Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

PSI – EPISÓDIO 4 (Isonomia)

             EPISÓDIO 4: ISONOMIA

CENA 1. EXT. TRIBUNAL. MANHÃ.

Estela caminha lentamente. Os repórteres se aproximam abruptamente.

REPÓRTER #1: Como se sente após descobri que se casou com um assassino?

REPÓRTER #2: Ele já tinha sido agressivo contigo?

REPÓRTER #3: Ainda acredita na inocência do seu falecido marido?

Estela desce as escadas escoltada por alguns policiais. Os repórteres caminham, seguindo-a. Um policial abre a porta do automóvel. Estela entra.

                                         CORTE DESCONTÍNUO:

INT. CARRO. MANHÃ

Estela chorando, beija a aliança.

ESTELA (Pensando): Eu vou provar sua inocência, amor. Eu prometo!

CENA 2. INT. TRIBUNAL._ESTACIONAMENTO. CARRO. MANHÃ.

Conrado apoia a cabeça no volante, pensativo. Dr. Pegliard se aproxima da janela.

DR. PEGLIARD: Você me envergonha, Conrado.

Dr. Pegliard se afasta, decepcionado. Conrado chora. Rachel entra no automóvel. Conrado enxuga as lágrimas repentinamente e pisa no acelerador.

RACHEL: Me sinto mais aliviada. Não superei a morte de Luísa mas me alivia ver a justiça agindo. Ainda existe justiça nesse país.

Conrado mantém-se calado. Rachel estranhando, o observa.

RACHEL: O que aconteceu, Conrado? Parece até que não está feliz. Fora que deixou os repórteres no vácuo, né? Sequer deu entrevista.

CONRADO (Decepcionado): Fico triste pela Estela, ela deve está sofrendo muito com tudo isso.

RACHEL: Eu não estou ouvindo uma idiotice dessas, meu Deus. Ele matou nossa filha, Conrado, e essa cretina tá defendendo ele. Ela deveria morrer junto com ele.

CONRADO: Não fala besteira, tá? Não temos mais nada à ver com eles, pronto.

RACHEL: Que estresse! Já avisou pro Rafael? Apesar dele não ter se esforçado pra vim, acho que ele deve se interessar, né?

CONRADO: À essa hora todo o mundo já sabe. Ele não é exceção. Agora deixa eu me concentrar no volante, por favor. Minha cabeça tá cheia demais.

Rachel revira os olhos e olha para a janela. Uma lágrima escorre no volante. Conrado amargurado, respira fundo.

CENA 3. INT. APÊ DE ANTHONY. COZINHA. MEIO-DIA.

Estela degusta lentamente. 

FLASHBACK DE ESTELA – Ela lembra do jantar no restaurante.

Estela sorri com os olhos lacrimejando. A porta se abre. Estela desperta, desnorteada. Aline entra com uma sacola.

ESTELA: Ai, amiga. Você demorou tanto que fiz um miojo.

ALINE: Não faz mal.

Aline põe a sacola em cima da mesa.

ALINE: Já sabe da nova?

ESTELA (Esperançosa): Não. O que aconteceu? O Conrado desfez a acusação?

ALINE: Quem disse! O desgraçado está indo para um cruzeiro em Puntacana. Acredita?

ESTELA (Furiosa): Ah que sacanagem! Eu não vou deixar barato não.

ALINE: Se controle, amiga. Esse homem é perigoso! Ele já condenou seu marido, pra incriminar você é um sopro.

ESTELA: Não, Line. Eu preciso olhar no olho desse crápula. Dizer umas verdades. Tem muita coisa engasgada na minha garganta.

Aline pensativa, pisca para Estela.

ALINE: Ah quer saber? Eu te levo lá.

Estela se levanta. Aline a abraça. Ambas saem.

CENA 4. INT. APÊ DE CONRADO. SALA DE ESTAR. TARDE. 

Conrado ansioso caminha com a mala de um lado para o outro. A campainha toca.

CONRADO (Gritando): Adianta, Rachel. O uber já chegou e você aí enrolando.

A campainha toca novamente.

CONRADO (Gritando): já vou. (TEMPO/Ele sussurra, furioso) Esse pessoal não tem educação não? Falta de respeito viu.

Conrado abre a porta e arregala os olhos. Estela entra, abruptamente.

CONRADO: O que você quer?

