Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on telegram

Território Livre – Temporada 1 – Programa 5

Boa tarde, leitor(a)! O TERRITÓRIO LIVRE está no ar com duas entrevistas, Geh e Vinícius deram umas palavras ao programa. Acompanhe:

1) Como você descobriu o Território Livre?
Bom eu não sei como vocês me descobriram (O apresentador Evandro buscou participantes de outros realities). Recebi uma mensagem do Patrion e pensei um pouco, mas depois segui e tentei.

2) O que fez despertar seu interesse em participar do jogo?
Gosto de desafios. E pensei: aí vai ter…então resolvi tentar.

3) Como foi o processo de seleção e como você reagiu ao saber que tinha sido aprovada?
Bom, o processo de seleção foi bem duro. Tivemos que responder em áudio várias perguntas importantes. Ao saber que fui selecionada, fiquei feliz demais.

4) O que você achou das provas que disputou? Em quais você teve maior dificuldade e em quais teve facilidade?
Ótimas. Achei bem elaboradas. As que tive mais dificuldade foi a que fizemos em Cuba de agilidade de V ou F. Dificuldade porque não consegui enviar primeiro que os outros.
A que tive mais facilidade foi a prova da Colômbia que foi em equipes, e foi muito legal.

5) E a convivência com os colegas? O que diz sobre isso?
Bom, fiz amigos, também fiz inimigos. Paguei de falsa. Fiz uma coisa errada lá, e era certo ficarem chateados comigo, né? Mas, fora isso, eu amei as novas pessoas com quem me aproximei. Gente boa demais. Gostei muito mesmo, até então fora do reality continuaremos amigos.

6) Você e a Chris foram as únicas representantes femininas no Território Livre. O que você pensa sobre isso e o que diria para as mulheres sobre participar do programa?
O que tenho a dizer por experiência própria que nunca deixe de acreditar em si e nunca pense que não pode lutar sozinha onde tem muitos homens, pois não somos fracas. Basta ter inteligência e força de vontade e acreditar que tudo pode, basta tentar.

7) A que você atribui a sua eliminação do Território Livre?
O motivo da minha eliminação foi porque choveu aqui, ficou ruim a área de cobertura. Fui pra Zona de Risco e não compareci pra tentar voltar, então acabei sendo eliminada por não estar no horário importante. Mas sempre interagi nos dias, sempre cumpri horário, mas por esse motivo eu saí.

8) Dos participantes que ainda estão no jogo, quem você gostaria que fosse o vencedor da primeira temporada?
Bom, queria que fosse mais de um, né? Mas como é apenas um ganhador, gostaria que o vencedor da primeira temporada fosse o Raphael.
Quem mais na sua torcida?
Deivison e Rurruh (Ruan).

9) Como você define, em uma palavra, a experiência de ter participado do Território Livre?
Confiante.

1) Como você descobriu o Território Livre?
Descobri através de uma postagem no Blog da Zih. Logo de cara me chamaram no WhatsApp pra seletiva. Achei muito interessante a forma como foi conduzido o processo, muito organizado. Fiquei um pouco com medo da voz do locutor (risos).

2) O que fez despertar seu interesse em participar do jogo?
A organização, a criatividade e a chance de conhecer pessoas novas.

3) Como foi o processo de seleção e como você reagiu ao saber que tinha sido aprovado?
O processo de seleção foi baseado em saber se eu seria um jogador comprometido. Fiquei um pouco tenso, mas no final deu tudo certo. Me senti realizado ao ser aprovado!

4) O que você achou das provas que disputou? Em quais você teve maior dificuldade e em quais teve facilidade?
Achei as provas muito bem elaboradas, construídas e organizadas. Tive mais dificuldade com provas que tinha que ter uma agilidade e uma boa conexão. Eu tinha que mandar minha mensagem antes do ADM pra poder garantir que eu seria o primeiro, e era impossível adivinhar. Pois eu moro no Sul e ele mora em outro estado. Então essa prova achei meio injusta, mas o restante foi muito criativo e legal. A prova que eu mais gostei foi a de elaborar um texto contra a homofobia pela equipe.

5) E a convivência com os colegas? O que diz sobre isso?
Eu tive aliados, porém acabei encontrando pessoas falsas no caminho, o que fez com que meu grupo ficasse de um lado e o outro do outro. Todo mundo mirou em mim e nos meus amigos, apesar de eu ser amigos de todos.

6) Você foi para a Zona de Risco por indicação de Tyão, o Desbravador. O que diz sobre isso?
Fiquei surpreso, pois a gente de certa forma se dava bem! Mas ele quis seguir a panelinha do grupo dele, então já imaginava que iam fazer a cabeça dele. Não guardei rancor nem mágoa. É só um jogo. O que mais me deixou triste foi a Geh.

7) A que você atribui a sua eliminação do Território Livre?
Por que eu não consegui vencer a prova. Eu moro no Sul, quando eu mandava a mensagem antes do ADM responder, eu sempre era o primeiro, mas eu não tinha como adivinhar quando ele ia responder, então acabei sofrendo com isso.

8) Dos participantes que ainda estão no jogo, quem você gostaria que fosse o vencedor da primeira temporada?
Eu queria muito que fosse o Igor. Ele é muito inteligente, sempre foi fiel a mim no jogo. Criei um carinho de amizade muito grande por ele. Fora que ele é bom nas provas!

9) Como você define, em uma palavra, a experiência de ter participado do Território Livre?
Fenomenal. Esse jogo deixou marcas. Meu ex-namorado disse que terminou comigo por eu ter me dedicado ao jogo e que eu sempre me dedico ao que eu quero… ele não mentiu!

As provas de ontem envolveram três países: El Salvador, Guatemala e Haiti. Raphael se sagrou novamente o Desbravador e mandou Igor para a Zona de Risco; Tyão foi imunizado, além de ter o poder de troca, usado para inverter as bandeiras de Itamar e Caio. Assim, este se juntou a Igor e Jefferson e foi eliminado na prova que envolvia selfies com objetos. Veja o ranking de ontem:

O TERRITÓRIO LIVRE está de volta amanhã. Até lá!

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on tumblr

POSTADO POR

Produção Cyber TV

Produção Cyber TV

Conteúdos originais Cyber TV
>