Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Para Todo o Sempre – Capítulo 9

CENA 1. CASA DE ALEXANDRE. INT. DIA

Patrício chega à casa de Alexandre. Ele veio contar para o amigo que viu Maria e Ramiro se beijando. Para a surpresa dele, Alexandre não se surpreendeu com a notícia.

ALEXANDRE  – Eu já desconfiava que aquela desgraçada estava me traindo com o troglodita do Ramiro.

PATRÍCIO  – E não vai fazer nada para barrá-la?

ALEXANDRE  – Claro que vou! Mas isso tem que ser feito da forma correta. Tenho que pegar Maria no flagra!

PATRÍCIO  – E enquanto isso você vai deixar a Guilhermina ser enganada por Ramiro?

ALEXANDRE  – Prometo que não vou demorar muito tempo com o plano.

PATRÍCIO  – Um mês. Você só tem um mês! Se demorar mais, eu mesmo vou a Guilhermina e conto para ela!

 

CENA 2. CASTELO. INT. DIA

Augusto estava ansioso para a reunião no Parlamento. Essa era a sua chance de passar o trono para Daniela apesar da vontade contrária de Armando. Daniela não estava querendo ir à reunião.

DANIELA  – Eu já disse que não quero ir!

AUGUSTO  – Mas minha filha, a reunião é para te coroar rainha de Veseli.

DANIELA  – Como se isso fosse uma coisa boa.

ALICE  – Não me aborrece, pirralha! Se não quer ser rainha, eu estou prontinha pra ser, querido.

AUGUSTO  – Eu ainda tenho juízo nessa minha cabeça gasta, meu amor. Se você fosse coroada rainha hoje, daqui a um mês o reino não terá um tostão sequer.

ALICE  – Ora, não me subestime.

AUGUSTO  – Se levarmos em conta quanto ouro saiu deste castelo ultimamente… tem encomendado muitas roupas de Paris, não é mesmo?

Alice se cala para não se comprometer ainda mais.

Na cozinha, Alfredo e Morgana estavam escutando a conversa toda.

MORGANA  – O que será que vai sair dessa reunião?

ALFREDO  – Cale-se sua chantagista. Nem veselina é e está querendo saber de quê?

MORGANA  – É claro que sou cidadã de Veseli. A vila de ciganos está dentro do reino.

ALFREDO  – Como se alguém quisesse vocês aqui. Bando de macumbeiros.

MORGANA  – (com o tom um pouco mais alto) Macumbeira que sua rainha adora, né, adora comprar meu produtinhos.

ALFREDO  – (sussurrando) Psiu! Cala a boca!

MORGANA  – Me respeite então. E vamos ouvir a conversa.

 

CENA 3. IGREJA. INT. DIA

Armando foi à igreja conversar com o padre Luiz. Ele o havia convidado para saber detalhes da reunião.

LUIZ  – Tudo certo, Armando?

ARMANDO  – Claro como o dia, padre.

LUIZ  – Eu tinha certeza que o senhor encontraria a solução para esse problema.

ARMANDO  – É óbvio. O reino em primeiro lugar. Eu nunca iria causar um problema para o reino somente por capricho meu.

LUIZ  – Muito bem. Deus se alegra com seu desprendimento.

ARMANDO  – Isso não quer dizer que não esteja receoso com o reinado de Daniela. Que Deus nos proteja na administração de uma mulher.

LUIZ  – Está quase na hora da reunião. Posso participar?

ARMANDO  – Ora, será uma honra para o Conselho dos Anciãos. Vamos, o padre vai comigo na minha carruagem.

 

CENA 4. CASA DE MARIA. INT. DIA

Alexandre começa seu plano para desmascarar Maria. Ele vai até a casa dela para ver se ela confessava o caso com Ramiro. Maria atende a porta.

MARIA  – Amor da minha vida! Que surpresa!

ALEXANDRE  – Eu trouxe flores, meu amor.

MARIA  – Ai, que lindas! Entra, vou fazer um bolo para nós.

Alexandre aperta as mãos de raiva com tanta falsidade, mas se controla e entra.

Maria serve um bolo que a mãe Madalena fez no dia anterior.

MARIA  – Eu fiz esse bolo ontem com o maior carinho do mundo. Parece que eu estava adivinhando que você viria aqui hoje.

ALEXANDRE  – Coisas do amor, não é?

Após esse momento fofo, Alexandre decidiu que essa era a hora de colocar Maria contra a parede.

ALEXANDRE  – (como quem não quer nada) Nossa, Maria, agora que me lembrei de uma coisa. Eu fiquei sabendo que você estava no campo de flores ontem. Por que não me procurou pra me dar um beijinho?

Maria fica nervosa. Será que Alexandre estava jogando verde pra pegá-la em contradição?

MARIA  – (pensando) O que eu faço? Não posso colocar tudo a perder agora. O que eu faço? O que eu faço?

ALEXANDRE  – (falso) O que foi? Ficou muda, meu amor?

MARIA  – Fiquei. Fiquei muda de amor!

E se joga em Alexandre e beija-o descontroladamente. Alexandre não resiste e se aceita o amor que Maria lhe oferece.

 

CENA 5. CASTELO. CLOSET DE ALICE. INT. DIA

Alice está se arrumando para a sessão solene no Conselho dos Anciãos.