Estela desfere uma bofetada em Conrado. Rachel desce as escadas e ao vê-la, se revolta.

RACHEL (Desaforada): O que essa louca faz aqui? É queima de arquivo é?

ESTELA: Não! Eu não sujaria minha mão com carniça.

CONRADO: Eu já posso fazer o B.O pelo tapa e pelo desaforo, Estela. Se controle!

ESTELA: Eu vim apenas desejar uma boa viagem e eu espero do fundo do meu coração que vocês nunca passem pelo que eu passei, pelo que o Anthony está passando nesse momento.

RACHEL (Revoltada): É uma cretina mesmo! Egoísta! Saia da nossa casa imediatamente ou eu vou ligar pra polícia. 

ESTELA: Eu vou reuni provas suficientes para inocentar o meu marido. Vocês vão ver. Ah vão. 

Estela se afasta. Conrado segura a mão de Rachel. Estela redireciona seu olhar à Conrado. Todos ficam apreensivos.

ESTELA: Ah doutor, tome cuidado viu. Fiquei sabendo que vai ter uns chineses lá. Lugar fechado no meio do mar pode ser fatal!

Estela sorri e sai. Rachel revoltada, bate o pé no chão.

RACHEL: Desgraçada! 

CONRADO: Vamos logo! 

RACHEL: Como você consegue manter a calma desse jeito? Gente! Estou à flor da pele de tanto ódio e o táxi nem chegou ainda.

CONRADO: É uber, Rachel. A gente espera do lado de fora, preciso de ar puro. É disso que eu preciso.

Conrado sai. 

                                          CORTE DESCONTÍNUO:

CENA 5. INT. AVIÃO. NOITE.

(O.S da COMISSÁRIA): Senhores passageiros, nesse exato momento estamos decolando. Desejo á todos uma boa viagem.

Rachel põe a cabeça no ombro de Conrado, ele a acaricia.

RACHEL: Esse cruzeiro é realmente confiável, Conrado? Eu sou tão cismada com essas coisas via internet.

CONRADO: Fica tranquila, amor. Foi o Édy que falou sobre o cruzeiro. Não pode ser furada.

RACHEL (Irônica): Ah sim! No Dutra, eu confio, né?

Conrado ri. Rachel se aconchega.

                                                 CORTA PARA:

LEGENDA: Puntacana – REPÚBLICA DOMINICANA

CENA 6. INT. CRUZEIRO D´LASCA. SUÍTE. NOITE.

Rachel e Conrado relaxados na banheira, dormem. O celular vibra. Ambos despertam.

RACHEL: Mas será possível? Até na viagem você programa o alarme, Conrado?

Conrado se levanta e desliga o celular.

CONRADO: Apenas programei um horário para acordar, ué. Eu vim para o D´Lasca com o intuito de me divertir, distraí a mente.

RACHEL: E para onde você vai agora? Já reservei um jantar às dez.

CONRADO: Soube que tem um cassino no andar de baixo, próximo ao porão, vou dar uma jogada.

Rachel boquiaberta.

RACHEL: Quem diria, hein? Você extremamente firme e conservador frequentando jogatinas.

CONRADO: Só não te levo, pois, não é um lugar apropriado para uma mulher de respeito.

RACHEL: E nem para um homem casado. (TEMPO/Conrado ri) Mas eu deixo por que confio em você. Se divirta, meu amor.

CONRADO: Como eu amo essa mulher.

Conrado se aproxima de Rachel e a beija. Rachel apalpa os dorsos dele, ele se afasta, envergonhado.

RACHEL (Sorrindo): Para um homem de 50 e tal anos, você tá com uma carninha ainda.

Conrado se afasta.

RACHEL (Gritando): E às dez, eu te espero viu. Não quero levar bolo.

LEGENDA: Rio de Janeiro – RJ 

CENA 7. APÊ DE ANTHONY. SUÍTE. NOITE.

Notebook ligado. Música alta. SONOPLASTIA: Mirrors – JUSTIN TIMBERLAKE. Estela sai do banheiro, enxugando o cabelo molhado. 

ESTELA (Cantarolando): Cause I don´t wanna lose you now.

O celular vibra. Estela o pega, pressionando o dedo no ecrã. SONOPLASTIA OFF.

