.

Rafael, Gabriela, Matheus, Daniela, Éderson e Ângelo estão sentados, Luciano se aproxima, Rafael se levanta.

RAFAEL

Cara, por que você quis ver a galera agora?

LUCIANO

Para começar eu tenho nome, é Luciano, e eu tive que me reunir aqui com vocês porque vocês destruíram a escola.

ANGELO

Fala logo eu tenho mais o que fazer.

LUCIANO

Imagino.

Giovanna se aproxima.

LUCIANO

Quero apresentar á vocês uma pessoa com quem irão conversar todos os dias á partir de amanhã, essa é Giovanna, a nova psicóloga do colégio.

Rafael, Gabriela, Matheus, Daniela, Éderson e Angelo dão risada.

ANGELO

Essa piada foi ótima, cara.

ÉDERSON

Eu mal converso com meus pais e quem dirá com uma estranha.

GIOVANNA

Por que você não conversa com seus pais?

ÉDERSON

Porque eles não iriam ouvir.

GABRIELA

Papai eu nem estudo nesse colégio.

LUCIANO

Mas participou do que aconteceu.

RAFAEL

Vamos embora acabou o circo.

LUCIANO

Amanhã eu quero vocês pela manhã na única sala que não foi destruída, a Giovanna vai anotar o nome de quem compareceu e quem não for terá descrito no histórico escolar cada detalhe do que fez no colégio.

RAFAEL

(nervoso) Você não pode obrigar a gente a ter essa conversa ridícula com ela!

LUCIANO

Posso e já estou obrigando, era só isso, podem se retirar.

DANIELA

Isso não vai mudar nada sabia, é só perda de tempo.

Daniela sai, Matheus e Angelo vão com ela, Éderson vai saindo, Giovanna o segura.

GIOVANNA

Amanhã eu quero saber porque você acha que seus pais não te ouvem.

Éderson sai, Rafael encara Giovanna.

RAFAEL

Perdeu seu tempo vindo aqui.

Rafael sai, Luciano se senta cansado.

LUCIANO

É desagradável demais essa situação, como controlar esses delinquentes.

GIOVANNA

Eles não são delinquentes, são adolescentes gritando desesperados por ajuda.

Gabriela observa.

LUCIANO

Se tem alguém gritando aqui sou eu!

Luciano se levanta, vai subindo as escadas.

 LUCIANO

Gritando de desespero, de tensão.

Luciano sobe as escadas esbravejando, Giovanna olha Gabriela.

GIOVANNA

Ele é sempre assim?

GABRIELA

Sempre.

Cena 19/Int./Dia Seguinte – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Sala de Aula/Dia.

Giovanna está sentada com um caderno e uma caneta nas mãos, Daniela está sentada em uma cadeira de frente para Giovanna.

GIOVANNA

Daniela eu quero que conte um pouco sobre você.

DANIELA

Quer saber coisas sobre mim? Olha nas minhas redes sociais.

Ângelo está sentado de frente para Giovanna.

ÂNGELO

Eu sou o que você está vendo.

Matheus está de frente para Giovanna.

MATHEUS

Pergunta para meus amigos.

Gabriela está de frente para Giovanna.

GABRIELA

Eu não sei falar sobre mim mesma.

Rafael está de frente para Giovanna, coloca as pernas em cima da mesa, cruza os braços e fica em silêncio.

Éderson está de frente para Giovanna.

 GIOVANNA

Por que seus pais não te ouvem?

Éderson abaixa a cabeça.

ÉDERSON

Porque eles não se importam comigo, só se preocupam com o trabalho deles, não me dão atenção.

Daniela está de frente para Giovanna que pega seu celular, começa a procurar algo.

GIOVANNA

Achei seu perfil! Aqui você está sempre sorrindo, feliz, mas não é a pessoa que estou vendo agora, por que?

DANIELA

Eu gosto de criar esse tipo de ilusão, uma vida inventada é melhor que a vida real.

GIOVANNA

Por quê?

DANIELA

Porque assim é como se eu tivesse pais normais e não pais que brigam toda hora.

Ângelo está de frente para Giovanna.

GIOVANNA

Eu vejo um jovem com muito estilo.

Angelo sorri.

Matheus está de frente para Giovanna que se levanta, abre a porta, Éderson, Rafael, Daniela, Gabriela e Ângelo estão do lado de fora.

GIOVANNA

Eu queria saber um pouco mais sobre o Matheus e ele disse para eu perguntar á vocês, então como ele é?

DANIELA

Um mané.

ÉDERSON

Um pé no saco.

GABRIELA

Eu cheguei há pouco tempo, não faço ideia.

ANGELO

Eles já falaram por mim.

MATHEUS

(V.O) Valeu galera, é bom saber como vocês gostam de mim.

Giovanna entra na sala, fecha a porta, se senta de frente para Matheus, sorri.

GIOVANNA

Você é como seus amigos falaram? Ou agora vai querer me falar a verdade de como você é.

