Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Observatório da Escrita – 53

Boa noite, querido(a) leitor(a)! O Observatório está no ar com uma nova resenha. É a vez de uma novela ser o alvo do programa. Quer tiro, porrada e bomba? Aqui tem.

 


Hoje vou falar sobre uma novela de Tales Dias cheia de desejos, intrigas e muita purpurina. Não à toa, Divas faz jus ao nome e é a campeã de audiência e repercussão na Cyber TV neste início de 2020.

Vamos falar sobre a trama. Famosa na década de 1990, a cantora Giselle Rios entra em parafuso quando se vê em plena decadência. Ela faz de tudo pra reconquistar seu público. Só não espera que os fãs prefiram uma artista que acaba de surgir no mercado: a decidida e ambiciosa Camila Oliveira. A partir daí, as duas divas do título entram em choque na disputa pela fama. Vale lembrar que a novela se passa em 2001 — tempo que remete à “disputa” entre Sandy e Wanessa (então Camargo) ou entre Britney Spears e Christina Aguilera. Não parece, mas lá se vão quase vinte anos!!!

O primeiro capítulo começa com as famosas panorâmicas da cidade — neste caso, o Rio de Janeiro — seguida por takes de pessoas andando pela praia com os aparelhos de MP3 no ouvido. Aqui ocorre um desvio histórico, já que esses dispositivos só se tornaram populares alguns anos depois. Em 2001 era mais comum o uso de walkmans e discmans. Seguindo. Camila começa a novela como caixa de um supermercado na Ilha do Governador, onde mora. Enquanto não vem nenhum cliente, ela assiste ao programa Pop +, um musical no melhor estilo MTV em pleno auge. Assim que termina o expediente, ela segue para o bar e canta um hit de Ana Carolina, Quem De Nós Dois. Um fracasso! Por pouco não é posta pra fora pelo dono do estabelecimento… mas ele prefere assediá-la e leva um sonoro não.

Em 2001, as cantoras mais comentadas do Brasil foram Cássia Eller — tão famosa, que deixou todo mundo chocado com a notícia de sua morte no fim do ano —, Marisa Monte, Ivete Sangalo, Wanessa e, óbvio, Sandy. Ela e seu irmão Júnior lançaram hits e até fizeram novela na Globo (Estrela-Guia). E o furor que ela causou por causa da cena do primeiro beijo em Guilherme Fontes e depois na da perda da virgindade da hippie Cristal? Só se falava nisso. Enquanto isso, a fictícia Giselle Rios está pra lançar a turnê dos 10 anos de carreira. Só não espera que seu pai, o empresário inescrupuloso Laerte, esteja mais a fim de lançar outra cantora. Isso mesmo: ele prefere o dinheiro à própria filha e deixa isso bem claro no decorrer dos capítulos. Amor de pai? O que é isso?

Camila, por sua vez, não faz a menor ideia de quem seja seu pai — se a trama seguir pelo lado clichê da coisa, adivinha quem ele é… — e entra em conflito com a mãe Olinda e o padrasto Jurandir. Ao saber do novo investimento de Laerte, a mocinha fica atenta à oportunidade. Enquanto isso, Giselle despeja críticas a Ivete Sangalo, sem saber que a atitude vai vazar e ser responsável por enterrar sua fama de vez.

Na cena seguinte, Olinda procura Laerte para indicar a filha à vaga e fica surpresa ao reconhecê-lo. Pah! Ele é mesmo o pai da Camila! Nos capítulos seguintes, Olinda se descobre com câncer e precisa do apoio da filha. Ao descobrir uma canção criada para a rival, Giselle faz questão de tomá-la para si e exige que Aristóteles a ajude na gravação. Camila se prepara pra gravar a mesma música, sem imaginar a trapaça de seu maior desafeto. Como ela lidará quando descobrir a armação da ex-famosa? Cenas dos próximos capítulos.