ESTELA (Ao celular): Alô. Quem fala? (T) Se foi o estúpido do Conrado que te pagou pra fazer isso. (T) Hãm? (TEMPO/Ela arregala os olhos) Pular de paraquedas?

CLOSE em Estela, apavorada.

LEGENDA: Puntacana – REPÚBLICA DOMINICANA

CENA 8. INT. CRUZEIRO D´LASCA. CASSINO. NOITE.

Fumaça. Gritaria. SONOPLASTIA: Jazz – Instrumental. Conrado se aproxima de uma mesa de poker. CLOSE numa mulher de cabelos ruivos e longos, de costas. Conrado a toca. Ela se vira. Conrado arregala os olhos.

CONRADO (Abismado): Luísa?

CLOSE em Conrado, boquiaberto.

                                                CORTA PARA:

INT. CRUZEIRO D´LASCA. ALCOVA. NOITE.

Luísa e Conrado entram.

LUÍSA: Vamos! Siente mi perfume.

Luísa insiste no olhar. Conrado se aproxima. Ambos se abraçam fortemente.

LUÍSA (Sussurra no ouvido): Aqui tem câmeras e escutas, estou correndo perigo, finja que não me conhece.

Luísa se afasta. 

LUÍSA (Mordendo os lábios): Daddy o Sugar Daddy? ¿Qué te excita más?

CONRADO (Desanimado): Tanto faz.

LUÍSA: Brasileño? Aah! (TEMPO/Ela tenta abrir uma garrafa) Me ajude, por favor. 

Conrado abre a garrafa. Luísa pisca para ele.

CONRADO: Quando eu me casei com Rachel jurei que moveria céus e terras para ver ela feliz.

LUÍSA: Prazer não faz mal à ninguém, querido.

CONRADO (Alucinado): Talvez você pense que eu esteja louco, que perdi a lucidez, a sobriedade, mas na verdade a única pessoa que está avariada é a Rachel e é por ela que eu estou fazendo isso.

Conrado se levanta. Luísa o observa, confusa.

LUÍSA (Preocupada): Hei? Mas você volta, né?

Conrado segue para o banheiro. Luísa pega a garrafa e serve uma taça, porém, se desequilibra, derrubando-a. A CAM foca nos estilhaços de vidro pelo chão. Luísa se abaixa. Uma sombra mostra um homem com uma faca em punho. Luísa arregala os olhos.

LUÍSA: Daddy?

CLOSE em Luísa, chocada.

TO BE CONTINUED.

POSTADO POR

Samuel Brito

Samuel Brito

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr
  • Mas é o quê? Luísa viva? Que bug que deu na minha cabeça agora, gente. Mas por que ela tava agindo daquele jeito e a reação do Conrado foi bem estranha?

    Graças a Deus que a segunda temporada já tá chegando, sou nem obrigado a esperar.

    Enfim, terminei minha primeira maratona, parabéns pela história, amigo! Li tudo em uma sentada só, na verdade, em uma deitada, porque aproveitei a minha insônia e fiquei deitado lendo tudo kkkkkk.

    • Muitas coisas em aberto…aguarde a segunda temporada pra ser bugado ainda mais kkkkk Um beijão, amigo s2 Muito obrigado pelo privilégio s2 Lindooo

  • Que final chocante! Luisa viva e essa reação do Conrado… Sinto que a segunda temporada será superior a primeira. Luisa, se não morrer (espero que não kkk), pode trazer novos ares a trama, que tem personagens com atos tão odiosos kkkk. Parabéns pela obra, amigo!

  • Chocada com a cena final. Entao Luísa estava todo esse tempo viva? Que reação esquisita foi essa do Conrado? Será que ele está segurando a faca? Não acredito que acabou na melhor parteeeee. Muitas coisas ficaram em aberto então podemos esperar uma ótima continuação. Parabéns por mais uma obra concluída (em partes). Amei ler essa história maravilhosa s2.

    • Pois é kkk Muitas lacunas abertas…aguarde a segunda temporada s2 Acho que vou te surpreender desde a sinopse kkkk Muito obrigado por ter lido mais uma obra minha s2 Sua leitura e seus comentários são o que me dá ânimo para escrever viu rs

  • Poxa! Quero a Season II logo. Ja está na fila né? Curioso pra saber o que vai rolar daqui em diante. Parabéns pela obra, amigo!!

  • >
    Rolar para o topo