Rafael está de frente para Giovanna com os pés em cima da mesa, braços cruzados.

GIOVANNA

Rafael… Se você não conversar comigo não vou poder te ajudar.

Rafael tira os pés da mesa, se levanta.

RAFAEL

E quem disse que eu preciso de ajuda.

Rafael sai, bate a porta.

GIOVANNA

Precisa de ajuda e muito mais do que os outros, vai ser difícil, mas não impossível.

Cena 20/Passagem de Tempo.

Aos poucos alunos e professores conseguem deixar o colégio em ordem.

Adele não gosta de ver a união entre alunos e professores.

Gabriela aos poucos faz novas amizades.

Cristina e Luciano se aproximam.

Giovanna consegue fazer com que Gabriela, Éderson, Daniela, Matheus e Angelo conversem com ela, Rafael é o único que não se abre com ela.

Otávio e Helena começam a namorar.

Bruno e Carolina conseguem se encontrar escondidos.

Cena 21/Int./Letreiro: Alguns Dias Depois/Mansão Lima/Sala/Dia.

Sophia e Júnior estão prontos para sair, Cristina se aproxima.

CRISTINA

E ai estão prontos para o nosso piquenique?

SOPHIA

Sim! O papai vem com a gente?

CRISTINA

Não, hoje vamos só nós três.

JÚNIOR

Nem o Otávio vai?

CRISTINA

Hoje ele também não vai poder ir, mas nós vamos nos divertir muito!

Luciano se aproxima sorri.

LUCIANO

No próximo eu vou com vocês.

SOPHIA

Por que você não pode agora?

LUCIANO

Porque hoje as coisas finalmente voltaram ao normal no colégio e eu tenho que ir para lá.

Gabriela vem descendo as escadas observa.

CRISTINA

Tenho certeza que tudo vai dar certo.

Luciano beija o rosto de Cristina que sai com as crianças, Gabriela se aproxima, está brava.

GABRIELA

Você está tendo um caso com essa mulher?

LUCIANO

Olha como fala Gabi.

GABRIELA

Está ou não?

LUCIANO

Não.

GABRIELA

Que bom, porque se estivesse eu iria para bem longe e nunca mais você teria notícias minha!

LUCIANO

Não exagera Gabriela, eu amava muito a sua mãe e ainda amo, mas tenho todo o direito de recomeçar a minha vida.

GABRIELA

Eu não gosto dela! Nunca gostei! Parece que estava adivinhando! Eu já disse, se vocês ficarem juntos eu sumo! Nunca mais volto!

Gabriela sai, Otávio se aproxima.

OTÁVIO

Estou pronto papai, podemos ir.

LUCIANO

Me fala uma coisa, você também é contra eu querer recomeçar a minha vida com outra mulher?

OTÁVIO

Não… E nem a Gabriela, acho que ela está com ciúmes de você.

LUCIANO

Não sei não, a reação dela foi muito convincente.

Cena 22/Int./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Direção/Dia.

Adele, Giovanna, Mauricio e Luciano estão sentados.

ADELE

É o colégio está organizado novamente, mas o prazo que a delegacia de ensino deu para apresentar nossos novos métodos de ensino está acabando, temos até a penúltima semana de Dezembro para entregar e falta pouco.

LUCIANO

Isso eu deixei nas mãos na professora Cida, ela disse que acaba antes do prazo.

MAURICIO

E eles também querem saber sobre o aproveitamento dos alunos e nós sabemos que poucos se dedicam.

GIOVANNA

Não, agora a maioria está indo muito bem, as conversas tem dado efeito.

LUCIANO

É realmente os problemas diminuíram, não sei qual foi a mágica que você usou, mas deu certo, você só precisa usar uma dose extra no filho da Adele, estou achando que ele é um caso perdido.

ADELE

O meu filho tem personalidade forte e eu acho não acho isso uma coisa ruim.

GIOVANNA

Não usei mágica e sim escutei cada um e conversei com eles, e sobre o Rafael você tem uma visão errada dele Adele, você sabe o que ele faz durante o tempo que tem comigo? Nada, eu falo coisas que aconteceram comigo pra ver a reação dele e mesmo assim ele se mantém quieto, fazendo uma pose de rebelde sem causa, mas um dia sei que ele vai se abrir comigo.

ADELE

Ainda bem que você fica sentada, porque vai se cansar.

MAURICIO

Vamos voltar ao foco, o relatório para a secretaria de ensino.

GIOVANNA

Eu tive uma ideia, por que não fazemos uma festa para encerrar o ano, dai convidamos alguém da secretária do ensino, além do relatório poderão conhecer o colégio e dar uma avaliação melhor.

LUCIANO

Ótima ideia! Nós podemos organizar essa festa com certeza.

ADELE

Acho perda de tempo.