Um ponto positivo de Divas é a contextualização sociocultural da época em que se passa, embora haja um desvio ou outro, como na cena do aparelho de MP3. Os artistas citados de fato faziam sucesso na época, assim como as músicas da trilha sonora. A trama aborda basicamente os rumos de Giselle e Camila, sem muita abertura para as tramas paralelas — o que não quer dizer que coadjuvantes não brilhem. Aristóteles, Ana Alice e Olinda são bons exemplos disso. O texto apresenta alguns erros de digitação ou gramaticais, mas nada que interfira na leitura. Divas é uma novela visual, cheia de tons e cores, com carisma pra dar e vender. Promete ser uma das novelas mais lembradas da história da Cyber TV. Parabéns ao autor pela iniciativa. Sucesso!!!

 


Aproveitando a deixa da novela, vamos relembrar o que aconteceu em 2001, o primeiro ano do nosso século e milênio.

  • Logo em janeiro, uma tragédia deixou milhões de fãs apavorados: o incêndio no cenário do programa Xuxa Park deixou alguns feridos; uma criança e um segurança ficaram em estado mais grave, mas felizmente não houve vítimas fatais. A gravação do incêndio está disponível no Youtube;

  • Dias depois, George W. Bush se tornava o novo presidente dos Estados Unidos, e assim ficou até 2009;

  • A doença da vaca louca estava a todo vapor, o que fez alguns países suspenderem a compra da carne brasileira;

  • Os brasileiros lidaram com um racionamento pesado de energia elétrica, com direito a multas para quem ultrapassasse o máximo permitido;

  • Surgiu a Wikipédia;

  • O ex-presidente sérvio Slobodan Milosevic foi acusado pela ONU de crimes contra a humanidade durante a Guerra de Kosovo, em 1999;

  • Foi aprovado o novo Código Civil brasileiro, que entrou em vigor no ano seguinte;

  • A hoje apresentadora Patrícia Abravanel foi sequestrada e depois liberada após pagamento de resgate;

  • Ataques terroristas colocaram abaixo as famosas Torres Gêmeas (World Trade Center) e parte do prédio do Pentágono. Osama Bin Laden foi considerado o líder das ações. A partir de então, muitas nações se viram diante de uma possibilidade de uma nova guerra mundial e de um desequilíbrio econômico e político que, de certa forma, dura até hoje. Muitos conflitos se sucederam desde então;

  • O Windows XP foi lançado, substituindo a edição 2000;

  • Surgiu a nota de 2 reais, presente até hoje na moeda brasileira, o que, anos depois, colocou em desuso a cédula de 1 real;

  • É lançado nos cinemas o primeiro filme da saga Harry Potter;

  • Nada de Flamengo! O time da moda era São Caetano, que subiu como foguete graças a uma das regras da Copa João Havelange de 2000, na qual foi vice-campeão. A dose foi repetida no Campeonato Brasileiro de 2001;

  • Michael Schumacher continuava no topo da fama entre os corredores da Fórmula 1. Juan Pablo Montoya, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen (não confundir com o veterano Mika Hakkinen) foram os estreantes da vez;

  • Faleceram os atores Fausto Rocha, Aldo César, Anthony Quinn, Jack Lemmon, Moacyr Deriquém, Gilberto Martinho, Cláudio Mamberti e Hélio Souto; o político Mário Covas; o desenhista William Hanna, da dupla com Joseph Barbera; a dramaturga Maria Clara Machado; os cantores Perry Como, Aaliyah e Cássia Eller; o beatle George Harrison e o titã Marcelo Fromer; a novelista Gloria Magadan; o escritor Jorge Amado; o diretor Walter Avancini; entre outros famosos;

  • O paralama Herbert Vianna sofreu um grave acidente de ultraleve e passou por um longo período de recuperação;