ALICE  – (olhando para o espelho) Preciso estar perfeita. Não que eu não seja perfeita. Eu preciso estar mais perfeita. Aquela antipática da Rosângela, mulher do Armando, jura que é superior a mim. Mas hoje eu vou mostrar quem é a rainha de Veseli.

Morgana, que estava escutando na porta, aparece e assusta Alice.

MORGANA  – Eu não tenho dúvidas que você é superior, Alice.

ALICE  – Que susto, sua peste! O que está fazendo aqui, insolente! Saia já daqui!

MORGANA  – Ora, não expulse sua amiguinha assim. Ela te faz tantos favores.

ALICE  – E recebe um bom dinheiro em troca, não é mesmo?

MORGANA  – Dinheiro esse que é pouco. Eu quero mais!

ALICE  – Você é o quê? Um saco sem fundo? Já te dei duas barras de ouro imensas!

MORGANA  – O meu produto é de qualidade, querida. E não vou fazer mais nada até receber duas barras de ouro.

Augusto entra no quarto e fala alto:

AUGUSTO  – Alice, vamos! Não quero chegar atrasado!

MORGANA  – (sussurrando) A nossa conversa não acabou. Estarei aqui te esperando na volta. E vou pegar esse vestido de presente. Você me dá esse, não é?

ALICE  – O quê? Esse aí tem 422 diamantes!

MORGANA  – Eu sei que é muito generosa. Obrigadinha!

E sai.

ALICE  – Chega. Eu preciso me livrar dessa daí de uma vez por todas.

 

CENA 6. CONSELHO DOS ANCIÃOS. INT. DIA

A carruagem de Armando chega ao Conselho, trazendo ele e o padre Luiz.

LUIZ  – Estamos atrasados?

ARMANDO  – Seja bem-vindo ao Conselho. É uma honra ter o senhor aqui.

LUIZ  – Muito obrigado.

ARMANDO  – Falta meia hora para a sessão.

Neste momento Rosângela, esposa de Armando chega. Ela é muito mais jovem do que Armando. Vive em competição com Alice com vestidos e joias. Estava usando um vestido de rubis encomendado de Paris.

ROSÂNGELA  – Padre Luiz! Que prazer.

Dá dois beijinhos no padre, o que deixa ele constrangido.

LUIZ  – Como vai?

ROSÂNGELA  – Estou ótima. Tenho certeza que o dia de hoje mudará a história de Veseli.

Um silêncio dramático.

O mensageiro chega.

MENSAGEIRO  – Sir Armando! A família Real acaba de chegar.

ARMANDO  – Muito bem. Vamos começar a sessão.

 

CENA 7. PLENÁRIO DO CONSELHO. INT. DIA

Essa é uma Assembleia-Geral do Parlamento de Veseli. Então, além dos membros do Conselho dos Anciãos, estão presentes também todos os representantes do Senado. Estão na plataforma o presidente do Conselho, Armando, o vice-presidente do Conselho, Willian, e o presidente do Senado, Marcos. Augusto e a família Real estão na primeira fila. Daniela com cara de tédio.

ARMANDO  – Declaro aberta a XVI Assembleia-Geral do Reino Unido de Veseli. Nesta Assembleia vamos ratificar o que já foi discutido entre os Poderes constituídos sobre a ação inédita do rei Augusto, detentor do Poder Moderador, em abdicar o trono em favor de sua filha, Daniela. Procederemos a assinatura do termo de Abdicação de trono. Convido então o rei Augusto e sua filha Daniela Crawsky para subir ao púlpito e proceder a assinatura.

Augusto e Daniela sobem ao púlpito. Aplausos.

AUGUSTO  – Antes de assinarmos o termo, quero dizer algumas palavras. Eu tenho reinado em Veseli há 16 anos, portanto desde 1835. Quando meu pai estava no leito de morte, ele me deu uma lição que levo até hoje comigo. Ele disse: meu filho, não cometa o mesmo erro que eu. Estou morrendo aqui e há muito tempo não tenho vigor físico para levar esse reino adiante. Quando sentir que está envelhecendo e não pode dar o seu melhor por Veseli, abdique o trono e deixe que seu filho leve adiante o reino com mais vigor. É por isso que estou neste momento passando o reino de Veseli para minha filha, Daniela Crawsky.

Aplausos.

ARMANDO  – Muito tocante o seu discurso, Majestade. Mas vamos aos aspectos jurídicos: Daniela tem 21 anos. A maioridade em Veseli, como todos sabem, é 25 anos. Então, dada a excepcionalidade do caso, o Senado aprovou uma Lei Excepcional que abaixa a maioridade da futura rainha para 21 anos, mas reduz o poder de decisão dela até a maioridade, transferindo para a Casa mais qualificada para isso: o Conselho dos Anciãos. Neste caso, o voto dela será mentorado pelo vice-presidente do Conselho, Willian Petrowsky. Alguma dúvida?

Silêncio.

ARMANDO  – Então, vamos proceder a assinatura.

Neste momento, o mensageiro irrompe o Plenário, apressado.

MENSAGEIRO  – Senhores! Senhores! A família Real francesa acaba de chegar a Veseli! E estão em apuros!

Foco na cara de raiva de Armando.

POSTADO POR

Gustavo Lopes

Gustavo Lopes

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
>
Rolar para o topo