LUCIANO

Claro você quer vender o colégio e não fará nada para ajudar. Giovanna vem comigo, vamos falar com a Gabi e a Helena, elas vão nos ajudar a fazer a festa.

Luciano e Giovanna saem, Adele se levanta com raiva.

ADELE

Que vontade de pegar essa Giovanna pelo pescoço e torcer! Com esse ar de sonsa está ajudando esse idiota do Luciano a manter o colégio!

MAURICIO

Fica calma Adele, nem tudo está perdido.

ADELE

Como não Mauricio? Você ouviu o que eles falaram? Os problemas com os alunos estão acabando! Tudo por causa dela! Mas ninguém é perfeito! Mauricio eu quero que você investigue a vida dela, desde o nascimento até agora! Algum podre ela deve ter… E eu vou descobrir!

Cena 23/Ext./Mais Tarde – Praça/Noite.

Estão reunidos na praça Gabriela, Otávio, Helena, Leonardo,Carolina e Bruno.

HELENA

A gente tem que organizar muito bem essa festa, assim o representante que vier da secretária do ensino vai ter uma boa impressão do colégio.

GABRIELA

Mas também não precisa fazer uma coisa séria, é uma festa para se divertir.

BRUNO

Claro acho que quanto mais natural for será melhor.

Rafael se aproxima.

RAFAEL

Você insiste em ver esse babaca não é Carolina?

CAROLINA

Rafa sai daqui, a gente está falando sobre a festa do colégio, por favor, não estraga tudo.

RAFAEL

Isso é bobagem você sabe que a mamãe vai vender o colégio.

OTÁVIO

Meu pai está conseguindo colocar tudo no lugar e sua mãe vai ter que aceitar quando perder.

HELENA

Como a Carol disse estamos aqui para falar sobre a festa, então pode sair.

RAFAEL

Eu saio se você vier comigo.

HELENA

Rafael se você não percebeu agora eu tenho um namorado, então para de me encher!

RAFAEL

Esse filhinho de papai não é para você.

OTÁVIO

Já que ele não sai, vamos continuar a conversar lá em casa.

RAFAEL

O que é? Tem medo de me enfrentar?

HELENA

Para com isso Rafa!

OTÁVIO

Não tenho medo de você.

LEONARDO

Ninguém tem, mas agora não é hora para brigar.

OTÁVIO

Tem razão.

Luciano se aproxima, Otávio vai saindo, Rafael o segura dá um soco no rosto dele, Otávio cai no chão, Rafael começa a chutar Otávio, Leonardo e Bruno tentam impedir Rafael de bater em Otávio, Luciano se aproxima nervoso empurra Rafael.

LUCIANO

Eu já estou farto de você!

Pereira que é policial se aproxima.

PEREIRA

O que está acontecendo aqui?

Luciano encara Rafael com raiva.

LUCIANO

Rafael estava agredindo o meu filho!

PEREIRA

Quer fazer uma denuncia na delegacia?

LUCIANO

Quero! Vamos imediatamente para lá então!

Pereira segura o braço de Rafael que se solta.

PEREIRA

Rapaz não complica mais as coisas.

Pereira segura o braço de Rafael o leva, Luciano se aproxima de Otávio.

LUCIANO

Você está bem?

OTÁVIO

Estou sim, não precisa ir até a delegacia.

LUCIANO

Preciso porque já cansei desse Rafael, vem comigo filho.

Luciano e Otávio saem.

GABRIELA

Eu não acho que seja necessário prender o Rafa.

BRUNO

É sim, quem sabe agora ele não toma jeito.

CAROLINA

Eu tenho pena do meu irmão.

Cena 24/Int./Mais Tarde – Casa de Adele/Sala/Noite.

Daniela e Gabriela estão preocupadas, Adele se aproxima.

ADELE

Vocês tem noção de horário?

DANIELA

Adele o Rafa está preso!

ADELE

Eu sei a Carolina me contou, vocês poderiam ter me contado por telefone, mandado mensagem e não virem até aqui me incomodar.

GABRIELA

O meu pai prestou queixa contra ele, e se você não for até lá o Rafa vai passar uns bons dias preso.

ADELE

Já estava na hora do Rafa ter uma lição, eu não pretendo mover um dedo para ajudar ele, agora eu vou voltar para o meu quarto e vocês vão embora.

Adele sai, Gabriela fica inconformada.

GABRIELA

Eu não acredito nisso.

DANIELA

Eu sim… Essa Adele é um nojo.

Cena 25/Ext./Casa de Adele/Noite.

Matheus, Angelo e Éderson estão esperando Gabriela e Daniela, elas saem da casa, se aproximam deles.

ÉDERSON

E ai ela vai na delegacia?

DANIELA

Não.

ANGELO

Ela vai deixar o Rafa na cadeia?

GABRIELA

Vai Angelo, se você visse o descaso que ela fez…

MATHEUS

Como a gente vai ajudar o Rafa?

ÉDERSON

E se a gente pedir ajuda para a Giovanna?

