Seja você mesmo, porque os outros já existem: revisitando “Eu, Kadu”

“Seja você mesmo, porque os outros já existem”.

Essa frase, atribuída a Oscar Wilde, um dos dramaturgos ingleses mais populares nos fins do século XIX, e até hoje lembrado por seus epigramas e peças, resume à perfeição a individualidade que Kadu, um jovem de 17 anos, busca manter dentro de um mundo determinado a rotular e agrupar as pessoas; de uma sociedade sedenta por criar estereótipos.

Mesmo possuindo muitas das características comuns aos adolescentes, inclusive a necessidade de acompanhar modismos, sejam eles excêntricos ou não, Kadu considera, ao menos quando o assunto em questão diz respeito à sua orientação sexual, que nem sempre o estilo popular do romanesco desafio do “sair do armário” deva ser seguido.

Fechar este capítulo ainda lhe parece uma ação impossível de ser colocada em prática; uma estrela que brilha muito, muito distante dentro do seu universo, afinal, ele acredita piamente que tem motivos de sobra para esconder sua homossexualidade, ainda que sobrevivendo mergulhado num mar de conflitos internos. E este silêncio, este incômodo segredo, contrariando todas as probabilidades, por fim acaba se tornando insustentável diante da descoberta mais que inusitada de uma paixão avassaladora por Matheus, seu melhor amigo.

Como se estivesse registrando cada um de seus passos num diário, Kadu opta em narrar em primeira pessoa a história que está vivendo, expondo ao leitor o perfil de um típico adolescente com qualidades e defeitos, carregado de dramas, medos e esperanças, e que não esconde (ao menos para si) as frustrações que carrega.

Um jovem inteligente, estudioso e com um ponto de vista bem peculiar, e até mesmo maduro, em contraponto à ingenuidade e inocência naturais que fazem parte da adolescência, que fazem parte do crescimento como ser humano.

 

 

 

 

 

padrao


Este conteúdo pertence ao seu respectivo autor e sua exposição está autorizada apenas para a Cyber TV.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on tumblr
Tumblr