  • Rock In Rio? Teve sim. Sting, Daniela Mercury, Cássia Eller, Guns N’ Roses, Pato Fu, Ira!, Sheryl Crow, Capital Inicial e Kid Abelha estiveram entre as dezenas de artistas que se apresentaram entre 12 e 21 de janeiro. Não marcou tanto quanto a primeira edição (1985), mas o evento foi assistido ao vivo ou pela TV por milhões de fãs de música;

  • As Spice Girls se separaram após cinco anos no auge;

  • Cantores e bandas da moda: Cássia Eller, Ivete Sangalo, Sandy & Júnior, Wanessa (Camargo), Kelly Key, Bonde do Tigrão, Jennifer Lopez, Dido, KLB, Twister, Raimundos, Penélope, Shakira, Lenny Kravitz e Lara Fabian — cujo hit Love By Grace não saía das rádios, mesmo depois do término de Laços de Família;

  • Outro hit chiclete que não parava de tocar em novela foi A Miragem (“Somente por amor…”), cantada por Marcus Viana para O Clone.

  • Laços de Família emocionou de montão; O Clone colocou muitos bordões na boca do povo; valeu muito a pena ver Roque Santeiro e A Gata Comeu (ambas de 1985) de novo; uma certa novela do SBT deu o que falar com seu título diferente: Pícara Sonhadora; a primeira versão de Chiquititas chegou ao fim e lançou Débora Falabella direto para Um Anjo Caiu do Céu; veio A Padroeira e suas várias músicas de abertura, terminando por eternizar o hit de Joanna no cancioneiro nacional; Café com Aroma de Mulher se destacou entre as latinas do SBT; As Filhas da Mãe se torna o fracasso do ano; Estrela-Guia ganha elogios dos fãs, mas também causa furor em todos os setores da mídia — a “virgindade” da Sandy era um tabu, né?

  • A Grande Família e Sítio do Pica-pau Amarelo ganham novas versões na Globo;

  • Você Decide, apesar do fracasso na reprise, fez com que Susana Werner virasse meme (bem antes de o Orkut ser lançado) com o dedo giratório;

  • Enquanto a Globo preparava a primeira edição do BBB para janeiro de 2002, Sílvio Santos saiu na frente e lançou a Casa dos Artistas em outubro com onze famosos e uma então anônima — ela acabou levando o prêmio: Bárbara Paz, futura musa do SBT e depois de Walcyr Carrasco.

Este livro de ficção científica deu origem ao famoso filme homônimo de Stanley Kubrick, em plena década de 1960.

 


O Observatório fica por aqui, mas daqui a pouco tem o Cyber Backstage especial de aniversário. A Cyber apagou três velinhas nesta semana e ganha agora uma homenagem.

Espero você. Até já!

POSTADO POR

Marcelo Delpkin

Marcelo Delpkin

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
  • Amei tudo que você observou a respeito da trama. Fiquei extremamente feliz por Divas ser pauta não seu programa.
    Amei também os acontecimentos de 2001. Fiz bastante pesquisas a respeito desse ano (mesmo assim, acabei errando a respeito do MP3. O aparelho não era popular no Brasil nessa época, apesar do uso em outros lugares do mundo).
    Nesta semana, acontecerá, finalmente, o encontro entre Giselle e Camila. E vai ser choque de monstros! Hahaha
    E já que falou sobre o suposto “amor de pai” de Laerte… ALERTA SPOILER! Giselle revelará algumas verdades a respeito do passado dela e de seu “pai” hahahha. No capítulo de amanhã!

    Muito obrigado pelo reconhecimento, pelos elogios e críticas e pelo espaço aqui na Cyber! É um prazer imenso fazer parte do site!

    • Obrigado por seu retorno, Tales! Fico feliz que tenha gostado da resenha. Desejo sucesso pra você e pra continuação de Divas. A novela promete pegar fogo daqui pra frente. Só quero ver o que Giselle vai aprontar com Camila e Laerte. Vem, novelão!!!

  • >
    Rolar para o topo