DANIELA

Por que ela iria ajudar? O Rafa detesta ela e ela sabe.

GABRIELA

Mas ela não detesta o Rafa e no momento é a única pessoa que pode ajudar, vamos até a pensão pedir ajuda pra ela.

Cena 26/Int./Pensão/Quarto de Giovanna/Noite.

Giovanna está dormindo, Daniela, Gabriela, Matheus, Éderson e Angelo entram chamando por ela, Daniela a chacoalha a chamando, Giovanna acorda assustada, se senta na cama.

GIOVANNA

O que aconteceu?

DANIELA

Você tem que ajudar a gente.

GABRIELA

O Rafa está preso.

MATHEUS

A gente não tem grana para pagar a fiança.

ÉDERSON

O Luciano não quer tirar a queixa.

ANGELO

E a mãe dele nem ligou.

GIOVANNA

Calma… Deixa eu ver se entendi… O Rafael está preso porque o Luciano deu queixa contra ele, por que?

GABRIELA

O Rafa bateu no Otávio meu pai ficou furioso e agora o Rafa está preso.

DANIELA

A gente pediu ajuda para a Adele, mas ela não se importou.

ÉDERSON

E a gente quer sua ajuda.

GIOVANNA

Eu sou psicóloga não sou advogada, eu não sei como tirar ele de lá, infelizmente isso é consequência do ato dele.

Eles ficam tristes, Giovanna os olha pensativa e com pena, suspira.

GIOVANNA

Tudo bem… Eu vou tentar.

Eles ficam felizes, comemoram, abraçam Giovanna.

Cena 27/Int./Delegacia/Noite.

O delegado Munhoz está sentado dormindo, Giovanna entra o olha dormindo.

GIOVANNA

Boa noite…

O delegado continua dormindo, Pereira se aproxima.

PEREIRA

Pois não.

GIOVANNA

Eu quero falar com o delegado.

Pereira se aproxima do delegado, grita no ouvido dele.

PEREIRA

Acorda Munhoz!

Munhoz acorda assustado, se levanta.

MUNHOZ

Pois não!

GIOVANNA

Eu vim aqui por causa do Rafael.

PEREIRA

Mais uma queixa?

GIOVANNA

Não eu vim para que o soltem.

MUNHOZ

Vai pagar a fiança?

GIOVANNA

Não.

MUNHOZ

Então ele continua onde está.

GIOVANNA

Acontece que ele não pode ficar onde está, os senhores sabem que eu sou psicóloga, o Rafael faz tratamento comigo porque… Porque ele sofre de um distúrbio muito raro e por isso tem esses momentos de fúria.

PEREIRA

Que tipo de distúrbio?

GIOVANNA

(pensativa) Distúrbio mental… Portanto ele tem uma doença e as pessoas não sabem porque ele não quer que saibam, fica envergonhado, ele age assim sem pensar coitadinho, se os senhores o manterem aqui pode piorar a saúde mental dele.

MUNHOZ

Tem como provar?

GIOVANNA

Eu não posso expor coisas confidenciais dos meus pacientes, já estou até falando demais, porém se eu não falasse ele ficaria preso injustamente, já que o distúrbio faz ele agir por impulso, eu garanto é vocês que Rafael é uma pessoa com problemas psicológicos e portanto não pode ficar aqui.

MUNHOZ

Pereira solta o rapaz, mas amanhã eu quero que a senhora me traga algum tipo de atestado provando isso tudo que falou.

GIOVANNA

Vou trazer.

Pereira sai para buscar Rafael, Giovanna sorri para o delegado, Pereira volta com Rafael que estranha ao ver Giovanna.

MUNHOZ

Rafael sua psicóloga disse que você sofre de um distúrbio mental e que por isso age com violência, é verdade?

Giovanna olha Rafael pedindo para ele confirmar, Rafael entende, fica pensativo.

 RAFAEL

É, quando eu fico nervoso saio batendo em todo mundo/

GIOVANNA

Sem ver, é um ato involuntário.

MUNHOZ

Tudo bem então, podem ir e amanhã eu quero o atestado.

GIOVANNA

Trarei, boa noite.

Rafael vai saindo dá um tapa na cabeça de Pereira.

RAFAEL

Foi mal cara, fiquei nervoso.

Cena 28/Ext./Delegacia/Noite.

Daniela, Matheus,Gabriela,Éderson e Angelo abraçam Rafael comemorando a saída dele da delegacia, Giovanna se aproxima.

DANIELA

Obrigada Giovanna! Você conseguiu!

GIOVANNA

Eu vou para o inferno pela mentira que disse, mas deu certo, agora Rafael, se comporte.

Giovanna vai saindo, Rafael se aproxima.

RAFAEL

Espera ai… Obrigado.

GIOVANNA

Eu poderia falar que não precisava agradecer, mas vindo de você precisa sim, desse jeito você pratica a palavra e o ato.

Giovanna sorri, sai, Rafael sorri, todos os amigos o abraçam.

 Cena 29/Int./Dia Seguinte – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Diretoria/Sala de Luciano/Dia.

Luciano está mexendo no computador, Giovanna entra.

GIOVANNA

Bom dia.

LUCIANO

Bom dia, era com você mesma que queria falar, sente – se.

GIOVANNA

Estou bem assim, eu preciso ir para a minha sala.

LUCIANO

Giovanna que história é essa de que o Rafael sobre de algum tipo de distúrbio mental?

GIOVANNA

Como você soube?

LUCIANO

O delegado falou comigo.

GIOVANNA

Ah sim… Pois é.

LUCIANO

Pois é o que? Estou esperando você me falar que distúrbio é esse.

GIOVANNA

Ontem os alunos me pediram ajuda para tirar o Rafael da cadeia e eu não tive como negar, eu inventei isso de distúrbio mental porque de outra forma o Rafael não seria solto.

LUCIANO

Eu imaginei, mas pode ficar tranquila, eu retirei a queixa e você não precisa provar nada na delegacia.

Giovanna fica feliz, se aproxima de Luciano o abraça.

 GIOVANNA

Obrigada! Eu passei a noite em claro pensando no atestado.

Luciano sorri um pouco.

LUCIANO

Por que você insiste em defender e ajudar o Rafael, ele não tem jeito.

GIOVANNA

Não é ele que precisa de um jeito e sim quem convive com ele, agora eu tenho que ir, até mais tarde.

Giovanna sai.

Cena 30/Int./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Sala de Adele/Dia.

Mauricio entra, coloca uma pasta em cima da mesa de Adele, a olha.

MAURICIO

O que tem ai vai te agradar muito.

Adele sorri, abre a pasta, começa a ler o que Mauricio imprimiu, sorri.

ADELE

Eu sabia, meu sexto sentido não falha Mauricio, agora eu tenho a Giovanna nas minhas mãos e vou jogar ela para bem longe daqui.

Adele dá risada.

Cena 31/Int./Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Sala de Giovanna/Dia.

Rafael está sentado, Giovanna entra, se senta.

GIOVANNA

Eu me atrasei hoje porque tive que falar com o Luciano.

RAFAEL

Por que você me ajudou ontem?

GIOVANNA

Porque seus amigos me pediram ajuda e também porque não achei certo você ficar preso por uma coisa que poderia ser resolvida de outra forma.

RAFAEL

Você poderia ter dito não aos meus amigos, já que eu nunca quis estar aqui, nunca falei com você.

GIOVANNA

Mas eu quis ajudar mesmo assim, não era justo te manter em uma delegacia.

RAFAEL

A minha mãe não se importou…

GIOVANNA

É eu soube.

RAFAEL

Você sabe por que eu quero que venda esse colégio?

GIOVANNA

Não.

RAFAEL

Porque assim que vender eu vou me mandar dessa cidade! Vou pegar a minha parte e viver a minha vida em outro lugar! Bem longe da minha mãe.

GIOVANNA

E seus amigos?

RAFAEL

Eles vão vir comigo, eles também querem ir embora e você acha que vão sentir a nossa falta? Vai ser um alívio.

GIOVANNA

Eu vou sentir a falta de vocês.

RAFAEL

Você é diferente, talvez sinta mais falta de nós do que nossos pais… Você sabe quem sempre me incentiva a fazer as coisas que eu faço?

GIOVANNA

Sua mãe, essa é muito fácil de saber.

RAFAEL

Ela quer que eu sempre faça o trabalho sujo.

GIOVANNA

Que tipo de trabalho sujo?

RAFAEL

Não posso te contar… Mas tem muitos que se for investigado você vai descobrir.

GIOVANNA

Entendi.

RAFAEL

E ai… Como funciona isso? Eu falo e você me ouve?

GIOVANNA

(sorri) Funciona como estamos fazendo.

RAFAEL

E dai você vai poder fazer um atestado do meu distúrbio mental?

Giovanna e Rafael riem.

Cena 32/Int./Mais Tarde – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Sala de Adele/Dia.

Adele está sentada, Giovanna entra.

GIOVANNA

Você quer falar comigo?

ADELE

Quero, pode se sentar.

Giovanna se senta.

GIOVANNA

Confesso que estou curiosa para saber o que quer falar.

ADELE

(sorri) Sabe Giovanna eu sou uma mulher que se empenha muito quando quer alguma coisa e eu quero vender esse colégio.

GIOVANNA

Eu sei, aliás todo mundo sabe.

ADELE

Pois é, mas você está atrapalhando os meus planos e eu quero que você pare com isso, quero você bem longe daqui.

GIOVANNA

Sinto te desapontar Adele, mas eu vou ficar aqui, não pretendo ir embora.

ADELE

Eu já esperava essa resposta.

Adele joga a pasta com as informações que Mauricio imprimiu em frente a Giovanna.

ADELE

O que você acha que o Luciano vai fazer quando descobrir que os alunos tão queridos e protegidos dele está nas mãos de uma viciada em drogas, uma má influencia com certeza.

Giovanna abre a pasta, olha inconformada para o conteúdo.

GIOVANNA

Como você conseguiu essas coisas?

ADELE

Não interessa, agora eu quero que você suma daqui! Ou então todos vão saber quem é você de verdade!

Giovanna se levanta nervosa, pega a pasta.

GIOVANNA

Você acha que sabe de tudo, mas não sabe nem a metade do que aconteceu e nem o que me levou a entrar nessa vida, mas eu já estou livre disso! Faz parte do meu passado!

Giovanna sai, Adele sorri.

ADELE

Ai é tão bom o sabor da vitória.

Cena 33/Int./Mansão Lima/Sala/Dia.

Cristina está organizando alguns brinquedos, Gabriela se aproxima a olha.

GABRIELA

Você gosta do meu pai?

CRISTINA

Como?

GABRIELA

Você ouviu muito bem e eu quero saber se você gosta do meu pai, se tem alguma coisa com ele.

CRISTINA

No inicio eu gostava sim… Mas depois ele falou comigo sobre você e tudo o que estava acontecendo e achei melhor terminar o que nem tinha começado.

GABRIELA

Eu quero te dizer que tudo bem… Que não tem problema se você… Namorar o meu pai.

CRISTINA

(sorri) Fico feliz em saber disso porque mostra que você não tem mais raiva de mim, mas eu já estou com outra pessoa, aliás é uma pessoa com quem já tinha interesse em mim antes.

Sophia e Júnior se aproximam.

JÚNIOR

Cristina ajuda a gente ensaiar para a festa?

CRISTINA

Meu amor agora eu não posso, tenho que arrumar a bagunça que vocês fizeram lá em cima, se for mais tarde eu ajudo.

Cristina sobe as escadas.

SOPHIA

Gabi uma vez na vida seja uma irmã legal e ajuda a gente a ensaiar.

GABRIELA

(rI) Tudo bem Sophia eu ajudo vocês, que música vocês vão dançar?

JÚNIOR

Eu vou colocar.

Júnior pega o celular começa a tocar a música LOVE NEVER FELT SO GOOD – MICHAEL JACKSON, Gabriela presta atenção na música.

GABRIELA

Tá bom essa pode ser assim.

Gabriela começa a dançar as crianças prestam atenção, não gostam, Giovanna entra, observa.

SOPHIA

Assim não Gabi.

GABRIELA

Então como vocês querem?

JÚNIOR

Como ele que ta cantando faz.

GABRIELA

E vocês acham que é fácil dançar igual ao Michael Jackson?

GIOVANNA

Fácil não é, mas também não é impossível, eu sempre digo isso porque é verdade, eu posso ajudar vocês.

GABRIELA

E você sabe dançar igual?

GIOVANNA

Igualzinho não, mas um pouco sim, vamos lá aumenta ai.

Júnior aumenta o volume da música, Giovanna começa a dançar, as crianças gostam, ela os ensina a dançar, Luciano desce as escadas, sorri observando, Gabriela dança também, Luciano se aproxima.

LUCIANO

Vocês deveriam ter me chamado, porque eu sei dançar e muito bem.

Luciano começa a dançar, Gabriela fica surpresa sorri, Otávio entra, não entende o que está acontecendo, sorri.

OTÁVIO

A festa é aqui em casa ou no colégio?

GABRIELA

Estamos ajudando Sophia e Júnior a ensaiar, eles vão se apresentar com uma dança.

OTÁVIO

Entendi, gostei estavam bem.

Otávio vai saindo, Giovanna o segura, o coloca ao lado de Gabi.

GIOVANNA

Não vai fugir não, vai dançar também.

OTÁVIO

Eu não sei dançar.

GIOVANNA

E nem a gente.

SOPHIA

Do começo agora!

LUCIANO

Ai filha do começo não… Eu descobri o quanto estou ficando velho, cansei.

JÚNIOR

Só mais uma e do começo, nada de preguiça!

GIOVANNA

Isso ai!

Júnior coloca a música do começo eles dançam se divertindo, Luciano dança com Giovanna, estão felizes, Gabriela e Otávio observam, se olham, Otávio fala no ouvido de Gabriela.

OTÁVIO

O que você acha?

GABRIELA

Não é ruim…

Otávio sorri, beija o rosto de Gabriela, a música acaba, Luciano se joga no sofá, Giovanna se senta.

SOPHIA

Obrigada gente! Mais tarde a gente ensaia mais!

Júnior e Sophia sobem as escadas.

LUCIANO

Eu queria ter a energia deles.

GABRIELA

Otávio eu quero te falar uma coisa, a gente já volta.

Otávio e Gabriela saem.

LUCIANO

Eu nem perguntei o que você queria me falar, fazia tempo que não me distraia assim.

GIOVANNA

Não era nada importante…

LUCIANO

Quando alguém fala isso é porque com certeza era algo muito importante.

Giovanna se levanta.

GIOVANNA

Era algo em relação a escola, mas eu consigo resolver sozinha, eu já vou indo.

Luciano se levanta, a segura, a olha.

LUCIANO

Eu quero agradecer a sua ajuda, não só agora com os meus filhos, mas por tudo que você conseguiu fazer em relação aos alunos, até o Rafael está diferente, passou por mim e não me chamou de cara, até já tinha me acostumado.

GIOVANNA

Não precisa agradecer Luciano, é gratificante ver cada um deles bem.

Luciano beija Giovanna.

GIOVANNA

Isso foi para me agradecer?

LUCIANO

Não, foi porque eu gosto e você.

Giovanna e Luciano se beijam.

Cena 34/Int./Dia seguinte – Colégio Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso/Pátio/Dia.

Começa a festa onde o objetivo é impressionar o representante da secretaria do ensino, todos estão animados, Adele e Mauricio observam afastados.

MAURICIO

A Giovanna não foi embora e tudo está bem… Acho que dessa vez nós vamos perder Adele.

ADELE

Não Mauricio, eu ainda não usei a carta que tenho na manga, isso vai acabar daqui a pouco.

Em um canto do pátio Carolina e Bruno estão se beijando, Rafael se aproxima.

RAFAEL

Bonito.

CAROLINA

Rafa… Não começa.

RAFAEL

Eu só disse bonito, é bonito ver vocês juntos.

BRUNO

É sério isso?

RAFAEL

É… Olha eu sei que peguei no pé de vocês, mas foi porque a Adele pediu.

CAROLINA

Eu sabia…

BRUNO

Então agora você não vai mais implicar com o nosso namoro?

RAFAEL

Não, minha irmã está feliz com você e é isso que importa.

Carolina sorri abraça Rafael.

CAROLINA

Obrigada!

Luciano está conversando com o representante da secretaria de ensino, Giovanna se aproxima, Adele sorri ao ver Giovanna, se aproxima.

ADELE

Marcos desculpe não ter vindo te cumprimentar antes, estava resolvendo uns assuntos.

MARCOS

Tudo bem Adele é sempre um prazer te rever.

ADELE

O que está achando do colégio?

MARCOS

Eu li toda a documentação e os relatórios e mesmo assim estou impressionado, é um excelente colégio, não tem motivos para fechar.

ADELE

Tem sim… Luciano não será um bom diretor.

LUCIANO

Adele não começa.

ADELE

Mas ele tem que saber a verdade, que você contrata profissionais sem saber nada sobre a vida deles, colocando os alunos em risco.

LUCIANO

Do que você está falando?

ADELE

Você contratou a Giovanna e não fazia ideia do problema que poderia ter causado.

GIOVANNA

Para com isso Adele!

Mauricio coloca em um telão fotos de Giovanna em uma clinica de recuperação, os alunos ficam espantados, Rafael se aproxima.

ADELE

Giovanna é usuária de drogas Marcos, você acha que esse é o tipo de pessoa que pode estar entre adolescentes?

Giovanna chora, está inconformada.

GIOVANNA

É mentira! Eu não uso mais nada!

LUCIANO

Então é verdade? Você tem problemas com droga?

GIOVANNA

Eu tive!…Hoje felizmente não tenho mais!

RAFAEL

Por que você fez isso? Porque começou a …

Giovanna enxuga as lagrimas, olha Rafael.

GIOVANNA

Porque eu comecei a usar drogas? É isso que vocês querem saber?… Vou contar então… Há alguns anos eu era casada… Tinha um filho… Um dia a gente estava voltado de uma festa, eu estava dirigindo…

Giovanna abaixa a cabeça, fecha os olhos.

GIOVANNA

Um carro na minha frente parou, eu não consegui parar em tempo e… O carro bateu… Meu filho tinha um ano e meio… Ele e meu marido morreram.

Giovanna chora, todos menos Adele ficam sensibilizados.

GIOVANNA

Eu me senti muito culpada, eu acordava e lamentava estar viva, foi ai que tudo começou… Mas eu acordei em tempo, vi que continuar nesse mundo das drogas não era a solução e sim em ajudar ao máximo quem precisasse de mim, perdi tudo o que eu tinha, mas consegui enxergar uma luz… Não foi fácil, mas não foi impossível… Eu consegui me recuperar.

ADELE

Mesmo assim o Luciano não é qualificado para o cargo Marcos, ele não sabia desse passado da profissional que ele contratou.

GIOVANNA

Você venceu Adele, eu vou embora, o colégio não precisa fechar por minha causa.

Giovanna sai, Luciano está em silêncio, Rafael fica com raiva, encara Adele.

RAFAEL

Por que você fez isso?

ADELE

Agora não Rafael.

RAFAEL

Agora sim! Cansei Adele! Quer saber… Luciano sabe por que tudo aqui é precário? Porque a Adele e o parceiro dela deram um jeito de boicotar o colégio o tempo todo!

ADELE

Cala a boca Rafael!

RAFAEL

Não calo! Ela mandava servir lanche velho, mandava jogar os livros fora, atrasava de propósito o pagamento dos professores e muito mais coisa podre!

MARCOS

Eu não acredito que você fez isso Adele.

LUCIANO

Eu sim Marcos, ela quer vender o colégio! Mas eu não vendo!

ADELE

Marcos você vai manter esse lixo aberto ou fechado?

MARCOS

Aberto Adele e também vou mandar abrir uma investigação sobre tudo o que você fez aqui.

Adele fica com raiva, Rafael sai apressado, os amigos dele vão atrás.

Cena 35/Int./Pensão/Quarto de Giovanna/Dia.

Giovanna está chorando e arrumando as malas, se senta triste, Rafael entra.

RAFAEL

O colégio vai ficar aberto…

GIOVANNA

Fico feliz em saber Rafa.

Rafael se senta ao lado de Giovanna.

RAFAEL

Então você não precisa mais sair daqui.

GIOVANNA

Preciso sim… Eu fiz o que tinha que ser feio, acabou.

RAFAEL

Antes de você chegar isso aqui era de um jeito, depois que você chegou tudo ficou melhor, se você for embora a próxima etapa é virar uma cidade zumbi.

GIOVANNA

(ri) Isso não vai acontecer.

Daniela entra desesperada.

DANIELA

Gente vem rápido! O Matheus se machucou!

Rafael, Daniela e Giovanna saem apressados.

Cena 36/Ext/Rua/Dia.

Daniela, Rafael saem da pensão antes de Giovanna que ao sair se depara com Matheus, Éderson, Gabriela e Angelo com flores nas mãos, Rafael pega uma rosa, entrega a Giovanna.

RAFAEL

A gente queria te agradecer por tudo que fez.

Giovanna fica emocionada.

GIOVANNA

Eu que agradeço vocês.

Eles abraçam Giovanna, Luciano se aproxima.

LUCIANO

A festa mudou de lugar?

GIOVANNA

Luciano ontem eu fui te contar tudo,mas/

LUCIANO

Não precisa falar nada, eu sei bem o que é perder alguém que se ama muito, o que Adele fez foi desnecessário.

GIOVANNA

Eu acho que quem precisa de tratamento é ela.

GABRIELA

Vocês vão ficar jogando conversa fora ou vão se beijar de uma vez?

Luciano e Giovanna se beijam.

Cena 37/Int./Alguns Dias Depois/Mansão Lima/Sala/Noite.

Noite de réveillon, os alunos e professores estão reunidos em uma festa oferecida por Luciano. Helena e Otávio estão sentados conversando.

HELENA

Você soube que prenderam a Adele e o Mauricio?

OTÁVIO

Sim eles procuraram por isso.

HELENA

Verdade amor fizeram cada loucura para boicotar o colégio.

Bruno e Carolina se aproximam felizes.

CAROLINA

Adivinha quem vai se casar?

Helena e Otávio se levantam felizes, abraçam Carolina e Bruno.

HELENA

Estou muito feliz por vocês!

BRUNO

Que bom porque nós queremos vocês como padrinhos.

OTÁVIO

Claro que sim!

Giovanna se aproxima.

GIOVANNA

Gente é quase meia noite, vamos até a praça, vai ter queima de fogos.

 Cena 38/Ext./Praça/Noite.

É ano novo, começa a queima de fogos, todos se cumprimentam, Otávio beija Helena, Bruno beija Carolina, Cristina beija Hélio, Gabriela beija Leonardo, Luciano beija Giovanna.

LUCIANO

Você sabe onde estão Rafael e os amigos dele?

GIOVANNA

(sorri) Pelo o que ele me disse devem estar longe daqui.

Cena 39/Ext./Rua/Noite.

Em suas motos Rafael, Éderson, Matheus, Angelo e Daniela olham a queima de fogos.

RAFAEL

Daniela você tem certeza que quer ir com a gente?

DANIELA

Claro que quero, não vou conseguir ficar sem você.

Daniela beija Rafael.

ANGELO

Para onde nós vamos?

RAFAEL

Não sei, vamos seguir por ai e ver onde vai dar, ano novo, confusão nova.

Rafael sorri e sai com sua moto, os amigos o segue fazendo barulho, felizes.

Fim

Em Memória de: Sérgio Cardoso, que interpretou, Luciano, mas infelizmente faleceu antes da novela chegar ao fim.

Dedicado á: Aracy Balabanian, Rosamaria Murtinho, Flávio Migliaccio, Paulo José e Walther Negrão.

 

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Débora Costa

Débora Costa

Estreia dia 19 de Outubro

Estreia dia 20 de Outubro

>